STF pode extraditar Battisti, afirma Peluso

(Foto: Divulgação)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cezar Peluso, afirmou hoje (18) que Cesare Battisti pode ser extraditado caso a Corte entenda que a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não está nos termos do tratado bilateral firmado entre os dois países.

Peluso fez a afirmação em entrevista no Rio de Janeiro, onde participa do 2º Congresso Mundial de Cortes Constitucionais. “Se o Supremo Tribunal Federal decidir que não está nos termos do tratado, ele vai ter que ser extraditado”, afirmou Peluso.

O plenário do STF voltará a analisar o processo de extradição do ex-ativista italiano em fevereiro, quando terminam as férias coletivas dos ministros da Corte.

No último dia de seu mandato, o ex-presidente Lula negou o pedido de extradição do ex-ativista alegando que a situação dele poderia se agravar caso voltasse ao país. Após a decisão, a defesa de Battisti pediu a soltura imediata no STF, enquanto a defesa do governo italiano pediu que ele permanecesse preso até o desfecho do caso.

Peluso preferiu não se pronunciar e encaminhou todos os pedidos ao relator do caso, ministro Gilmar Mendes. Enquanto isso, Battisti continua no Presídio da Papuda, em Brasília, onde está desde 2007.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *