Sétimo suspeito de matar cruzeirense se entrega

Mais um suspeito de envolvimento na morte do torcedor cruzeirense Otávio Fernandes se entregou à polícia nesta terça-feira. Mateus Magalhães, membro da Galoucura, maior torcida organizada do Atlético-MG, se apresentou acompanhado do advogado.

Agora, dos nove que estavam com prisão temporária decretada, apenas dois permanecem foragidos: Diego Alves Ribeiro e Carlos Eduardo Vieira dos Santos.

No último sábado, quando a polícia informou o nome dos nove foragidos, Cláudio Henrique de Souza Araújo, diretor de patrimônio da Galoucura, se entregou.

Na segunda-feira, mais cinco suspeitos se apresentaram: Roberto Augusto, William Palumbo e Marcus Vinícius – presidente, vice e diretor da Galoucura, respectivamente – além de Josimar Júnior e Diego Felipe.

O polícia decretou a prisão dos nove depois de uma câmera flagrar o espancamento de Otávio Fernandes, de 19 anos, na saída de um campeonato de vale-tudo, na noite de sábado 27 de novembro. A morte do torcedor cruzeirense foi a nona ocorrida em confrontos de torcedores em Minas Gerais desde 2004.

Por causa dessa morte, as torcidas Galoucura, Máfia Azul e a Pavilhão Independente foram suspensas de entrar em estádios por 120 dias.

(eband)

Deixe seu comentário aqui: