Plebiscito sobre criação de novo Estado volta à pauta

Estado do Tapajós

Pará – Por muito pouco o plenário da Câmara dos deputados não votou ontem os PDCs (Projetos de Decreto Legislativo) 2300/09 e 159-B/92, que autorizam a realização de plebiscito para a criação do Estado do Carajás.
Os PDCs, que estavam na pauta da sessão extraordinária de ontem, só não foram apreciados pelos deputados porque o PSDB insistiu em votá-los nominalmente, mesmo sabendo que o pedido de verificação de quorum derrubaria a sessão por causa da presença mínima de parlamentares.
O projeto foi retirado da pauta a pedido do deputado Giovanni Queiroz (PDT-PA), um dos autores dos PDCs, para evitar que a sessão fosse derrubada por causa da insistência do vice-líder do PSDB, Antonio Carlos Panuzzio (SP), em requerer verificação nominal, caso as propostas fossem colocadas em votação.

Giovanni Queiroz pediu retirada da Pauta

Além de Panuzzio, outros dois deputados insistiram na oposição de votar os PDCs na sessão extraordinária: Arnaldo Madeira (PSDB-SP) e José Genuíno (PT-SP). Ambos disseram que projetos que aprovam plebiscitos não podem ser apreciados em votação simbólica. Segundo Giovanni Queiroz, na próxima terça ou quarta-feira os PDCs devem voltar a ser analisados.
‘Precisamos de maioria simples, e a maioria desta Casa nos apoia’, disse. ‘Na próxima semana, é bem provável que o plebiscito de Carajás seja aprovado’, comentou.
Principal opositor do movimento de divisão do Estado, o deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA) afirma está ciente da possibilidade da matéria ser apreciada nas próximas sessões, mas acredita que eles não terão sucesso nessas tentativas.
‘Eles tentaram votar hoje (ontem) e não conseguiram. Vão tentar com certeza na próxima semana, mas o tempo é inimigo deles. Nós só temos agora, no máximo, três semanas. Se eles conseguirem votar nesse período, tudo bem, mas se não conseguirem, acabou’, destaca o deputado.

ORM

Um comentário em “Plebiscito sobre criação de novo Estado volta à pauta

  • 21 de novembro de 2010 em 21:05
    Permalink

    eu gostaria que nossos deputados que foram eleitos para defender o pará, honrasse suas promesas e votasse contra essa barbaridade que querem fazer com nosso estado.
    sou PARAENSE E TENHO ORGULHO DO MEU ESTADO

    Resposta
  • 21 de novembro de 2010 em 12:50
    Permalink

    Tudo pode ser adiado mais um dia acontecerá, politica tem dessas coisas. só olham em seu benefício.
    As desigualdades são grandes. isso não se vê.

    Resposta
  • 21 de novembro de 2010 em 11:31
    Permalink

    Atenção, vamos ficar de olho nos politicos q votarem contra este necessitado projeto, pois o Pará precisa urgentemente ser dividido, não é possivel q cidades prox. a MT. dependam de Belém, precisamos urgentemente da criação do Tapajós, pois esta rica região precisa crescer e se desenvolver.

    Resposta
  • 20 de novembro de 2010 em 09:34
    Permalink

    Isso tem mtos interesses políticos, mas a força faz a diferença..

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *