Jatene anuncia pacote de medidas de contenção

Em visita ao TJ/PA, Jatene falou da necessidade de conter os gastos (Foto: Tarso Sarraf)

O governador Simão Jatene anuncia hoje um pacote de medidas que prometem ter um sabor amargo, mas que, segundo ele, serão necessárias para manter o equilíbrio do Estado. O decreto publicado no Diário Oficial de hoje conterá uma série de ações visando conter gastos na administração.

“É um decreto de contenção de despesas para reequilibrar nossos gastos”, disse o governador. A intenção é diminuir os custos com energia elétrica, telefones, combustíveis, hora extra de servidores e outros gastos que, segundo Jatene, estão desequilibrando as contas estaduais.

O anúncio do decreto foi feito ontem durante visita do governador ao Tribunal de Justiça do Estado (TJ/PA). Em uma conversa informal com o presidente do TJ, desembargador Rômulo Nunes, Jatene enfatizou a necessidade de um pacto entre todos os poderes. E disse que estava precisando ajustar as contas do Estado.

A ênfase na necessidade de readequar as contas da administração pública paraense também foi feita pelo chefe da Casa Civil Zenaldo Coutinho. “Está complicado arrumar a casa. Em curto prazo temos uma dívida de R$ 750 milhões. O desafio é conseguir fazer valer o programa eleitoral para o qual o governador foi eleito e pagar os passivos. Por isso o governador precisou estabelecer essas metas expressivas de controle de gastos”.

Medidas consideradas amargas também devem vir para os 12 mil temporários que estão na folha de pagamento do Estado. Zenaldo Coutinho disse que vai haver corte de funcionários que estão nessa situação. Simão Jatene, no entanto, não garantiu de imediato a chamada dos concursados. “Precisamos primeiro ter como pagar as pessoas”, disse.

Diário Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *