PC apreende 3 mil DVDs com cenas de pedofilia

Jordane Trindade Cutrim, acusado de manter relações sexuais com uma menina de 11 anos

Foi ouvido na tarde desta sexta-feira, na 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, sudeste do Estado, Jordane Trindade Cutrim. Ele é acusado de manter relações sexuais com uma menina de 11 anos e de divulgar um vídeo com cenas de sexo entre ele e a menor. O denunciado nega as acusações, mas foi reconhecido pela criança como o homem com quem ela manteve um relacionamento.

Jordane Trindade, 22, estava sendo procurado pela Polícia desde quarta-feira (12), quando a mãe da menina procurou o Conselho Tutelar para denunciar que a filha estava sofrendo violência sexual. Segundo o coordenador do Conselho Tutelar, Oseias Leão, a denúncia foi feita pela mãe da menina, que, desesperada, procurou ajuda. Segundo o Conselho Tutelar, há a suspeita de que a menina esteja grávida, mas o fato só será confirmado após realização de um exame.

Com o apoio dos conselheiros tutelares, a menina foi encaminhada à Delegacia de Polícia e ao Instituto Médico Legal, onde foi submetida a exame de corpo delito e conjunção carnal e constatada a violência sexual. A partir de então a Polícia efetuou a detenção de duas pessoas, um homem de 18 anos e um adolescente de 16 que estavam transferindo um vídeo da menor praticando sexo com o acusado. Os dois foram ouvidos e liberados e a procura por Jordane começou.

Ontem a polícia efetuou a apreensão de três mil unidades de DVD nas ruas do município. Segundo o delegado Antonio Miranda, diretor da 20ª seccional e que está à frente do caso, não se tinha a confirmação de que o vídeo já havia sido transformado em mídia, mas todas as hipóteses estavam sendo investigadas. Vendedores de DVDs também foram ouvidos, bem como a menina e a mãe dela.

Na delegacia, Jordane Trindade Cutrim negou as acusações, mas foi reconhecido pela menina como o homem com que manteve relações. Como o período de flagrante já havia expirado, o acusado foi ouvido e liberado.

Diário do Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *