Polícia fecha fábrica que falsificava produtos esportivos

Uma denúncia anônima ao Disque-Denúncia (181) levou policiais da Delegacia do Consumidor (Decon) a fechar, na manhã desta quarta-feira (12), uma fábrica de artigos esportivos falsificados. O local funcionava em um galpão, nos fundos de uma casa localizada no final da Rua do Fio, em Marituba, município da Região Metropolitana de Belém. No local foram apreendidas cerca de 20 mil peças, como camisas e bermudas, 10 máquinas de costura e duas máquinas de bordar. Havia ainda telas para serigrafia. O dono do local foi preso e responderá por violação do Direito Autoral e crimes contra o consumidor.

A ação foi comandada pela nova diretora da Decon, delegada Socorro Maciel. No local, os policiais civis localizaram o endereço do imóvel. Segundo os agentes, uma informação repassada ao Disque-Denúncia dava conta, inicialmente, de que no local funcionava um depósito de produtos contrabandeados. Os agentes foram até a casa, onde constataram que, na verdade, era uma fábrica de falsificação de artigos esportivos.

Conforme a delegada Flávia Leal, marcas famosas, como Adidas e Penalty, eram falsificadas e costuradas em roupas. Os produtos eram vendidos na área comercial de Belém. Todas as peças foram levadas para a Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE), onde está sediada a Decon, no centro de Belém.

Três funcionários da fábrica foram conduzidos à unidade policial para prestar esclarecimentos, na condição de testemunhas.

As informações são da Polícia Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *