Celulares no Pará já passam de 5,6 milhões

Paraenses adquiriram mais de 1,3 milhão de habilitações de novos celulares

Em um ano, os paraenses adquiriram mais de 1,3 milhão de habilitações de novos celulares. Apesar do crescimento, o Pará ainda não ultrapassou a barreira de mais de uma habilitação por pessoa e a taxa de densidade está agora em 80,8 a cada cem habitantes. índice abaixo da média nacional.

No entanto, o crescimento é evidente. Afinal, o ano de 2009 fechou com 64,40 de acessos por cada grupo de 100 pessoas. Com os novos números, divulgados ontem, pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), o Pará já soma mais de 5,6 milhões de habilitações no Serviço Móvel Pessoal – SMP.

Com os dados fechados de 2010, o Brasil tem mais de 200 milhões de assinantes do serviço de telefonia móvel. No ano, o SMP registrou 28,98 milhões de novas habilitações e alcançou 202,94 milhões de acessos (crescimento de 16,66% em relação a 2009), com teledensidade de 104,68 acessos por 100 habitantes (crescimento de 15,60% em comparação com o ano anterior).

Do total de acessos em operação no país, 167.097.347 são pré-pagos (82,34% ) e 35.846.686 pós-pagos (17,66%). O Pará segue a mesma tendência, mas com diferença ainda maior. Os pré-pagos no Estado somam 915% e o pós-gao, de conta, apenas 8,5%. Ainda no Pará, as maiores taxas de densidade são registradas em Belém (87,2%), Marabá (87,01) e Santarém (50,46%).

As três regiões do Pará, identificadas pelos códigos 91, 94 e 93 aparecem nas últimas posições em relação à taxa de densidade. Belém está na 49ª, Marabá na 50ª e Santarém é apenas a 64ª região com melhor taxa, entre as 67 do país.

Da Sucursal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *