Tragédia – quatro pessoas morrem na Transamazônica

O corpo de uma das vítimas foi retirado por populares e Corpo de Bombeiros

Um final trágico para uma família que saiu de Santarém para passar o Natal e Ano Novo em Altamira. Um acidente que mostrou que mesmo na época do nascimento de Jesus o Príncipe das Trevas não dá tréguas, com sua sede de vítimas e sacrifício de sangue. Aconteceu em um trecho em obras da rodovia Transamazônica, BR 230, entre os municípios de Brasil Novo e Medicilândia. O grave acidente acabou fazendo quatro vítimas fatais.
Foi por volta das 11 horas da noite da última sexta-feira. Quatro pessoas de uma mesma família morreram após a caminhonete modelo L200, de placa JNZ 4483, do Rio de Janeiro, capotar em uma ponte de madeira. Segundo testemunhas no local, o veículo desceu uma ribanceira de cerca de 10 metros de altura. Entre os passageiros do carro uma criança e um adolescente, que sobreviveram ao choque e a queda no abismo. O carro envolvido no acidente ficou completamente destruído. Os ocupantes tiveram que ser retirados por cima da cabine, tarefa difícil para os homens do Corpo de Bombeiros, que trabalharam toda a madrugada no resgate. As polícias Rodoviária Federal, Militar e Civil também estiveram no local. O motorista ficou com o rosto desfigurado com a pancada. De acordo com informações, no veículo estavam oito pessoas. Uma mulher que foi levada para o hospital de Medicilândia não resistiu aos ferimentos e morreu.

O veículo caiu em um abismo e parte dele ficou dentro de um igarapé

Os peritos do instituto de Renato Chaves realizaram o trabalho de coleta de dados e uma análise minuciosa no local do acidente.
Os corpos das vítimas foram removidos para o Instituto Médico Legal de Altamira.  Quanto aos sobreviventes feridos, foram encaminhados para Hospital Regional da Transamazônica. Uma mulher, o marido dela e a criança já receberam alta. Apenas um adolescente de 14 anos que fraturou as pernas e braços e teve escoriações pelo corpo continua internado.
Dor e emoção – Na tarde de terça-feira, dia 21, muita gente abalada com a morte da jovem Geise Almeida, compareceu a seu enterro. Geise era bailarina de uma banda regional e tinha muitos amigos.
De acordo com informações, o acidente aconteceu porque o condutor que dirigia em alta velocidade, bateu em um buraco na cabeceira da ponte, perdendo o controle do veículo, capotando e caindo embaixo da ponte, ficando com parte dentro do igarapé. Ainda segundo informações de quem sobreviveu à tragédia, todos os passageiros que morreram estavam sem o cinto de segurança, incluindo o motorista.
Mais outro acidente – Mais um grave acidente aconteceu na Rodovia Transamazônica. O acidente aconteceu na terça-feira, próximo da Fonte Azul, no qual três pessoas saíram feridos, uma delas em greve estado. O goleiro do time de futsal do clube Trovão Azul, conhecido por Nilson, era quem dirigia o veículo, mas está fora de perigo, porém, ficará inativo para a prática de esporte por longo período. Outra vítima, filho do motorista conhecido como Portela, é o que está em estado mais grave, tendo sido transferido para Santarém, mas deve ser levado para Belém em função de seu estado exigir cuidados especiais que só existem na capital.
Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Tragédia – quatro pessoas morrem na Transamazônica

  • 1 de março de 2017 em 09:08
    Permalink

    Acho que nesse caso, o Príncipe das trevas não tem nada a ver com a imprudência do condutor, fatos como este é que mais vemos nas estradas causando a morte de pessoas, motoristas correndo, veículos com excesso de passageiros e a falta do cinto de segurança, meus sentimentos a família.. .

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *