Final de semana sangrento termina com três mortes

Mocotó foi assassinado a pauladas

Três mortes foram registradas pelo Centro de Pericias Cientificas Renato Chaves (CPC) no último final de semana em Santarém. A primeira, o jovem Eduardo Batista do Amaral, o “Mocotó” foi assassinado no último sábado, 22, com várias pauladas desferidas pelo adolescente conhecido como “Buiú”, de 17 anos. O crime aconteceu na esquina da Travessa Independência, com a Rua Cristo Rei, bairro do Diamantino, em Santarém.

Segundo testemunhas, Eduardo procurou “Buiú” para perguntar se ele estava “cantando” sua mulher e, após uma discussão foi atingido com duas pancadas na cabeça desferidas pelo acusado. “Mocotó” não resistiu a agressão física e morreu minutos depois de receber as cacetadas, em sua casa.

Em uma diligência realizada na manhã de domingo, uma guarnição da Polícia Militar apreendeu “Buiú” na sua própria residência. De acordo com os policiais “Buiú” tentou escapar do cerco a sua residência, mas acabou sendo detido e levado para a 16ª Seccional da Polícia Civil.

Em contato com os policiais, o adolescente confessou ser o autor do crime e mostrou onde havia jogado o pedaço de madeira usado para atingir “Mocotó” com várias pancadas na cabeça.

Depois dos procedimentos legais lavrados na 16ª Seccional pelo delegado Domingos Djalma, “Buiú” foi internado na unidade da Fundação da Criança de Adolescente do Pará (Funcap) por determinação da Juíza Josineide Gadelha Pamplona Medeiros.

AFOGAMENTO – Homens do Corpo de Bombeiros e da Capitania dos Portos encontraram na tarde do último domingo, 23, o corpo do marítimo José de Arimatéia Bezerra da Silva, 45 anos, boiando nas águas do Lago Verde, em Alter do Chão. Ele estava desaparecido desde o dia 20, quinta-feira. José Arimatéia trabalhava como marinheiro de máquina há 15 anos e essa foi sua segunda viagem à bordo do rebocador Antônio Filho. A viagem saiu de Santarém com destino a Itaituba.

A Polícia está investigando o que realmente aconteceu durante a viagem, uma vez que o BO registrado pelo comandante da embarcação informa que José de Arimatéia foi visto pela última vez às 22 horas do dia 20, mesmo horário que a família foi comunicada do desaparecimento. Segundo a sobrinha do marinheiro, Sílvia Letícia, seu tio tinha algumas pendências com o proprietário da empresa onde trabalhou e a família não descarta a possibilidade de José de Arimatéia ter sido assassinado

Fredson morreu, após a moto em que trafegava colidir com um veículo, em São Brás

ACIDENTE DE TRÂNSITO –

Mais uma acidente com vítima fatal foi registrado na rodovia Everaldo Martins, em Santarém. O jovem Fredson Oliveira, de 22 anos, morreu na noite de domingo, 23, na Comunidade de São Brás, após a motocicleta em que trafegava ter sido atingida por um veículo.

Testemunhas informaram que Fredson e seu amigo Djalma Júnior de Moraes trafegavam na motocicleta, quando foi atingida pelo veículo que trafegava em alta velocidade na Estrada de Alter do Chão, dirigido por um piloto de avião.

Com o impacto da colisão, Fredson não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente. Já seu colega Djalma de Moraes foi socorrido e conduzido para o Pronto Socorro Municipal de Santarém (PSM), onde foi internado com suspeita de fratura em uma das pernas.

A Polícia Civil abriu Inquérito para investigar as causas do acidente que vitimou Fredson Oliveira.

Por: Manoel Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *