Comerciantes não respeitam Código de Postura Municipal

Ambulantes nas calçadas

Os passeios públicos, as calçadas estão tomadas. O cenário bem poderia ser de uma grande cidade, mas infelizmente é registrada em Santarém. Por todo o centro comercial da Pérola do Tapajós, as barraquinhas de venda de guloseimas, lanches, bijouterias e artigos importados, são vistas e por sinal bem frequentadas. Porém, tanta movimentação também significa desorganização.

O aumento dos vendedores ambulantes provoca muita dor de cabeça na administração municipal. Para tentar contornar o grave problema, esta semana uma Lei municipal passou a vigorar, proibindo que ambulantes usem a frente de hospitais para comercializar seu produtos. Porém, nada disso adiantou, os vendedores continuaram. “O foco maior são os ambulantes que vendem alimentos nas ruas, pois desconhecemos a procedência desses alimentos, o que não dá segurança às pessoas que consomem”, disse Gilmar Santos, chefe de fiscalização municipal.

Com tanto lugar para armarem suas barracas, não tem jeito, eles preferem ficar alojados no centro da cidade. ”A gente propõe para os ambulantes que busquem alternativas em outros bairros da cidade, como Nova República, Santarenzinho, Praça do Júlia Passarinho e Cohab, localizados na periferia, mas eles não aceitam, teimam em ficar no centro”, cita o chefe de fiscalização municipal. O único problema é que o centro comercial de Santarém encontra-se com suas ruas totalmente tomadas pelos camelôs e até pelos tabuleiros de algumas lojas que ocupam, além da frente do estabelecimento, as calçadas.

Gilmar Santos, fiscalização de ambulantes

Diante deste grave caso, onde os fiscais argumentam, orientam, buscando facilitar o ir e vir das pessoas que frequentam as ruas e lojas do comércio santareno, mas não são levados a sério, resta a punição. “Nós trabalhamos em várias fases; na primeira, a informação, a orientação e por conseguinte surgem as fases mais enérgicas; notificação, seguido de auto de infração e aplicação de multa e apreensão de material, mas nós evitamos chegar a esta fase”. Disse Gilmar Santos.

Fato é que muitos ambulantes e comerciantes da cidade abusam do direito de expor suas mercadorias, tomando conta de calçadas, impedindo as pessoas de chegar em suas lojas. “O que falta é concientização por parte dos comerciantes”, confirmou o chefe de fiscalização municipal.

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Comerciantes não respeitam Código de Postura Municipal

  • 10 de Fevereiro de 2012 em 13:10
    Permalink

    Santarém toda é um absurdo! Podemos ver irregularidades por todos os lados.são motoristas que não respeitam sinalizações estacionam em frente a garagens, comerciantes que abrem seu negócios e utilizam a calçada que seria para os pedestres eles usam para fins comerciais,musicas em volumes extravagantes, ca, moradores que constroem calçadas cada um no nível e na altura que bem entende.E pior que os orgãos competentes fazem vista grossa e não fazem nada. Fala-se tanto em acessibilidade e os cadeirantes coitados que se virem,que disputem a pista comos carros.

    Resposta
  • 1 de Março de 2011 em 10:37
    Permalink

    TEM QUE PUNIR MESMO, ISSO CHEGA E SER UM ABSURDO!E NÃO SE TRATA SÓ DE AMBULANTES, POR EXEMPLO TRABALHO EM UMA LOJA NA TRAV. 15 DE AGOSTO E É POSSIVEL OBSERVAR VÁRIAS IRREGULARIDADES COMO LOJISTAS QUE UTILIZAM CALÇADAS PARA EXPOR MERCADORIAS,COLOCAM PLACAS QUE IMPEDEM A PASSAGEM DOS PEDESTRES,ESCOAM ÁGUA DE ESGOTO POR CIMA DAS CALÇADAS… POR FALAR NISSO ONDE EU TRABALHO TENHO QUE FICAR LIMPANDO A FRENTE DA LOJA DE 15 EM 15 MINUTOS POR QUE O VIZINHO AO LADO COMO SE NAO BASTASSE COLOCAR UMA PLACA QUE QUASE IMPEDE A PASSAGEM DOS PEDESTRES, SEM CONTAR QUE COBRE A VISÃO DA FRENTE DA LOJA RESOLVEU ESCOAR O ESGOTO OU SEI LÁ O QUE? DO SEU HOTEL POR CIMA DA CALÇADA AI JÁ VIU! AS PESSOAS PASSAM PISAM NA LAMA AI FICA AQUELA PORCARIA…. GOSTARIA QUE OS ORGÃOS COMPETENTES TOMASSEM AS DEVIDAS PROVIDENCIAS SE QUISEREM AVERIGUAR BASTA PASSAR NO TRECHO ENTRE A GAUDINO VELOSO E FLORIANO PEIXOTO E VER A IMUNDICE QUE FICA A CALÇADA!!!!!

    Resposta
  • 13 de Janeiro de 2011 em 07:54
    Permalink

    PRA MELHORAR É SÓ METER A MÃO NO BOLSO DELES,PORQUE É O LUGAR QUE MAIS DÓI,QUERIA EU SER UM FISCAL PRA VER COMO MUDAVA A SITUAÇÃO,NÃO AGEM INERGICAMENTE É ISSO QUE DA,FAZEM POUCO DA CARA DE VOCES,AJAM COM SEVERIDADE PRA VER SE NÃO MUDA……

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *