Álcool e imprudência dão o tom no trânsito

Os excessos e a euforia das datas comemorativas de fim de ano fazem com que as pessoas esqueçam um pouco da responsabilidade e deixem a prudência de lado. Somente no final de semana do Natal, foram registrados 257 acidentes pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). Destes, 33,4% foram acidentes de trânsito, envolvendo carros, motos e atropelamentos.

Segundo o coordenador do Samu, José Guataçara, esses dados revelam um acentuado crescimento no número de acidentes comparado com finais de semana comuns, onde a média chega a 150.

“Final do ano sempre os acidentes são mais constantes. Pois é nesse período que a fiscalização é menor e a prudência também”.

Ainda segundo os dados do Samu, cerca de 44% desses acidentes é com motocicletas, interligados a falta de atenção, bebidas alcoólicas e ausência de equipamentos. “Esse número se eleva ainda mais por causa das motos. Na noite de Natal, elas (motos) foram as principais causadoras dos acidentes”, comentou o coordenador.

Mais de 90% dos acidentes que aconteceram na capital estão ligados à imprudência, falta de atenção, excesso de velocidade e consumo de bebidas alcoólicas. Segundo o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA) essa combinação é a causadora dos acidentes mais graves registrados durante as festividades.

ÁLCOOL

“A consumação do álcool aumenta junto com a essência das festividades, o que reflete no aumento da imprudência”, comenta o coordenador de operações do Detran, Valter Aragão.

Um caso que remete ao consumo exagerado de álcool foi o acidente que vitimou duas e deixou quatro pessoas em estado grave, todas da mesma família, no último sábado, 25.

O acidente que aconteceu na noite de Natal, na avenida Gentil Bittencourt, teve o seu desfecho com a morte de uma criança de 3 anos e uma mulher de 44 anos. Todos marcados pela imprudência de um motorista que apresentava sinais de embriaguez no momento do acidente.

De acordo com Aragão, a maioria dos acidentes acontecem a partir da quinta-feira após as 22h. “No momento em que o condutor se vê praticamente sozinho na rua é quando ele comete mais imprudências”.

PRF coloca 430 agentes nas rodovias a partir de 5ª

Amanhã, a Polícia Rodoviária Federal inicia a Operação Ano Novo e vai reforçar novamente a fiscalização nas rodovias federais no Pará, principalmente na BR-316, que dá acesso a diversos clubes na Região Metropolitana de Belém e aos principais balneários do Estado. Ao contrário do Natal, no Réveillon a movimentação tende a ser maior nas rodovias, em sua maioria, com destino ao litoral.

A operação se estenderá até a meia-noite de domingo, 2 de janeiro de 2011, visando a prevenção de acidentes e o aumento da segurança nas rodovias no final de semana da virada do ano. No Estado do Pará, 430 policiais se revezarão em regime de escala de 24 horas nas ações de fiscalização de trânsito e policiamento nas rodovias.

Do total de acidentes registrados nas rodovias federais no Pará, 70% deles ocorrem na BR-316, sendo que no perímetro entre os quilômetros 0 e 20 (Benevides) acontecem mais de 60% dos acidentes registrados nessa rodovia, o que requer maior atenção nas ações de fiscalização de trânsito.

Para intensificar a presença da PRF nesse trecho da BR-316 serão implementadas equipes extras, com o deslocamento de agentes de postos localizados em rodovias com menor fluxo de veículos. As equipes de fiscalização farão uso de bafômetros para coibir os excessos que possam provocar acidentes.

Os dados estatísticos da PRF revelam que a falta de atenção é a principal causa dos acidentes, contribuindo para cerca de 50% do total. Outra causa frequente é a não observação da distância de segurança entre os veículos em deslocamento na via, o que contribui para cerca de 16% dos acidentes, principalmente no perímetro urbano da BR-316, onde frequentemente ocorrem congestionamentos devido ao grande fluxo de veículos.

Outros fatores contribuintes para acidentes de trânsito são: desrespeito à sinalização, ultrapassagem indevida, ingestão de álcool e excesso de velocidade.

(Diário do Pará)

Um comentário em “Álcool e imprudência dão o tom no trânsito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *