Deu no Estadão – Prefeito recorre contra censo do IBGE

Raulien Queiroz

O prefeito de Jacareacanga (PA), Raulien Oliveira de Queiroz (PT), recorreu ao IBGE e à Justiça Federal e está disposto a fretar dez ônibus rumo ao prédio do órgão em Santarém para protestar contra os números do último censo, que encolheu a população do município de 41.487 para 14.040 pessoas. 

Além de “varrer do mapa” 27 mil jacareacanguenses, a contagem dinamitou as contas da região – só as transferências do Fundo de Participação de Municípios (FPM) devem ter uma redução de R$ 4,8 milhões.

Levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) cruzou os dados do Censo 2010 com a projeção populacional do próprio IBGE para o ano de 2009. Em termos gerais, o País saiu de 191.480.630 habitantes para 190.732.694, uma variação de 0,4%. O estudo, no entanto, aponta diferenças expressivas em pelo menos quatro municípios do Pará: Jacareacanga (-66,2%), Faro (-58,2%), Itaituba (-23,9%) e Aveiro (-22,2%). 

“Nesses casos, a realidade do IBGE não é a do Brasil”, afirma o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. “Não estamos questionando a idoneidade do instituto, mas que critérios são esses que inflam alguns municípios e desinflam outros?”

O IBGE encaminha os dados demográficos ao Tribunal de Contas da União (TCU), que calcula as cotas do FPM. De acordo com a CNM, 176 municípios devem receber menos dinheiro do fundo devido aos números do Censo 2010: Bahia (41), São Paulo (26), Rio Grande do Sul (13), Paraná (12) e Pará (11) concentram o maior número de casos. 

“O censo caiu como uma bomba letal, não aceitamos de nenhum jeito esse número”, diz Queiroz, alegando que a nova contagem “representa um desastre econômico-social” para o município de Jacareacanga. 

O prefeito de Faro, Denilson Batalha Guimarães (PTB), também não gostou dos números do instituto, que diminuiu a população de 19.585 para 8.181 em um ano. Em Itaituba, que perdeu 30.505 pessoas na contagem, a Prefeitura promoveu campanha para a comunidade não entrevistada se manifestar e recebeu 2 mil telefonemas.

“Não é o Censo de 2010 que está errado”, afirma o presidente do IBGE, Eduardo Nunes. Para ele, a contagem populacional de anos anteriores em Faro e Jacareacanga foi superestimada.

Pode-se chamar de trágico o trabalho realizado pelo IBGE no Município de Jacareacanga. O Prefeito contratou assessoria Jurídica, para defender os interesses do Município que chegou à conclusão, que o IBGE mesmo sendo um instituto seríssimo, desenvolveu através de seus agentes um trabalho censitário catastrófico já que deixou fora de sua conferência inúmeros núcleos humanos na zona Rural (Garimpeira e Indígena) e até no perímetro urbano da sede do Município, onde  encontrou mais de cinco centenas de casas sem ocupação, o que é uma informação absolutamente falsa, já que sequer existem casas para alugar na cidade.

O trabalho da assessoria jurídica baseou-se em informações importantíssimas dos próprios agentes censitários que trabalharam para o IBGE e que voluntariamente, se ofereceram para indicar os povoados que não foram recenseados e justificaram que vários fatores os impediram de avançarem com um trabalho eficiente, desde a falta de recursos para alimentação, passando pela escassez de transportes fluviais, até a falta de interesse do agente coordenador do IBGE no Município, que tinha à sua disposição apenas um veículo Jeep.

O município de Jacareacanga ter uma redução drástica de população de 41 mil pessoas para 14 mil, nem um tsunami faria tanta  miséria. O Presidente do IBGE, Eduardo Nunes, ao justificar que em anos anteriores a população foi superestimada, confessa, então, a inoperância de seu instituto em permitir o ilícito. 

O Presidente do IBGE deveria determinar nova contagem por toda a extensão do vasto Município e vir junto fazer a conferência tendo o cuidado para evitar malária e no mínimo picada de pium.

Fonte:www.estadao.com.br // Rastilho de Pólvora

Um comentário em “Deu no Estadão – Prefeito recorre contra censo do IBGE

  • 22 de Março de 2011 em 22:34
    Permalink

    Afinal, a contagem 2007 ou o censo 2010 estao comprometidos em Jacareacanga?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *