Vídeo chama paraense de ladrão e gera polêmica

Paródia ou xenofobia? O vídeo "João Paraense" está causando polêmica

Com mais de três mil acessos no YouTube, o vídeo intitulado “João Paraense” está gerando polêmica na internet. O vídeo teria sido gravado por um morador de Manaus, que fez uma paródia de uma música da banda Calypso para contar a história de um paraense que saiu de seu Estado para virar ladrão na capital amazonense.

Em sua paródia, o autor ofende os paraenses de diversas maneiras, acirrando ainda mais a rivalidade entre paraenses e amazonenses. As imagens mostram um rapaz vestido com o uniforme de uma revenda de motocicletas, em pleno expediente de trabalho, cantando uma paródia da música “Dançando Calypso”. Com a canção e a voz de Joelma ao fundo, ele dá a sua versão: “Passa pra cá meu bem a bolsa e o celular, / Que eu fui criança do estado do Pará… / Eu tava liso e sem cachaça pra tomar, / E minha família me “trouxeram” para cá.”

O vídeo foi postado pela primeira vez no YouTube em julho deste ano e já foi reproduzido diversas vezes por outros usuários. Nos comentários a respeito do vídeo, há manifestações favoráveis e contra o autor. “Não me venham comentar que estou aqui com xenofobia. (…) Mas que o vídeo do caboquinho ficou engraçado ficou!”, postou o autor de um blog de Manaus, o Caboco Grosso.

No YouTube, o internauta denominado frankleno avisou que encaminhará o vídeo ao Ministério Público. “Eu já baixei o vídeo e estou enviando junto com um ofício ao conhecimento do Ministério Público para os devidos encaminhamentos. Este cidadão deve enfrentar as consequências de seus atos pejorativos e desqualificadores. Além disso, cometeu crime de injúria e como publicou o vídeo pode ser enquadrado no crime de racismo e preconceito com base na Lei Nacional dos Direitos Humanos e da pessoa… Lei federal por sinal”, afirmou.

Confira a letra da paródia, na íntegra:

“É show do ladrão, é show do ladrão…
Passa pra cá meu bem a bolsa e o celular,
Que eu fui criança do estado do Pará…
Eu tava liso e sem cachaça pra tomar,
E minha família me “trouxeram” para cá.
Trouxe minha tia, minha prima, meu irmão e umas três.
Achei foi pouco e depois eu trouxe logo todo mundo de vez.
Fomos todos para Zona Leste morar numa invasão,
Ir para o programa do Wallace… é a minha curtição…

Não foge não, vem cá me dá a sua mão,
Quero seu brinco, anel, pulseira e cordão,
Roubar um banco agora isso eu vou tentar,
Mais se eu me der mal você só vai me encontrar no Pará.

Não foge não, vem cá me dá a sua mão,
Quero seu brinco, anel, pulseira e cordão,
Roubar um banco agora isso eu vou tentar,
Mas se eu me der mal você só vai me encontrar no Pará.

Em Belém do Pará…”

Fonte: DOL

41 comentários em “Vídeo chama paraense de ladrão e gera polêmica

  • 17 de Março de 2018 em 14:33
    Permalink

    Maior polo industrial a custa do povo brasileiro que paga para que a zona franca permaneça funcionando.

    Resposta
  • 15 de Janeiro de 2013 em 02:50
    Permalink

    Morram seus desgraçados malditos paraenses….

    Resposta
    • 8 de dezembro de 2013 em 23:26
      Permalink

      Em primeiro lugar, com muita educação, eu pergunto: qual o real motivo de tamanho ódio?
      ???????
      Tenho certeza de que você não me dará nenhuma resposta que seja capaz de me convencer meu rapaz. Não existe justificativa para a xenofobia.
      A verdade é que vocês não tem o que fazer a não ser falar mal do meu Estado e de seus cidadãos, Estado que pertence ao mesmo País que o seu, aliás formam fronteiras. E vale lembrar que o Estado do Amazonas já pertenceu ao Pará meu filho, o Grão-Pará.
      Mas toquemos agora na ferida.
      Não venham nos falar sobre PIB, não nos interessa saber quem tem mais dinheiro, a verdade é que Pará, Amazonas e o resto todinho do Brasil apresentam graves problemas sociais. E olhem só, o nosso país está colocado como a sexta maior potência econômica mundial e isso não nos trouxe desenvolvimento e muito menos acabou com as mazelas. Mas vejam só, quando os manauaras se vangloriam de sua Zona Franca, esquecem que os lucros dela vão todinhos para o exterior, afinal pertencem as grandes transnacionais. Nem impostos sobram aos amazonenses. E o pior de tudo, os empregados contratados para atuar nas montadoras ainda comprarão produtos fabricaram com as próprias mãos com o dinheiro de seus miseráveis salários, se comparados aos dos trabalhadores de onde se originam tais empresas, Kkkkkk!!! Isso é a Divisão Territorial do Trabalho meu filho.
      A verdade é que somos \”farinha do mesmo saco\” o Amazonas e os amazonenses não são superiores ao Pará e aos paraenses.
      O Pará e lindo, assim como o Amazonas. E o que pode vir manchar essa beleza não é a cara feia das pessoas que neles habitam, mas sim a ignorância e falta de bom senso das mesma. Acho que nesse quesito vocês estão perdendo, por assumirem uma postura etnocêntrica e xenófoba.

      E nós, paraenses, nem sabíamos de tal ódio.
      Que maluquice.
      Pare e reflita. E tente ser um pouco mais coerente com os fatos.

      Resposta
  • 15 de Janeiro de 2013 em 02:49
    Permalink

    Paraense é sangue ruim!!!!!

    Resposta
  • 1 de novembro de 2012 em 11:42
    Permalink

    O povo de Amazonense deveria saber que Manaus só cresce e prospera devido ao elevado investimento e isenções fiscais do governo federal, o que não acontece nas demais regiões do Brasil, que cresce somente com o suor de seu trabalho. Todo brasileiro paga para Manaus crescer (inclusive o paraense). Se o governo federal acabar com a zona franca de Manaus, com certeza, em menos de um ano Manaus vira uma cidade fantasma.

    Resposta
  • 6 de dezembro de 2011 em 12:28
    Permalink

    Interessante falarem em Rixa, até porque só existe isso no Amazonas, aqui no Pará nem lembramos dos amazonenses.

    Resposta
    • 14 de dezembro de 2011 em 00:29
      Permalink

      claro que n lembram o que os amazonense vão fazer aí? eles ficam na terra deles que é boa pra viver e os paraense vem pra se refugiar e por isso n temos como não nos lembrar deles.

      Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 19:47
    Permalink

    Povo do para tenham mais respeito com o povo Amazonense.vocês são muito ingratos;uma vez que o povo do amazonas e muito hospitaleiro e educado.nos tratamos todas as pessoas que chegam de outros estados com bastante cortesia,inclusive vocês!!por isso mais respeito;se não,nos pagaremos com a mesma moeda. afinal,quem gosta de ser insultado sem causa que e isso que vocês fazem constantemente!

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 19:35
    Permalink

    AMAZONENSE FORMA FAMILIA;PARAENSE QUADRILHA (kkkkkkkkkk)

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 19:32
    Permalink

    O ESTADO DO PARA E LINDO;PENA QUE O SEU POVO E O CONTRARIO!!!!

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 19:11
    Permalink

    I SAD WHO PARAENSES ARE UNIVITED HERE IN MANAUS,OK. SO GET OFF FOREVER…

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 19:02
    Permalink

    BEIJOS P/ A VALL E TANIA:EU AMO AS PARAENSES ;MAS ODEIO OS paraenses…

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 18:57
    Permalink

    VALL:EU JA NAMOREI 5 CONTERRANEAS SUAS(PARAENSES)e NENHUMA PRESTAVA:UMA ME ROUBOU A CARTEIRA,OUTRA MEU RELOGIO,OUTRA MEU CELULAR E OUTRA MEU CORDÃO E A ULTIMA LEVOU MEU CORAÇÃO!!!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 18:53
    Permalink

    DESDE DE QUANDO FALARA VERDADE E CRIME…

    Resposta
  • 31 de outubro de 2011 em 14:18
    Permalink

    PARA OS LEIGOS…OLHA O CRIME AÍ

    Resposta
  • 31 de outubro de 2011 em 14:17
    Permalink

    Crime de Calúnia

    Art. 138 – Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:

    Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

    § 1º – Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga.

    § 2º – É punível a calúnia contra os mortos.

    Exceção da verdade

    § 3º – Admite-se a prova da verdade, salvo:

    I – se, constituindo o fato imputado crime de ação privada, o ofendido não foi condenado por sentença irrecorrível;

    II – se o fato é imputado a qualquer das pessoas indicadas no nº I do art. 141;

    III – se do crime imputado, embora de ação pública, o ofendido foi absolvido por sentença irrecorrível.

    Crime de Difamação

    Art. 139 – Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:

    Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

    Exceção da verdade

    Parágrafo único – A exceção da verdade somente se admite se o ofendido é funcionário público e a ofensa é relativa ao exercício de suas funções.

    Crime de Injúria

    Art. 140 – Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:

    Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

    § 1º – O juiz pode deixar de aplicar a pena:

    I – quando o ofendido, de forma reprovável, provocou diretamente a injúria;

    II – no caso de retorsão imediata, que consista em outra injúria.

    § 2º – Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio empregado, se considerem aviltantes:

    Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa, além da pena correspondente à violência.

    § 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem: (Incluído pela Lei nº 9.459, de 1997)

    § 3o Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência: (Redação dada pela Lei nº 10.741, de 2003)

    Pena – reclusão de um a três anos e multa. (Incluído pela Lei nº 9.459, de 1997)

    Resposta
    • 5 de novembro de 2011 em 19:20
      Permalink

      Vall falar a verdade não e crime e alias,e contra fatos não ha argumentos(…)

      Resposta
  • 29 de outubro de 2011 em 16:32
    Permalink

    ESSE VIDEO E TUDO DE BOM!! REFLETE A VIDA DOS PARAENSES QUE VIVEM AQUI EM MANAUS.NENHUM PRESTA TUDO SÃO CACHACEIRO,BANDIDO,SAFADO,PUTA,ESTELIONATARIO.POR ISSO EU ODEIO VOCES PARAENSES…

    Resposta
  • 25 de outubro de 2011 em 10:35
    Permalink

    Está bem na hora de acabarmos com essas picuínhas, sou PARAENSE e gosto dos AMAZONENSES. Afinal somos parceiros, o Amazonas tem um dos maiores PIB\’s Br e somos servidos muito bem. Infelizmente o cara de madeira é apenas um ZÉ, que não deve ser comparado com UM AMAZONENSE, PARAENSE E NEM UM DOS OUTROS ESTADOS… como disse: É UM ZÉ NINGUÉM.

    Resposta
  • 21 de outubro de 2011 em 18:51
    Permalink

    O rapaz fez apenas uma brincdeira comum entre os amigos dele aqui em manaus, isso é crime?
    E as ofensas que ele esta recebendo. Isso também é crime!
    Se vc condena a ação dele + ao mesmo tempo agride o rapaz com palavras grosseiras e o que pior expondo para todos ler o seu comentário. Kd a sua postura? O que não gosto pra mim eu não quero para outros.
    Fiquem em paz!!!

    Resposta
  • 20 de outubro de 2011 em 12:42
    Permalink

    Pessoal… para que tanta agressividade !!! O rapaz apenas fez uma pequena brincadeira !!! Vale lembrar que ele é Paraense de Obidos !!! Ressaltamos tbm que somos todos de uma mesma região… somos do Norte !!! Uma região que corre atrás do desenvolvimento através de sua população !!! Meus amigos… nós os amazonenses somo taxados de preguiçosos e nem por isso nos revoltamos !!! LEMBREM-SE QUE FOI UMA BRICADEIRA !!!

    Resposta
  • 10 de outubro de 2011 em 16:53
    Permalink

    Hahaha. Esse cara pensa que consegue ofender o paraense com essa porcaria. Isso eh estimulo para que o paraense continue tomando espaço do amzonense que eh fraquinho. Gostaria muito de conhecer esse camarada,Ele iria cantar e depois danÇar.

    Resposta
  • 9 de outubro de 2011 em 17:49
    Permalink

    Descupas ae familia paraese , pra começo de convesa esse rapa ki fez esse videio não é amazonese e sim paraese então nao joguem pedra em nos amazoneses e nao somo preguiçosos apenas temos uma bença de termos o maior polo industrial e temos orgulho de podemos servir vocês c isso.

    Resposta
    • 5 de novembro de 2011 em 19:27
      Permalink

      O ESPAÇO QUE O PARAENSE TOMA DO AMAZONENSE,MAGNO, EO DOS PRESIDIOS E CADEIAS,JA QUE ESTÃO LOTADAS DE PARAENSES DELINQUENTES VINDOS DE BELEM(PA) E SANTAREM E SE VC E O FODÃO SE CUIDA QUE EU FAREI VC ENGOLIR TUDO O QUE VC FALOU AI EM CIMA NO COMENTARIO! ASS:EXTERMINADOR DE PARAENSES…

      Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 00:21
    Permalink

    Que injustiça tratar nós os paraenses dessa forma, apesar de tudo isso,respeitamos muito os amazonenses. Por que será que eles se encomadam tanto com a gente? tá na hora de levar-mos essa siuação mais a sério e fazer com que essas pessoas ignorantes se coloquem no seu devido lugar e paguem por esse tratamento humilhante e preconceituoso.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 13:22
    Permalink

    Engraçado que se fosse alguém famoso de algum programa de tv todos estariam rindo. Isso foi só uma brincadeira, no Amazonas sempre teve a rivalidade de paraense x amazonense. Tem tanta gente que realmente precisa ser presa e levar um processo nas costas e não sofre nenhuma punição. Agora querem punir uma pessoa que não tem nem onde cair morto por causa de um vídeo? faça-me o favor né? Vão se preocupar com os ladrões e políticos que tiram das suas carteiras o dinheiro suado que você tem todo final de mês na conta.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 14:28
    Permalink

    È uma pena que um safado desse não fala na cara de um paraense,porque se falasse acho que teria que procurar um bom cirurgião,porque eu arrebentava a cara dele,só pra ele meter vergonha na cara.Conheço muitos Paraenses que foram para ai,para gerar empregos para os trabalhadores amazonenses,não para tipo desse verme.Mais alguem tem que fazeer alguma coisa,não pode ficar assim,um processo nele cairia bem…

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 14:23
    Permalink

    Deixem esse babaca pra lá,ele é filho de chocadeira,acho que nenhuma mãe tem coragem de gerar um feto desse.Vamos nós PARAENSES,levantar a cabeça e deixar os que falam de nós pra lá,isso é pura inveja.E olha que não sou PARAENSE,mais adotei como minha de coração.Essas intrigas tambem tem la no Sul do País,mais ninguem liga,é sinal de quem não tem nada pra fazer.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 13:49
    Permalink

    O que mais tem em Manaus são paraenses honestos e trabalhadores, a mágoa do amazonense é que o Paraense vem e \”rouba\” o emprego e a mulher do amazonense pois tem força de trabalho e disposição parabéns ao povo guerreiro do MEU PARÁ.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 09:19
    Permalink

    Vamos denunciar no Ministério Público este pilantra que só pensa em se dar bem. Ele está provocando a justiça e o povo paraense.

    Resposta
    • 5 de novembro de 2011 em 19:15
      Permalink

      CLEO OS SEUS CONTERRANEOS SÃO UM BANDO DE CHIFRUDO E PILANTRAS.A ZONA LESTE DE MANAUS E A MAIS VIOLENTA DA CIDADE;O MOTIVO:LA MORA MUITO PARAENSE!!

      Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 09:18
    Permalink

    O paraense não rouba.
    É o amazonense que marca! estes caras marcam tanto devido serem preguiçosos.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 08:08
    Permalink

    xenofobia cabocla, esse aí que ser famoso,mas de maneira errada.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 07:48
    Permalink

    Vamos boicotar a Honda que tem no seu quadro de funcionário um preconceituoso portanto nós paraenses vamos partir para outras marcas de mooto.

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 06:55
    Permalink

    O \”caboco \” amazonense é o tipo mais ladrâo que existe ! todo negocio que ele faz quer se dar bem ! se vacilar ele te engana, te rouba.. e ainda pôe a culpa no povo de Belém..O amazonense tem a fama de preguiçoso, convoco a todos os contadores de anedotas do pará.. vamos fazer piadas sobre amazonenses e colocar na net !

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 06:23
    Permalink

    Os vereadores de santarem deveriam reagir e pedir para os vereadores de Manaus pessam provedencia

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 06:07
    Permalink

    Tem deputado paraense, vereador e eles nao fazem nada

    Resposta
  • 5 de outubro de 2011 em 06:05
    Permalink

    Nossos representantes tem que denunciar esse safado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *