Dengue preocupa moradores de Alter-do-Chão

Na semana após a grande campanha de combate a dengue, o cenário contraditório da Praça do Sairódromo, em Alter-do-Chão, preocupa população.

As esculturas que um dia embelezaram o Sairé, hoje, quatro meses depois, é motivo de desgosto para os moradores.

“Para mim isso aí é uma porcaria. Eu acho que, se a prefeita não tem moral para mandar arrancar, levar isso tudo daqui, essas porcarias, porque aqui é um logradouro publico, então não é deposito de lixo, porque isso é um verdadeiro lixo”. Conta Vicente Machado.

O problema já é antigo, e com a chegada das chuvas, o local ficou propício para a proliferação do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti.

“Está colocando em risco a minha saúde e a saúde da comunidade. A gente já tem caso de dengue aqui em Alter-do-Chão, então a gente está mostrando isso mais uma vez para pedir uma solução da Secretaria de Saúde, da Prefeita, é uma coisa séria, um negócio perigoso, a dengue mata. Sem querer ofender ninguém, mas acho que é um pouco de irresponsabilidade por parte da saúde pública”. Enfatiza Eduardo Basso.

No Tapajós

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *