Fotógrafa lança exposição “Olhares Cruzados” em Santarém

A fotógrafa Lila Bemerguy inaugura neste sábado (18), às 20h, em Santarém, a exposição fotográfica “Olhares Cruzados”, resultado da Bolsa de Pesquisa, Criação e Experimentação Artística concedida pelo Instituto de Artes do Pará (IAP) no ano de 2010. A fotógrafa pesquisou a história e a obra fotográfica de seu avô paterno, Vidal Bemerguy, e novamente fotografou os lugares registrados por ele. A mostra será em formato de instalação fotográfica com imagens em preto e branco de autoria de Lila, Vidal e outros autores anônimos.
A mostra será montada inicialmente no Casarão do Barão de São Nicolau, na rua Floriano Peixoto, no centro da cidade. O casarão preservado, onde reside o também fotógrafo Edson Queiroz, foi escolhido não somente pela sua importância histórica, mas por ser um dos poucos preservados na cidade, cuja história arquitetônica foi tão descaracterizada ao longo dos anos.
A instalação conta com 25 imagens em preto e branco de autoria da fotógrafa, produzidas com câmera analógica e copiadas em laboratório. “Não quis fazer digital, pra homenagear a forma como os fotógrafos trabalhavam”, explica. Além das imagens, a mostra terá objetos de época, fotos originais de Vidal Bemerguy e projeção de imagens de Santarém, feitas entre 1950 e 1970.
No decorrer da pesquisa, Vidal Bemerguy, que atuou como fotógrafo em Santarém entre os anos 50 e 70, acabou se tornando um símbolo de todos os fotógrafos anônimos, ou que não deixaram assinatura nas suas imagens, mas que fizeram com que a história de uma cidade não fosse sepultada em escombros e ruínas, mas permanecesse viva no tempo suspenso da fotografia. “É como se revivesse os lugares escolhidos pelo olhar do meu avô”, diz Lila.
O resultado final foi concebido a partir do desejo de proporcionar ao visitante a idéia de circular numa casa onde mora alguém que possui “alma fotográfica”, um personagem apaixonado por essa atividade, que poderia ser Vidal, ou mesmo qualquer um dos fotógrafos que passaram por Santarém.
Inserido neste espaço está o trabalho produzido pela fotógrafa, que dessa forma se funde, se cruza com aqueles olhares do passado. As imagens do passado e do presente de uma cidade no mesmo espaço como também da transformação de um lugar em espaço de tempo de cerca de 50 anos.

SERVIÇO

Instalação Fotográfica “Olhares Cruzados”
Vernissage: 18 de dezembro de 2010, na Rua Floriano Peixoto nº 346

Fonte: Espaço Aberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *