Theatro da Paz comemora 133 anos de fundação

Theatro da Paz

Nesta terça-feira, 15, o Theatro da Paz completa 133 anos e seria o 106° aniversário do genial Waldemar Henrique, extraordinária simbiose musical entre a casa e o artista, que nasceram no mesmo dia. A data será celebrada com um recital, às 20h, com entrada franca. No repertório, composições do maestro, interpretadas por Patrícia Oliveira e Carmen Monarcha. Ao piano, Ana Maria Haddad.

O Theatro da Paz é símbolo da Belle Époque e marco histórico e arquitetônico de Belém, e já recebeu o compositor de Carlos Gomes e o Ballet Kirov. Fundado no período áureo do Ciclo da Borracha, na época o governo da Província contratou o engenheiro militar José Tibúrcio de Magalhães para dar início ao projeto arquitetônico inspirado no Teatro Scalla de Milão (Itália), com decoração e pintura dos italianos Domenico D’Angelis e Capranezi.

Waldemar Henrique deixou legado artístico que vai do popular ao erudito, impregnado de motivos amazônicos. Filho de descendente de portugueses e de uma índia, ainda na infância viajou pelo interior da Amazônia, absorvendo elementos da cultura e do folclore, influências decisivas na sua obra musical. No Rio de Janeiro, trabalhou em teatros, cassinos e emissoras de rádio. Em 1966 voltou ao Pará e dirigiu, durante 15 anos, o Theatro da Paz, que foi sua morada até seu último dia de vida.

Fonte: Franssinete Florenzano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *