Ibama investiga irregularidades em projetos de manejo

Dr. Tiago: “Se configura degradação na floresta e os responsáveis serão notificados”

Após denúncias de parte da imprensa, ambientalistas e comunitários, finalmente o IBAMA realizou fiscalização no Projeto de Manejo na Fazenda Griguilé, Gleba Cuminã. A Operação denominada “HARPIA” contou com apoio da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA).

Na oportunidade, os fiscais não tiveram contato com os responsáveis do Projeto, apenas comprovaram o rastro de destruição, como também possíveis irregularidades nas derrubadas de árvores nativas não licenciadas. O que mais causou estranheza aos servidores foi a ausência dos trabalhadores no local onde já existe grande quantidade de madeiras extraída e diversos tratores espalhados pelas matas. É importante frisar que as toras das árvores nobres são transportadas pelo município de Óbidos.

Segundo o Analista Ambiental, Dr. Tiago Jara Soares, a situação foi apurada pela SEMMA do município de Alenquer. A partir daí, foi articulada uma ação conjunta, para apurar as denúncias de desmatamentos nos arredores no Plano de Manejo. Disse, também, que os dados coletados “in loco” estão sendo analisados pelo departamento de geoprocessamento. Caso se configure extração fora do Projeto licenciado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, os responsáveis serão notificados para responder por crime ambiental tipificado como degradação da floresta.

A dura realidade é que o desmatamento indiscriminado em Alenquer está dizimando a biodiversidade e contribuindo por sua vez, para o desiquilíbrio do planeta e de grandes catástrofes. Mais do que nunca é imprescindível que doravante as fiscalizações, sejam mais incisivas, caso contrário, a cada dia o ecossistema natural ficará ainda mais desfalecido.

 

Por: Hemenegildo Garcia / Fone: (93) 9143-3908 / e-mail: rhgarcia2008@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *