Triângulo amoroso termina com morte em Oriximiná

Joel nunca aceitou a separação da vendedora de roupas (Foto: Manoel Almeida)

Incorformado com o “não” que recebeu de sua companheira de cama e mesa, o ajudante de pedreiro Joel Xavier de Souza, de 37 anos, deu quinze facadas com uma “peixeira” no trabalhador rural Geovane de Souza Lima, de 36 anos, na frente da ex-esposa. O motivo do homicídio seria ciúmes da ex-mulher, a vendedora de roupas Sandra Maria.
O crime que chocou Porto Trombetas, município de Oriximiná,  aconteceu domingo, 05, à tarde, no bordel denominado de “45”, que fica cerca de quinze minutos de Porto Trombetas, quatro horas de viagem de barco de Oriximiná, Oeste do Estado. Segundo informações obtidas pela imprensa da capital, o ajudante de pedreiro nunca aceitou a separação da vendedora de roupas Sandra Maria, com quem viveu aos trancos e barrancos por cinco anos.
Depois que cometeu o crime, Joel fugiu, à moda de bicho selvagem acuado, e foi se esconder no mato. A Polícia Militar foi acionada para tentar capturar o homicida, mas somente na manhã de segunda-feira, 06, a Polícia conseguiu colocar as mãos no criminoso apaixonado incorformado, depois que ele resolveu se entregar. O criminoso foi encaminhado para a Unidade Policial, em Oriximiná, onde vai esfriar os ânimos e contar por que resolveu tirar a vida de seu ex amor.

Por: Carlos Cruz

Deixe seu comentário aqui: