Arnaldo Jordy: “Justiça só condena pedófilo que não tem dinheiro”

Arnaldo Jordy esteve em Santarém no último domingo

Esta semana, o recém eleito deputado federal Arnaldo Jordy (PPS), esteve em Santarém. Ele falou do aumento de casos que passaram a ser divulgados, depois que inúmeros crimes de pedofilia ficaram conhecidos através da CPI. Mesmo sabendo que muitas pessoas “importantes” que foram julgadas e condenadas ainda estão em liberdade, o deputado Jordy acredita que muita coisa mudou para melhor depois da instalação da CPI, principalmente em Itaituba. ”Depois da CPI as denúncias aumentaram, o que não quer dizer que o número de casos aumentou”, esclareceu o Deputado Federal.

Na opinião do parlamentar, “a população se encorajou porque viu pela primeira vez resultados concretos em uma CPI, condenando pessoas, cassando pessoas que se sentiam intocáveis pela justiça”, falou o Deputado, citando como exemplo deputados e irmãos de gente influente, empresários e tantos outros que foram condenados e até presos, como resultado da CPI.

Caso Seffer – Em relação ao deputado estadual Luiz Seffer, que se candidatou à reeleição, Jordy se posicionou de maneira bastante firme: ”Lamentavelmente esta é uma brecha da Lei, porque o Seffer está condenado, inclusive com pena máxima, 21 anos de cadeia, mas conseguiu habeas corpus (direito de responder em liberdade) no Tribunal, porque a lei permite que o sujeito que seja réu primário, tenha ‘bons antecedentes’, possa responder em liberdade”, falou Jordy.

O Deputado Federal esclareceu que “todo esse processo dá uma falsa impressão de impunidade, que na verdade não existe”, disse Jordy, “ele está condenado em primeira instância, e recorreu da decisão”, explicou, enfatizando: “Eu creio que o Pleno do Tribunal Eleitoral no Pará vai confirmar a decisão da Juíza em primeiro grau e nós estamos aguardando este julgamento que eu acredito que vai ser confirmado”, ressaltou o deputado Arnaldo Jordy.

Caso do irmão da governadora – Jordy se referiu à condenação de João Carlos de Vasconcelos Carepa, irmão da Governadora: “Ele se apresentou à Justiça, com habeas corpus, o que lhe garante o direito de responder em liberdade”, e por que motivo ele ainda não foi preso? “Lamentavelmente a Justiça Brasileira tem dois pesos e duas medidas; enquanto muitos que não tem advogado, não tem dinheiro, ficam presos, sem direito a habeas corpus”, disse Jordy. ”Quanto a estes dois, Seffer e João Carlos Carepa, que têm alguma influência, algum recurso, lamentavelmente estão ainda respondendo em liberdade”, ressaltou Jordy, ”a exemplo de tantos outros”, finalizou.

Por: Carlos Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *