Saiba como corrigir a restituição do IR neste ano se você caiu na malha fina

Quem não recebeu a restituição no último lote, depositado no dia 15 de dezembro, certamente ficou na malha fina. Para saber se sua declaração foi retida, é preciso gerar um código de acesso no site da Receita. Para isso, é necessário ter em mãos o número do seu CPF e do recibo das duas últimas declarações.

Com esse código, será possível acessar o “Extrato da Declaração do Imposto de Renda Física”, no site da Receita, que informa qual o problema que ocorreu na sua declaração.

De acordo com a Receita, se você entrou nessa lista, não precisa se assustar, porque algumas questões são de simples solução e podem ser resolvidas pela internet, por meio de uma declaração retificadora.

A Receita informou que 700 mil declarações ficaram retidas na malha fina em 2010 – contra 1 milhão no ano passado. Segundo o Fisco, o motivo da redução está relacionado à disponibilização de ferramentas como a auto-regularização.

Muitas declarações caem na malha fina por divergências de informações que podem incluir desde um erro de digitação até a falta de algum rendimento ou por causa de um número errado do CPF, casos que podem ser resolvidos com a retificação.

Entretanto, se o problema identificado pela Receita é referente a valores declarados, como, por exemplo, de uma consulta médica considerada muito cara, é preciso aguardar uma notificação. Neste caso, o contribuinte deverá agendar uma visita a uma agência da Receita Federal a partir de janeiro.

Na véspera do agendamento, o contribuinte que fizer o cadastro do número do telefone receberá um “lembrete do agendamento”, via mensagem SMS (celular). Após a entrega dos documentos, na data agendada, não será mais permitido retificar a declaração. O acompanhamento do resultado da solicitação poderá ser feito pelo site da Receita.

Sobre a restituição

Para ter direito à restituição, o contribuinte deve ter entregado a declaração do Imposto de Renda, com as informações sobre os seus rendimentos ao longo do ano.  A Receita Federal calcula quanto o contribuinte recebeu em rendimentos e quanto pagou em impostos. O valor que ultrapassa a base de cálculo do imposto, que é definida por meio da tabela progressiva (veja abaixo), é devolvido ao contribuinte.

Fonte: R7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *