Polícia realiza prisões e cumpre mandados em Novo Progresso

Varias prisões estão sendo efetuadas na “Operação Arcanjo” em Novo Progresso

Deflagrada desde hoje, quarta-feira, dia 24, uma grande operação de combate ao Tráfico no município de Novo Progresso, denominada “Operação Arcanjo”. A operação,  realizada pela Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas, sob o comando do Delegado Jardel Guimarães, teve participação dos Delegados Jamil Casseb (Coordenador de Operações da 16ª Seccional urbana de Santarém) e o DPC Lucivelton, titular do Município de Novo Progresso, além de Policiais de Santarém e Itaituba atuando em parceria com o comando local do Tenente Almir Castro, da Polícia Militar, no cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão.

Na Operação que teve início em Santarém, e se expandiu para o município de novo Progresso, sem data para seu término atingiu percurso de mais de 860 km de extensão, com emprego de três viaturas da Polícia Civil e três viaturas da Polícia Militar, bem como do efetivo de 12 policiais civis e 15 militares, com atuação operacional em 9 locais, relacionados com os crimes de Tráfico de drogas, homicídios, roubos e furtos, tendo sido apreendidos diversos objetos entre celulares, eletro domésticos, equipamentos eletrônicos, agendas com detalhamento de atividades, três motocicletas, um veículo Corsa Sedan, máquinas fotográficas e filmadoras digitais e, dois notebooks,.

                As pessoas presas na Operação foram Irineu Conceição da Cruz, maranhense, de 45 anos; Jose Manoel Ferreira, maranhense, de 43 anos; Isidoro Ribeiro dos Santos, paranaense, de 43 anos; Jucilene da Silva Melo, paraense, de 19 Anos; Ana Patrícia Santos, maranhense, de 22 anos; Marcos Vinícius Nogueira, paraense, de 18 anos; Vicente Lima da Silva, paraense, de 29 anos; Eudes Freitas de Melo, mato-grossense,   de 22 anos; além do menor  L. F. S, de 17 anos, localizado em uma “Boca de Fumo” com Busca e Apreensão expedida pela Comarca de Itaituba, relativa a crime de homicídio naquele município.

Por: Carlos Cruz

Deixe seu comentário aqui: