Balança Comercial do Pará fecha 2010 com melhor desempenho em 10 anos

O saldo da Balança Comercial do Pará fechou 2010 com uma variação positiva de 54,79%, mantendo o Estado na segunda posição daqueles com melhor desempenho econômico.  Enquanto que nos doze meses de 2009 o valor do saldo ficou em R$ 7.5 bilhões, no ano passado ele evoluiu para cerca R$ 12 bilhões. O comportamento econômico paraense esteve, inclusive, à frente da média nacional que, no ano passado, em comparação a 2009, registrou variação negativa de 19,81%.

Tanto as exportações paraenses quanto as importações registraram crescimento no ano de 2010. A primeira evoluiu em 54%, saindo de R$ 8.345 bilhões, em 2009, para R$ 12.835 bilhões no ano passado. As importações também tiveram crescimento significativo em 2010. O crescimento registrado nos doze meses do ano passado foi de 44%, deixando para trás os R$ 794 milhões registrados em 2009 para alcançar o valor de R$ 1.147 bilhão.

De acordo com o gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN-FIEPA), Raul Tavares, o ano de 2010 se comportou como o melhor, numa série de dez anos, para o desempenho econômico do Pará. “Para se ter uma idéia, até então, nosso melhor desempenho nas exportações foi em 2008, com um valor de R$ 10.680 bilhões. Assim como para as importações que, até então, tinham como recorde também o ano de 2008, chegando à casa dos bilhões, com um valor acumulado de R$ 1.011 bilhão. Esse valor foi ultrapassado em 2010, quando evoluímos para R$ 1.147 bilhão”, analisa.

Dos 28 principais produtos da pauta de exportação paraense, apenas cinco tiveram variação negativa em 2010; foram eles: móveis e artigos de madeira (-28,42%), sucos de frutas (-27,64%), papel (-22,89%), palmito em conserva (-10,53%) e o dendê com -7,20%.

Em contrapartida, os produtos minerais foram os que registraram maior crescimento, de 56%. Somente o hidróxido de alumínio, por exemplo, teve uma evolução de 47.354%, no entanto sua participação ainda é baixa na pauta de exportação, diferente do minério de ferro bruto, o qual responde por 54% dos produtos minerais e, em 2010, registrou crescimento de 81%.

O bom desempenho das exportações se deu pela retomada do crescimento econômico dos parceiros comerciais do Pará. A Alemanha, que chegou a ser duramente atingida pela crise financeira de 2008, aumentou em 121% as compras de produtos paraenses, fazendo daquele país o terceiro principal destino das cargas made in Pará. À frente do país europeu ficaram a China, que responde por 30% das compras de produtos paraenses, e o Japão com 10,83%.

DESEMPENHO DO COMÉRCIO EXTERIOR PARAENSE

Dados Consolidados, janeiro a dezembro de 2010

Assessoria de Comunicação – FIEPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *