Mãe cochila e bebê morre sufocado

A dona de casa de 20 anos Letícia Pacheco da Silva, na madrugada de ontem, quando amamentava o filho de 34 dias, Luan da Silva Caldeira, adormeceu e virou o corpo para cima do bebê. Com o peso, ela o sufocou, matando-o.

A mulher, ao perceber que o filho estava todo roxo e sem movimentos, segundo contou à polícia, gritou por socorro e pediu apoio à família. Acompanhada da mãe, Maria Lindalva, ela se dirigiu para o Hospital da Ordem 3ª, no bairro do Reduto, onde os médicos constataram o óbito da criança, fornecendo laudo de que a vítima havia sido sufocada, sofrendo parada cardíaca.

Os médicos, depois de um exame, encontraram leite materno e sangue nas vias respiratórias do bebê. Em seguida, orientaram que o caso fosse comunicado à polícia e solicitada remoção do corpo para o Centro de Perícias “Renato Chaves”, para uma melhor apreciação do caso.

INDICIAMENTO

Letícia, tomada por angústia e desespero, foi com a mãe à polícia, comunicando a morte da criança e levando o laudo médico do Hospital da Ordem 3ª. Ela prestou depoimento e deverá ser indiciada em inquérito policial.

Ela não quis se manifestar sobre a morte do filho nem sua mãe. Os fatos se passaram na casa da família, no bairro da Sacramenta, e o fato foi registrado na Seccional do Comércio. Na tarde de ontem, o corpo foi liberado para sepultamento.

A MORTE

Acompanhada da mãe Maria Lindalva, a doméstica se dirigiu para o Hospital da Ordem 3ª, no bairro do Reduto, onde os médicos constataram o óbito da criança.

Diário do Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *