Destino Santarém e ecoturismo: onde podemos chegar?

Um belo cenário e muito potencial

Praia de Alter-do-Chão (FOTO RONALDO FERREIRA)

Um cenário deslumbrante no coração da Amazônia, numa região rica em história, onde vive um povo acolhedor e hospitaleiro, com ricos sabores e saberes regionais. Qual o turista que não sonha conhecer esse paraíso?

De que lugar estamos falando? Do Pólo Tapajós, obviamente, onde Santarém é o portão de entrada para distribuir os visitantes entre os diversos roteiros possíveis que existem na região. Mas o que se percebe é que, embora o potencial seja reconhecido e muitos empresários tenham investido no setor, o volume e perfil dos visitantes ainda está distante do que se almeja. Seria essa uma característica exclusiva de Santarém e entorno?

Para os que se aprofundam em conhecer a realidade do turismo no Brasil, estes dados não são surpreendentes. O país como um todo recebe infinitamente menos  visitantes do que a riqueza e variedade de seus atrativos e a grandiosidade de seu território. Justamente por isso, temos um ministério que busca diferenciar o país como um todo nesse setor da economia. Uma dessas iniciativas é o Programa Destinos Referência em Turismo.

Essa iniciativa do Ministério do Turismo visa preparar 10 destinos turísticos brasileiros, para torná-los referência no segmento turístico com maior potencial de desenvolvimento, de acordo com suas características naturais e culturais. O destino Santarém, que engloba também o município de Belterra, foi selecionado para ser estruturado como referência em ecoturismo.

A bela praia de Alter do Chão à noite

E afinal de contas, o que pressupõe esse segmento? Hoje em dia o termo eco está desgastado, porém pautar-se por princípios de sustentabilidade é essencial para fazer a diferença no mercado, além de garantir a longevidade dos recursos que qualquer setor da economia se propuser a explorar. A atividade turística não é diferente!

Conceitualmente definido como um segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca formação de uma consciência ambientalista por meio da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar das populações, o Ecoturismo pressupõe a elevada difusão de premissas fundamentais. Tais premissas são princípios e critérios que apontam que para alcançar a sustentabilidade é necessário associar o processo de planejamento participativo, com integração intersetorial e inserção da comunidade local.

Destino referência – o que é isso?

O Projeto Fortalecimento do Destino Referência em Ecoturismo tem a Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA como entidade executora. Essa entidade representa a mobilização do segmento empresarial de operações e receptivos turísticos do segmento de aventura e ecoturismo para uma efetiva contribuição ao enfrentamento dos desafios contidos no Plano Nacional de Turismo.

A ABETA pauta-se pelo planejamento, gestão e qualificação como fundamentos essenciais para o correto desenvolvimento nacional do setor, propondo-se, especificamente, a estruturar e fortalecer o segmento. Isso inclui melhorar a qualidade e aumentar a competitividade das empresas,  efetuar a articulação entre os agentes do setor,  ampliar e elevar a capacidade gerencial de empreendedores, gestores e profissionais envolvidos com agenciamento e operações turísticas, relacionados com a oferta de ecoturismo.

Esse projeto propõe ações para o fortalecimento institucional do destino referência em ecoturismo, com ampla disseminação da cultura da qualidade, da segurança, da sustentabilidade e da cidadania para a operação responsável das atividades ofertadas, além de ações de benchmarking, plano de marketing e promoção do destino.

Um passo de cada vez

Em ação desde abril de 2010, o Projeto Destino Referência está em sua segunda etapa, que começou com uma ação de diagnóstico e planejamento, e agora concentra seus esforços em  fortalecer as lideranças locais, aqueles que são os incansáveis lutadores pelo desenvolvimento do turismo na região.

Por tudo o que foi dito anteriormente, percebe-se que Santarém e região ainda estão distantes de ser um referencial nesse segmento e o foco do projeto tem sido orientar o passo a passo para que isso se concretize. No entanto, agentes externos como o governo federal e ABETA estão presentes pontualmente na região e somente aqueles que vivem no local podem efetivamente conduzir esforços e ações que transformem essa potencialidade em realidade concreta.

Esta etapa do projeto tem como objetivos fortalecer o destino para dar maior qualidade ao produto turístico, diversificar a oferta turística, desenvolver produtos de qualidade, estruturar os destinos turísticos, ampliar e qualificar o mercado de trabalho e, conseqüentemente, aumentar a inserção competitiva do produto turístico no mercado internacional. Em resumo, é o começo de uma jornada!

O papel de lideranças nesse processo é fundamental para que as ações iniciadas não se percam num horizonte maior de tempo e que exista a apropriação por parte das pessoas que vivem no destino de seu papel e responsabilidade na estruturação do destino.

Com o foco no aprimoramento do arranjo institucional e associativo do turismo local, foram realizadas ações de qualificação de empresas e profissionais que atuam no destino, com foco na gestão empresarial e competências mínimas do condutor. Também foram feitas aproximações para que fosse pensado um modelo de desenvolvimento de ecoturismo compatibilizando base comunitária e iniciativa privada, estratégias de comunicação, promoção e divulgação do destino, reuniões setoriais, disseminação de conhecimentos específicos sobre o segmento, oficinas de elaboração de projetos.

No entanto, tais ações foram possíveis e estão dando resultados conforme o sucesso obtido na qualificação de lideranças locais para o planejamento e a gestão do ecoturismo, que paulatinamente tomam as rédeas das ações necessárias para auxiliar na implementação de ações do planejamento estratégico para o desenvolvimento da atividade.

Uma grande vitória, reflexo do empoderamento local que gradualmente vai se firmando, foi a criação do Conselho Municipal de Turismo, cuja lei (18.515, de 14 de dezembro, de 2010) foi recentemente aprovada pela câmara de vereadores e sancionada pela prefeitura. Este conselho será a ponte de ligação entre poder público, iniciativa privada e sociedade civil organizada na integração de ações para consolidar o destino. Trabalhar de forma articulada e complementar é essencial para que esse objetivo seja alcançado com sucesso e inteligência!

Uma das ações do projeto que teve caráter transformador no olhar de lideranças que participaram foi a realização de uma missão comercial para outro destino de ecoturismo no Brasil (Benchmarking). Esta missão teve como objetivo possibilitar que as lideranças participantes conhecessem e obtivessem informações relevantes a respeito de melhores práticas na atividade de ecoturismo para o aprimoramento da gestão da atividade em Santarém.

Conhecer de perto a realidade turística de outro local, seus pontos positivos, as dificuldades encontradas, os entraves e formas de organização foi de extrema importância para compreender que o processo de estruturação de um destino requer perseverança e organização para que efetivamente ocorra e que esse trabalho é incansável e interminável. Os resultados dessa ação serão a disseminação dos conhecimentos adquiridos aos interessados e envolvidos na atividade.

E, para coroar essas várias iniciativas, está sendo elaborado um plano de marketing, estabelecendo objetivos, metas e estratégias do composto marketing estando em sintonia com o planejamento estratégico e com a realidade atual do destino.

Referência – ser ou não ser, eis a questão!

Santarém oferece plenas condições naturais para se posicionar nacional e internacionalmente como um dos principais destinos turísticos de ecoturismo. A heterogeneidade natural e cultural da região, as diversas áreas selvagens e a grande relevância ecológica, além do interesse de gestores públicos, empresários e condutores marca a vocação da região para o desenvolvimento das atividades de ecoturismo.

  • ·O projeto teve como premissa a participação efetiva dos representantes locais, levando à formação de um Grupo Gestor que assume o papel de líder do processo, buscando assim garantir a continuidade da ação e a sustentabilidade do projeto. Propôs desenvolver a gestão do turismo local com foco na estratégia de segmentação de produtos turísticos, procurando envolver de forma participativa toda a cadeia produtiva relacionada com o segmento elencado. Entre seus resultados, obteve-se a consolidação de modelos referenciais que podem servir de base para outros destinos com a mesma vocação turística.
  • ·O projeto teve como premissa a participação efetiva dos representantes locais, levando à formação de um Grupo Gestor que assume o papel de líder do processo, buscando assim garantir a continuidade da ação e a sustentabilidade do projeto. Propôs desenvolver a gestão do turismo local com foco na estratégia de segmentação de produtos turísticos, procurando envolver de forma participativa toda a cadeia produtiva relacionada com o segmento elencado. Entre seus resultados, obteve-se a consolidação de modelos referenciais que podem servir de base para outros destinos com a mesma vocação turística.

No entanto, qual diamante raro, porém bruto, precisa de lapidação. A sabedoria e habilidades para que tenha seu melhor contorno evidenciado depende do aperfeiçoamento constante daqueles que tem a responsabilidade de fazer esse trabalho: lideranças, poder público, iniciativa privada, estudantes e cidadãos de Santarém, preparem-se! O resultado dessa cooperação garantirá a transformação da pedra bruta na jóia rara em que o destino pode se tornar.

Por: Lucila Egydio – Bióloga, Especialista em Ecoturismo, Consultora em Sustentabilidade, Desenvolvimento Local e Turismo. (11)7201-1811- lucila@abeta.com.br – consultora da ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura), que atua em Santarém desde abril de 2010.

Em Santarém, o Beloalter Hotel é uma das empresas que participa do Programa Destino Referência, tendo à frente a empresária Irene Belo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *