Casas Noturnas de Santarém acusadas de desrespeitar Lei Municipal

Sede do São Raimundo

Uma casa de show, localizada na Avenida Sérgio Henn, entre Borges Leal e Plácido de Castro virou alvo de denúncias de famílias que residem nas proximidades. Segundo os moradores, a casa noturna está desrespeitando a Lei da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), que determina o volume permitido durante festas de no máximo 55 decibéis.

Para eles, o estabelecimento promove festas todos os finais de semana e acaba passando dos limites de som, chegando a 90 decibéis, quarenta a mais do que o permitido pela Semma.

 Diante da situação, a Semma informou que todas as noites, agentes de fiscalização do órgão, estão realizando vistorias nas casas noturnas da cidade, com a proposta de coibir a poluição sonora.

Os ficais garantem que por diversas vezes que visitaram locais de festa, constataram que os estabelecimentos estavam ultrapassando o limite em até 20 decibéis e, que por isso foram notificados. Eles reforçam que muitas casas noturnas já foram notificadas e acabaram se adequando às normas, porém, outras não, correndo o risco de receberem uma punição maior.

Por: Manoel Cardoso

Um comentário em “Casas Noturnas de Santarém acusadas de desrespeitar Lei Municipal

  • 31 de Janeiro de 2011 em 09:10
    Permalink

    não só lá na sede do alvi-negro, mas também aqueles clubes que ficam ali próximos ao parque da cidade, é uma barulheira infernal, as vezes não se consegue dormir direito, além da da musica de mau gosto, os pesudos interpretes,ainda avacalham as drogas das musicas e em certos momentos passam a gritar, cacarejar e o diabos e os carreguem, e para piorar a situação existem os bebados, drogados que fazem gritaria e algazara em parceria de uns aleijados mentais que colocam o sons de seus carros a todo volume e comecam a circular pelas ruas adjacentes ou ficam se exibindo no campo em frente.
    durma-se com um barulho desse, nós moradores deste local ainda temos que trabalhar no outro dia.

    por onde anda a SEMMa e a polícia, nessas horas???

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *