Protesto – Comerciante se acorrenta em frente ao Fórum

José Cardoso acusa advogados e pede agilidade da Justiça

Até onde nosso limite vai? Essa é uma pergunta que as autoridades deveriam fazer para o comerciante José Cardoso da Silva, de 50 anos, que está há mais de 24 horas acorrentado em frente ao Fórum do município de Itaituba, no Oeste do Pará. Segundo informações de testemunhas, José Cardoso teria prendido um dos pés à entrada do Fórum reivindicando que um processo de extinção da pensão alimentícia de dois filhos seja julgado o mais breve possível.
Para melhor entendermos. José Cardoso da Silva possui dois filhos, que são maiores de idade e hoje estão bem casados, mesmo assim tem pagar pensão alimentícia a esses dois filhos, por ordem da Justiça. À nossa reportagem, José Cardoso disse que tem mais condições de pagar o valor da pensão. José Cardoso disse, ainda, que já contratou três advogados, que receberam pelo serviço, mas não resolveram o problema.
Em um dos recibos, consta o pagamento de R$ 7.800 de honorários a uma única advogada, que preferiu não revelar o nome. Procurada pela imprensa, a advogada não quis falar sobre o assunto.
Segundo outros advogados da cidade, José Cardoso da Silva já é conhecido pelos profissionais da área, mas ele não compreende os trâmites legais e a demora no resultado das ações e, por isso, acusa os advogados.
De acordo com o promotor de justiça de Itaituba, o processo de José Cardoso passou pelo Ministério Público e já está com a juíza da Comarca do Município, que deve apreciar o pedido de extinção da pensão alimentícia em breve.
A população, em contato com nossa reportagem, suspeita que José Cardoso tenha problemas mentais.
Por: Nazareno Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *