Na volta de Kaká, Cristiano Ronaldo faz dois e decide em vitória do Real

Kaká jogou quase 20 minutos na vitória do Real Madrid e até ensaiou uma arrancada (Foto: EFE)

A última vez em que Kaká jogou futebol a Espanha sequer era campeã do mundo. O Brasil era eliminado para a Holanda nas quartas de final da Copa, no dia 2 de julho, e o craque passaria 183 dias sem fazer o que mais gosta. O retorno aos gramados foi coincidentemente reservado para o primeiro compromisso do Real Madrid em 2011, em uma data que significasse nova era para o brasileiro. Aos 30 do segundo tempo, quando substituiu Benzema, no entanto, a partida contra o Getafe já estava praticamente definida graças ao seu companheiro. No Coliseum Alfonso Pérez, Cristiano Ronaldo roubou a cena e marcou dois gols na vitória por 3 a 2, em partida que encerrou a 17ª rodada do Campeonato Espanhol. Özil, Dani Parejo e Albin completaram o placar.

Pelos merengues, seu último jogo havia sido contra o Athletic de Bilbao, no dia 7 de maio de 2010. Kaká é a terceira contratação mais cara da história (65 milhões de euros, superados pelos 95 milhões de Cristiano Ronaldo e pelos 75 milhões de Zidane), mas havia participado apenas de 2.520 minutos dos 6.570 possíveis desde que chegou ao Real, em julho de 2009. Em campo, mostrou leve e natural falta de ritmo, embora quase tenha marcado nos acréscimos, em chute que saiu por cima do gol em contra-ataque.

O resultado mantém a equipe de José Mourinho na perseguição ao líder Barcelona. A diferença é a mesma de quando a rodada iniciou: dois pontos (46 a 44). O terceiro colocado, Villarreal, soma apenas 36. Na tabela de artilharia, porém, é o Real quem lidera. Com os dois gols desta segunda, Cristiano Ronaldo foi aos 20 e abriu vantagem ainda maior para Lionel Messi. O argentino, que não atuou no último domingo por estar poupado, soma 17.

Superior desde o início, o Real Madrid precisou de apenas 18 minutos para abrir vantagem confortável. Aos 11, Cristiano Ronaldo cobrou pênalti duvidoso sofrido por Di María no canto direito de Codina. Sete minutos depois foi a vez de Özil marcar após ótimo passe do meia argentino.

Cristiano Ronaldo comemora um de seus dois gols nesta seguanda-feira: decisivo de novo (Foto: Reuters)

Os merengues tinham o controle, mas Getafe diminuiu aos 28, em belo lance individual de Dani Parejo. O jogador passou no meio de dois marcadores e chutou de direita, no canto direito de Casillas.

Os contra-ataques merengues eram perigosos e foi através deles que o Real ampliou no segundo tempo. Aos 11, Özil foi esperto e passou rapidamente para Benzema. O francês, que não fez boa partida, fez a ligação com Cristiano Ronaldo na grande área. Marcado, o português só tocou de biquinho para o fundo das redes.

O Real Madrid passou, então, a ter dificuldades. Não que a entrada de Kaká aos 30 minutos possa ter influenciado o panorama do jogo, mas os merengues abusaram dos gols perdidos em contra-ataques e não tinham tanta facilidade na defesa. Arbeloa ainda foi expulso aos 37, Albin descontou aos 40, mas a vitória foi mesmo mantida.

Confira a 17ª rodada completa:

Domingo
Athletic Bilbao 1 x 2 La Coruña
Barcelona 2 x 1 Levante
Sporting Gijon 1 x 2 Malaga
Sevilla 1 x 0 Osasuna
Valencia 2 x 1 Espanyol

Segunda-feira
Atletico de Madri 0 x 0 Racing Santander
Mallorca 3 x 0 Hercules
Villarreal 2 x 0 Almería
Zaragoza 2 x 1 Real Sociedad
Getafe 2 x 3 Real Madrid

Por GLOBOESPORTE.COM Getafe, Espanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *