Socos, pontapés, agressões e quebra-quebra na Câmara de Itaituba

O que poderia ser uma sessão comum, na Câmara Municipal de Itaituba, para a escolha do próximo presidente da Mesa Diretora, terminou em tumulto e pancadaria, tendo a sessão cancelada pela Justiça.

O candidato do prefeito Walmir Climaco, o vereador Luís Fernando Sadeck (Peninha), sabendo que não venceria a disputa, junto com seus simpatizantes, provocaram o tumulto e conseguiram adiar a eleição.

O candidato do vereador e deputado eleito Hilton Aguiar, vereador Cebola, estava com a maioria, ou seja, 6 votos a favor, contra 5 de Peninha. Se a sessão não fosse adiada, Cebola seria o novo presidente da Câmara.

O tumulto começou quando o senhor Israel Vasconcelos tentou intimidar a vereadora Eva, ocasião em que foi confrontado por um assessor do vereador Manoel Dentista, o qual desferiu um soco em Israel, quando foi criado um grande tumulto e a Câmara ficou sendo um verdadeiro ringue de luta livre, provocando a suspensão da sessão.

Foi aí que a Justiça entrou em ação e, através de uma Liminar, suspendeu a sessão que iria eleger a Mesa Diretora da Câmara. Foi um dia de vergonha para o Poder Legislativo de Itaituba, que ficará marcado na história dessa Casa de Leis.

Foto: Reprodução TV RBA

Veja matéria completa, com fotos e vídeos inéditos, feitas por nosso correspondente Nazareno Santos, na edição impressa do jornal O Impacto que irá circular nesta sexta-feira.


Por: Nazareno Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *