Efeito Impacto – Veículos são retirados do pátio do INCRA

Por: Carlos Cruz

Poucos carros ainda restam no pátio. Onde os outros foram parar?

Bastou a denúncia do jornal O Impacto, na edição passada, para que os carros fossem retirados do pátio do Incra em Santarém. Agora resta a direção do órgão terminar a reforma do prédio para que o Incra passe a funcionar em instalações mais adequadas. Ou será que vai ser preciso mais uma matéria-denúncia para despertar a atenção da diretora do órgão em Santarém? Eis a questão.

Na semana passada, o jornal O impacto, depois de receber inúmeras denúncias de vizinhos e de pessoas que procuram o órgão para esclarecimentos sobre questões de terras, resolveu descobrir de quem era a culpa pelo abandono dos carros e do prédio, localizado na avenida Presidente Vargas, em Santarém.

Nossa equipe ficou sabendo, através fontes fidedignas de uma funcionária dentro do órgão, que as trinta viaturas novas, compradas pela Superintendância do Incra, em Brasília, que deveriam servir para uso dos funcionários na região, por questões obscuras à transparência administrativa, foram esquecidas, abandonadas ao sol e chuva no pátio do Incra santareno, desde o ano de 2005, quando foram adquiridas.

Quanto ao prédio, foi iniciada a reforma e construção do mesmo, porém, mesmo com a verba de 1 milhão e seiscentos mil reais que foram destinadas, através de convênio firmado com o então superintendente Pedro Aquino, no ano de 2005, misteriosamente ainda restaram 176 mil reais para conclusão da obra. Nos dias de hoje, o Incra de Santarém funciona em um prédio alugado por R$ 34.600,00 por mês, localizado na Avenida Rui Barbosa. O valor do aluguel em cinco anos está ficando mais caro que o valor que seria pago para reforma do prédio na Avenida Presidente Vargas. Os carros teriam sido levados para  uma garagem particular. Vamos descobrir a veracidade da informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *