Polícia Federal desmascara máfia do defeso

Carga foi apreendido por agente da PF

A Polícia Federal começou a desmontar um esquema criminoso que atuava no interior do Pará em municípios que foram inseridos no programa “Seguro Defeso”, do Governo Federal, para beneficiar pescadores durante o período de proibição da pesca no Pará.

 Pelas denúncias apresentadas ao Ministério Público Federal, o esquema criminoso vinha atuando no Estado desde 2003, quando estavam registrados em todo Pará cerca de 40 mil pescadores. A partir de então começou o que foi denominado de “pororoca do defeso” e das licenças de pesca provisórias, atingindo hoje a cifra de 130 mil pescadores em todo o Pará.

 Os municípios alvos da quadrilha são Ponta de Pedras, Moju, Limoeiro do Ajuru, Breu Branco, Tucuruí, Abaetetuba, Igarapé-Miri, Chaves, Muaná, Cametá e Mocajuba, sendo que o município de Muaná, na Ilha do Marajó, tem o maior número de irregularidades já descoberto.

 Ontem, um delegado e seis agentes da Polícia Federal montaram campana na agência da Caixa Econômica Federal no bairro do Entroncamento, em Belém, flagrando cerca de 500 pseudo pescadores que chegaram em barco alugado do município de Muaná para receber quatro parcelas do “seguro defeso” que estavam em atraso.

 O que chamou atenção dos federais foi o “modus operandi” dos supostos pescadores, que ao receber o montante imediatamente pediam para que o “caixa” fizesse um depósito de R$ 661 em nome da Associação de Pescadores da Ilha Arioquinha e Circunvizinhança.

 Disfarçados de funcionários da Caixa, os federais identificaram o homem responsável pela associação, conhecido como Durval Barbosa, e todos acabaram sendo levados para a Superintendência da Polícia Federal, onde o esquema será investigado, segundo informou o porta-voz da PF, Fernando Sérgio Castro.

 Investigações em andamento detalham como funcionava o esquema criminoso. O presidente das associações e colônia de pescadores pegava documentos de pescadores e de pessoas que não têm nenhum vínculo com a pesca, com o objetivo de tirar a carteira de pescador ou a certidão provisória, para ter direito a receber o “Seguro Defeso”.

 Mas os presidentes ou responsáveis condicionavam que a metade do dinheiro era para providenciar a carteira. No entanto, esse valor era para pagar a fraude. Quando isso não acontecia, a carteira era cancelada no ano seguinte.

 No município de Breu Branco, a Colônia de Pescadores Z-53 possui cerca de 8 mil pescadores cadastrados na Superintendência de Pesca. Desses, segundo a denúncia encaminhada ao Ministério Público e políticos, 70% são falsos pescadores. Na verdade, seriam mototaxistas, donas de casa, estudantes, comerciantes e pessoas de outros municípios, como Tucuruí, Cametá e Baião, também sem vínculo com a pesca.

 A fraude é tão grosseira que existem municípios sem nenhuma tendência para pesca e que apresentam números extraordinários de pescadores, muitos deles morando na periferia de Belém e que foram cooptados a fornecer documentos com a promessa de um salário gratuito.

 Desde outubro do ano passado o DIÁRIO já vinha denunciando fraudes no Seguro Defeso, a partir de denúncias encaminhadas ao jornal e ao Ministério Público Federal, que indicavam que mais de 20 mil pessoas estariam recebendo o benefício sem serem pescadores.

Fonte: Jornal Diário do Pará on line

Um comentário em “Polícia Federal desmascara máfia do defeso

  • 30 de maio de 2014 em 12:11
    Permalink

    sou pescador de mage a 35 anos.. concordo porque tem muitos pescadores falsos na colonia z9 que recebem o defeso …senhores do ministerio publico pesso a voces e as altoridades que venham a fazer uma investigaçao profunda deste caso……ate o presente momento ate hoje nunca recebi nenhum defeso de nenhuma colonia……..no ano de 2000….desapareceram com a minha ficha na colonia e eu procurei a colonia z9 e me disseram que eu teria que pagar 800 reais para rever meu documentos . queremos que esse caso chegue as autoridade em brasilia df..

    Resposta
  • 18 de agosto de 2013 em 19:44
    Permalink

    EM TUCURUI OS FLAUDADORE ES SOUTO E AI FALA QUE A POLICIA E PAU MANDADO DO MILIQUINHO BATISTA

    Resposta
  • 18 de agosto de 2013 em 19:40
    Permalink

    CADER POLICIA FEDERAL POR QUER EM TUCURUI A POLICIA E TRATADA COMO CHAQUOTA PELO OS FRAUDADORE DE SEGURO DEFESOR

    Resposta
  • 15 de agosto de 2012 em 14:01
    Permalink

    Em Soure na Ilha do Marajó tem um vereador que estar enriquecendo com seguro defeso.Alem de cadastrar falsos pescadores,para receber o seguro defeso ele cobra pelo seus serviços a metade do dinheiro que a pessoa recebe,e se não bastasse isso ele ainda ameaça que se não votar nele no ano seguinte não recebera o beneficio.

    ISSO É UM ABSURDO.E EU QUERO SABER QUANDO AS AUTORIDADES VÃO TOMAR AS DEVIDAS PROVIDENCIAS ?

    Resposta
  • 2 de agosto de 2012 em 21:52
    Permalink

    Parece brincadeira,em Breu Branco famílias inteiras deixam de trabalhar com carteira assinada para receber seguro defeso. Tem uma aluna da escola Severo Alves do Terceiro ano Noite que não só ela mas a mãe,as irmãs e cunhados não sabem sequer por uma minhoca no anzol mas recebem todos os anos o seguro defeso. Seu primeiro nome é K…tia le..ar. Mas pessoal a Policia Federal está agindo e estes falsificadores e mal caraters não perdem por esperar.

    Resposta
  • 1 de maio de 2011 em 11:50
    Permalink

    É verdade,POLICIA FEDERAL socorro,a colonia de DESPESCADORES de CEDRO de SÃO JOÃO /SE é formada por 99% de pscadores de FRAUDE
    vAMOS ACABAR CON ESTA POUCA VERGONHA……….

    Resposta
  • 26 de janeiro de 2011 em 11:44
    Permalink

    em ponta de pedras no marajo a um cooperativa para quem quer receber seguro da pesca,mas nao precisa ser pescado basta pagar eles,o nome de um deles e babi,mora no bairro da pratinha mas e de ponta de pedras,um rapaz chamado como micalho;edimilson pereira morais ,que reside em belem esta pagando ele para conseguir o seguro,ele mora na passagem marajoara 3 numero 18 em val de cans belem,e tem uma casa propria aqui em belem trabalha de carteira assinada,esse tal de babi vai esquenta a carteira dele e de varias pessoas agora para receber o seguro……

    Resposta
  • 19 de dezembro de 2010 em 18:24
    Permalink

    venho atraves desta denuncia a fralde de falsos pescadores na colonia z9 em mage la´´ esxiste 1880 associados mas a metade a falsos pescadores , espero quer mande bem rapido a federal pra la´´ tem serraleiro dono de duas serralerias,tem donos de bar donos de depositos de gas e bebidas tem trabalhadores da prefeitura de mage ,acrediter ser quiser tem ate quarda de transito da prefeitura. Esta uma pouca vergonha bem tiver quer por a colonia z 9 na justiça por perdas e danos pois fui lesado pela colonia a diretoria da colonia e´´ a favor dos falsos pescadores pois porquer eles sempre estao em dias com as menssalidades da z9 claro nao precisa do mar pra ganha dim dim ,e a colonia poem a culpa dos falsos pescadores em mvoces da seap tudo isto quer falei aquir esta no meu prosseço agora a cobra vai fumar pro lado deles,,ha´´ tem falsos pescadores fasendo embarcaçoes pra ser livra mas nao sabem nem como remar o barco kkk ano adianta farsantes seus dias estao contados ass marcio cosme nao tenho medo de nada so´´ do meu DEUS ele sim e poderozo.. vem federal vem ….ate breve
    ate pra brasilhia mandei uma carta semana passada contando tudo vlw

    Resposta
  • 20 de novembro de 2010 em 20:05
    Permalink

    na colonia z9 em mage rj falsos pescadores estao ser aproveitando e tomando a ves de quem e´´ realmente pescador foi o quer aconteceu comigo presciso de ajuda socinho nao vou conseguir demascara eles estou sofrendo ameaças de morte me ajudem por favor

    Resposta

Deixe seu comentário aqui: