Empresário santareno sofre extorsão e ameaças de morte

Paulo da Costa foi preso em flagrante

Com 33 anos, cearense, temente a Deus, trabalhador, de marreteiro à atacadista, foi alvo do “olho grande” alheio. Domingo (16/01/2011) pela manhã, ao abrir sua loja, encontra ao pé da porta, uma carta de cunho ameaçador. Na carta, o criminoso ameaça de morte o jovem empresário e esposa, caso não recebesse do mesmo, a quantia de R$ 20.000,00. Marcou na casa do empresário às 19h00 de quarta-feira (19/01/2011) o local para receber a quantia. O criminoso, na escrita, conta detalhes da vida pessoal e rotina do casal. Deixando toda a família apavorada com as ameaças de morte.

Cartas da extorsão

Após uma segunda carta e um telefonema, remarca a conclusão de seu crime para dia 20/01/2011 (quinta-feira), às 19h30.

Minutos antes do horário marcado, chega à casa do empresário um mototaxista clandestino para buscar a encomenda, o dinheiro. Todavia, o empresário, com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil, surpreenderam o mototaxista. No ato, o mototaxista afirma que foi contratado por um senhor para buscar uma encomenda na casa do empresário, e que iria ficar esperando em local próximo e marcado.

Em seguida, um policial militar disfarçado com as roupas e moto do referido mototaxista e com o pacote do dinheiro, foi até o local onde se encontrava o criminoso e rendeu o delinqüente. Ao chegar no local, foi perguntado ao empresário se o mesmo conhecia o criminoso identificado como Paulo da Costa. Espantado, o empresário verificou no ato, que se tratava de um pedreiro da sua obra de construção civil, de uma pessoa de sua confiança há mais de dois anos.

Assim, percebemos que como diz a Bíblia: “Maldito é o homem que confia em outro homem”. Pois conforme as argumentações do empresário, o criminoso era pessoa próxima e de sua confiança.

Santarém está deixando de ser aquela cidade pacata e segura de antes. Este não é o primeiro crime neste sentido. Muitos outros comerciantes são alvos da ganância alheia, da tentativa de dinheiro fácil.

POLÍCIA PRENDE ACUSADO – A prisão de Paulo da Costa, de 27 anos de idade, aconteceu na quinta-feira (20/01) por volta das 19h30min horas, no Bairro Caranazal, em Santarém, Oeste do Pará. Paulo a pouco mais de uma semana mandava cartas a seu ex-patrão pedindo R$ 20 mil reais para não matar familiares da vítima.

Os policiais do serviço de inteligência da 16ª ZPOL, comandados pelo major João Carlos Costa de Souza e o Núcleo Regional de Inteligência da Polícia Militar acompanhavam o caso e através de informações repassadas pelo empresário que estava sendo vitima de extorsão. A Polícia conseguiu prender Paulo da Costa depois que o mesmo mandou um mototaxista pegar na residência da vítima um pacote, mas não informou ao mesmo do que se tratava. Assim, os agentes da inteligência abordaram o mototaxista quando retornava com o embrulho e o mesmo apontou o homem a quem ia entregá-lo.

Paulo da Costa já trabalhou para a vítima, mas foi demitido e tinha informações privilegiadas sobre o patrimônio do empresário. A caixa que continha o dinheiro utilizado para que a Polícia identificasse o autor da extorsão foi apresentada junto com o acusado na Delegacia da Polícia Civil onde foi lavrado o flagrante.

Por: Jerffeson Miranda

Um comentário em “Empresário santareno sofre extorsão e ameaças de morte

  • 24 de janeiro de 2011 em 08:10
    Permalink

    o crime não compensa, mais um malaco burro, cai nas garras da lei, que ele fique cheirando os odores de: urina e fezes, la da triagem da delegacia, por longos dias

    Resposta
  • 22 de janeiro de 2011 em 22:47
    Permalink

    É louvável o serviço da PM,mas de certa forma é uma desmoralizaçao p a civil.Sendo que o verdadeiro mister de investigar é da Polícia Civil. Torço que esse novo governo coloque cada macaco no seu galho.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *