Vereador denuncia que presos passam fome na Penitenciária

Vereador Henderson Pinto fez a denúncia

O vereador Henderson Pinto denunciou na tribuna da Câmara Municipal de Santarém, de que os detentos da Penitenciária Agrícola de Cucurunã Silvio Hall de Moura estão há vários dias sem comer. O parlamentar afirmou categoricamente que os presos estavam há três dias sem comer e que os agentes prisionais têm que levar comida de casa ou comprar na vizinhança da Penitenciária a sua própria alimentação.

Diretor se defende – Diante da denúncia, o diretor da instituição penal, Nilton Canto, se pronunciou dizendo que o parlamentar não falou a verdade. “A afirmação não tem procedência. Em hipótese alguma isso poderia acontecer, do contrário, pois certamente já teria ocorrido uma alteração na Penitenciária”, disse Nilton, explicando que o fornecimento de alimentos, feito por empresas terceirizadas, está garantido até o dia 15 de janeiro de 2011, quando vence todos os empenhos firmados pelo atual governo.
Nilton Canto não entende como o vereador Henderson Pinto levou à Tribuna da Câmara um assunto do qual não tem conhecimento e também sem antes consultar a direção do presídio. O Vereador também informou que manteria contato com a direção daquela casa penal para saber o que de fato está acontecendo.
Segundo Nilton Canto, nenhum contato foi feito pelo Vereador com a direção para pedir “informações oficiais sobre essa situação, que não está ocorrendo”. Nilton Canto explica que todos os dias são fornecidos mais de mil refeições para os detentos do Centro de Recuperação Agrícola e também para os agentes prisionais e demais funcionários da casa penal.
Ainda segundo ele, no caso dos detentos, todos recebem a três refeições por dia: café, almoço e janta. Nilton esclarece à sociedade santarena, sobretudo, parentes e amigos de presos, que a afirmação feita pelo parlamentar, portanto, não tem procedência e isso é facilmente comprovado. “Queremos acalmar as pessoas, pois esse expediente não é adotado nesta casa penal, pois temos contrato até 15 de janeiro do próximo ano com empresas que nos fornecem a alimentação para a casa penal”, disse.

Por: Carlos Cruz

Deixe seu comentário aqui: