Santarém terá semana de combate à dengue

A partir da próxima segunda-feira (17), a secretaria municipal de Saúde (SEMSA), em parceria com associações de bairros e sociedade civil organizada, intensificará os trabalhos de mobilização social para evitar o aumento no número dos casos de dengue em Santarém. Através de uma programação específica, a SEMSA desenvolverá a Semana Municipal de Combate à Doença, com várias ações no interior e na área urbana da cidade, até o dia 21 de janeiro.

A programação intitulada “Santarém, Todos Contra a Dengue” constará de ações de combate à doença, a começar às 8h do dia 17 de janeiro, na Unidade de Saúde da Nova República, com a distribuição de tarefas de uma gincana educativa. Os grupos da gincana serão formados por bairros dos seguintes distritos:

– Distrito Maracanã: São Sebastião, Nova Vitória, Elcione Barbalho, Maracanã I e II, Novo Horizonte;
– Distrito Santarenzinho: Santarenzinho, Conquista, Amparo, São Cristóvão, Alvorada;
– Distrito Mapiri: Mapiri, Laguinho, Liberdade, Salé, Fátima;
– Distrito Aldeia: centro, Santa Clara, Aldeia, Caranazal;
– Distrito Prainha: Prainha, Santana, Uruará, Santíssimo;
– Distrito Livramento: Livramento, São José Operário, Urumari, Santo André, Área
Verde, Jutaí, Maicá, Jaderlândia, Mararu, Urumanduba;
– Distrito Nova República: Vitória Régia, São Francisco, Nova República, Floresta,
Matinha, Ipanema, Cambuqira;
– Distrito Aparecida: Aparecida, Jardim Santarém, Aeroporto Velho.

A programação prosseguirá no dia 18 de janeiro (3ª feira), com a carreata “Santarém, Unidos contra a dengue”, às 16h, com saída da praça Barão de Santarém até a Orla da cidade.

No dia 19/01, será o dia “D” Municipal de Combate à doença. Equipes da Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde – EACS e Saúde da Família farão o “Arrastão da Dengue”, que consistirá em visitas às residências, a partir das 7h30, para fazer um trabalho de sensibilização, combate e prevenção.

Para o encerramento da semana (21/01), haverá a apresentação das tarefas da Gincana Educativa, a partir das 17h, na Orla, com atrações diversas.

Segundo constatações da Divisão de Vigilância em Saúde (DIVISA), 55% dos focos do Aedes Aegypti – mosquito transmissor da doença – são constituídos em recipientes utilizados para o armazenamento de água nas residências. Em 2010, 407 casos de dengue clássica foram registrados em Santarém.

Reunião – No dia 13 de janeiro, às 10h, será realizada no auditório da SEMSA a última reunião de planejamento para ações de combate à dengue. Participarão do encontro, representantes de associações de moradores e equipe técnica da secretaria municipal de Saúde.

PMS

Portal na Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *