Dr. Jardel: “Superintendência de Polícia sofrerá mudanças”

Delegado Jardel: “Polícia monta grande operação para o Círio da Conceição”

Às vésperas do recém-eleito governador do Pará, Simão Jatene (PSDB) ser diplomado, o titular da Superintendência de Polícia Civil do Baixo e Médio Amazonas, delegado Jardel Guimarães, em entrevista exclusiva à nossa reportagem, adiantou que deverão ocorrer mudanças no quadro do referido órgão de segurança, em Santarém. Segundo ele, tanto a Superintendência quanto a 16ª Seccional de Santarém, assim como a Delegacia Geral em Belém sofrerão mudanças após o dia 1º de janeiro de 2011. Dr. Jardel falou, ainda, sobre as equipes da Polícia Civil que farão a segurança dos romeiros durante as festividades de Nossa Senhora da Conceição, que inicia no dia 28 deste mês, dentre outros assuntos. Veja a entrevista.
Jornal O Impacto: O esquema de segurança da Polícia Civil já está preparado para a programação das festividades de Nossa Senhora da Conceição?
Delegado Jardel:
Sim, vai ser deflagrada a Operação Círio 2010. A Polícia Civil está montando uma equipe especial de reforço, para que possamos oferecer segurança aos romeiros que procuram a Cidade de Santarém, principalmente no dia do Círio e no período que decorre as festividades de Nossa Senhora da Conceição. Em razão disso, já estamos reunindo com o delegado Germano do Vale, que é o diretor da 16ª Seccional, para que possamos mostrar e oferecer segurança à população. Vamos ter um reforço na Polícia Civil, entre delegados, escrivães e investigadores, na 16ª Seccional, principalmente para atuar no dia do Círio. Os trabalhos serão em conjunto com os demais órgãos de segurança, tais como Polícia Militar, que é o nosso principal parceiro para que possamos tirar de circulação às pessoas que venham tentar ludibriar os romeiros que estarão na cidade. Serão combatidos, principalmente crimes incidentes, como furtos, roubos, estelionato, na sua modalidade Conto do Paco, que nesse período é bastante freqüente em Santarém. Então, a Polícia Civil estará atenta para esse tipo de delito.
Jornal O Impacto: Com a posse do governador Simão Jatene, em janeiro próximo, acontecerão mudanças na Superintendência de Polícia Civil e na 16ª Seccional, em Santarém?
Delegado Jardel:
Devem ocorrer mudanças. É um novo governo e deve assumir outro Delegado Geral, que terá a sua equipe de trabalho de confiança. Razão pelo qual, na Polícia Civil deverá haver mudanças nos seus quadros. Vamos aguardar essa mudança, mas enquanto isso, a Polícia Civil não pode ficar prejudicada e tem que dar continuidade ao serviço público.
Jornal O Impacto: Como estão sendo deflagradas as operações de combate a vários crimes no Oeste do Pará?
Delegado Jardel:
A Superintendência tem realizado diversas operações nos municípios do Oeste do Pará. A mais recente foi realizada neste último final de semana em Terra Santa, no Distrito de Porto Trombetas e às proximidades do município de Faro, onde foram realizadas várias incursões num trabalho preventivo e repressivo visando o combate a vários crimes, como tráfico de drogas, prostituição infantil e crimes ambientais. É nesse sentido que a Polícia tem trabalhado durante esse ano de 2010 e, o resultado tem sido bastante produtivo e positivo para a sociedade do Oeste paraense.
Jornal O Impacto: Em relação a Santarém, como está sendo o combate ao tráfico de drogas?
Delegado Jardel:
O combate as drogas em Santarém continua efetivo. Um das marcas da administração hoje, aqui em Santarém, tanto os policiais da Superintendência quanto o efetivo da 16ª Seccional e do Grupo de Combate ao Crime Organizado têm feito um trabalho de repressão a esse tipo de delito, que vem sendo combatido pela Polícia Civil e a sociedade toda aprova esse modelo de combate. Vários traficantes já foram tirados de circulação, foi feita a apreensão de grande quantidade de entorpecente e precisamos ainda fazer com que mais pessoas envolvidas venham a ser presas.
Jornal O Impacto: Existem pessoas de poder aquisitivo alto, como empresários, envolvidas no tráfico de drogas?
Delegado Jardel:
Temos várias linhas de investigação. Vale ressaltar que quando a gente fala na região toda, o foco da Polícia Civil não são só as chamadas Bocas de Fumo, que são alvo desse tipo de ação da Polícia, mas também aquelas pessoas que distribuem a droga, de poder aquisitivo muito maior e, que viram alvos e objetos de investigação por parte do efetivo da Superintendência.
Jornal O Impacto: Nas últimas semanas foram registrados vários homicídios na cidade, no entanto, poucas pessoas foram presas. Como está sendo realizado esse tipo de investigação?
Delegado Jardel:
A 16ª Seccional, através do seu diretor, nos informou que as investigações prosseguem. Grande parte desses homicídios seus autores já foram devidamente identificados e representadas suas prisões preventivas. Temos certeza, que em um curto espaço de tempo, essas pessoas que cometeram esse tipo de crime estarão presas pela Polícia Civil.
Jornal O Impacto: Nos últimos meses o Governo do Pará efetivou mais policiais civis para atuar nas principais regiões do Estado. A Superintendência do Baixo e Médio Amazonas foi contemplada com a contratação desses novos investigadores?
Delegado Jardel:
Recentemente alguns policiais civis já se apresentaram junto à Superintendência. Foram contemplados apenas os municípios em que havia carência, principalmente de delegados e demais investigadores. Itaituba foi contemplada com dois delegados e um escrivão, assim como os municípios de Rurópolis, Placas, Terra Santa, Aveiro e Trairão que receberam novos policiais civis. Santarém no momento ainda não foi contemplada com a lotação desses policiais. Sabemos que ainda há uma carência por parte da 16ª Seccional com policiais civis, mas no momento não foi contemplada, mas na Regional veio a reforçar os quadros da Polícia Civil.

Por: Manoel Cardoso

Deixe seu comentário aqui: