Dengue desvasta e mata no Município de Uruará

Lixo acumulado e pneus velhos são os maiores focos de criação do mosquito

A população do município de Uruará,  além de conviver com uma onda constante de violência desenfreada, também está sendo violentamente atacada pelo famigerado mosquito Aedes Aegypti que transmite o vírus da Dengue. Não é exagero dizer que nos quatro cantos do Município, encontram-se pessoas contaminadas através da picada do mosquito. Ou então que estiveram  doentes, “Dengosos”. É quase uma epidemia que se alastra sem controle e assola a cidade. O Hospital Municipal em uruará está constantemente cheio de pacientes, acometidos por febre alta, dores de cabeça e nas articulações, “moleza no corpo”, para eles resta a aplicação de soro vitaminado nas veias. Em meio a este caos total que já causou até a morte de um paciente com Dengue hemorrágica na última quarta-feira, somando cinco mortos até o fechamento desta edição.
O temor é que, com o aumento do período chuvoso,  a tendência é de aumento da infestação da Dengue no Município. Na rede de saúde pública, os índices de investimentos no combate à virose são poucos. O setor de endemias, trabalhou o ano inteiro com apenas oito funcionárias fiscalizando residências e orientando seus moradores para prevenir o surgimento do mosquito. Poucas servidoras à disposição de quase sete mil casas e orientar cerca de vinte e cinco mil pessoas. Apesar dos insistentes apelos dos que previam a grandeza dessa epidemia na região e o crescente número de vítimas, algumas fatais, a Secretaria Municipal de Saúde muito não pode fazer, sem ajuda do governo do Estgado. Enquanto isso, a Dengue segue fazendo vítimas, principalmente na zona rural, onde o saneamento básico é péssimo.
Por: Carlos Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *