Trabalho da polícia reconhecido no Brasil

Superintendente Gilberto Aguiar faz uma análise do trabalho da Polícia na região

Na edição especial da revista “Veja”, dessa semana, sobre as cidades do Brasil, o município de Santarém foi apontado com o menor índice de Homicídio do País. A reportagem é do jornalista Marcelo Sperandio, que relata a informação com base nos dados estatísticos do Mapa da Violência no Brasil. “Santarém teve 3,8 assassinatos por grupo de 100 mil pessoas em 2009. Trata-se de um índice menor que o dos Estados Unidos e da Argentina, por exemplo. O clima de paz permite a seus habitantes levar um estilo raro em grandes centros. A pesquisa foi levantada entre municípios com mais de 200 mil habitantes”. Nossa reportagem procurou o Superintendente Regional de Polícia Civil do Baixo Amazonas, delegado Gilberto Aguiar, para relacionar os dados relatados pela reportagem na revista “Veja”, ao número de ocorrências de 2011, de homicídios, incluindo os assaltos e tráfico de drogas. E ainda foi questionado sobre a infraestrutura, logística e quadro funcional da Instituição de Segurança. Veja a entrevista:

Jornal O Impacto: A pesquisa qualifica o município de Santarém como uma das melhores cidades do Brasil, no crime de homicídio. Dados que já completam dois anos da pesquisa.  Porque, o homicídio teria sido escolhido como parâmetro dessa pesquisa? Nesse final de semestre de 2011, ocorreu mudança nesse quadro? 

Gilberto Aguiar: Os dados informados na pesquisa são disponibilizados pelo setor de Identificação dos municípios pesquisados, através das Secretarias de Segurança Pública dos seus Estados. Entendo que a escolha do homicídio na pesquisa, veio pela razão de estar como tutela jurídica da vida. É o bem maior que nós temos, na própria sociedade. O crime do homicídio repercute muito mais. Aqui em Santarém, o quadro continua baixo, quase 100% dos homicídios que ocorrerem são esclarecidos. Diferente de outros locais, onde não se identifica o autor. Nós temos mais uma vantagem que não é só de prender. O mais importante é identificar autoria e a materialidade, como conseqüência vem a prisão.

Jornal O Impacto: Para somar aos dados positivos em esclarecer homicídio, a exemplo do último que chocou a sociedade santarena, no mês passado, na região do planalto. Esse está próximo de ser elucidado pela Polícia?

Gilberto Aguiar: Tem alguns suspeitos, e o principal deles foi recentemente detido, por prisão temporária. É bom que se diga isso. Justamente para que se possa se investigar melhor. Já que o crime recai com fortes indícios que ele tenha sido o autor. O Delegado requisitou a prisão temporária para dar continuidade às investigações. Para que a comunidade se sinta à vontade em falar. Nessa área, a maioria é parente, por isso dificulta um pouco as informações. Como foi um crime que não há testemunhas, a Polícia está tendo muito dificuldade. Mas, a gente acredita que logo vamos elucidar definitivamente esse crime.

Jornal O Impacto: No início desse semestre de 2011, tivemos ocorrências de vários assaltos, principalmente de empresas de pequeno e grande portes. Como pode ser analisado, quando comparado a outras cidades com o mesmo índice populacional? 

Gilberto Aguiar: Na realidade, se a gente comparar o homicídio e os demais crimes que ocorrem, principalmente os assaltos e tráfico de drogas, com os outros municípios no porte de Santarém, esses índices, mesmo com toda essas repercussões, também são baixos. Na mesma linha da pesquisa, são baixos também, os assaltos que têm acontecido e estão sendo desvendados. Os assaltos recentemente a duas farmácias, a maior parte do dinheiro foi recuperado. A Polícia do modo geral tem dado a resposta. Apesar de termos um prazo legal de 30 dias para o cumprimento do inquérito policial, a maioria desses crimes tem sido resolvido menos de 30 dias. Esse imediatismo que a população espera, nem sempre a Polícia tem como obter a elucidação desses crimes tão rápidos assim. 

Jornal O Impacto: O município de Santarém está na linha do tráfico internacional de drogas, combatido com freqüência pela Polícia Civil e parcerias. Essa ação, continua sob controle em nossa cidade, em relação a outros municípios?

Gilberto Aguiar: Santarém ainda não tem um crime organizado. O que existe são ramificações de traficantes. A grande parte que leva ao crime de homicídios é o tráfico de drogas e a Polícia tem combatido de maneira efetiva esse tipo de crime. A estatística do tráfico de drogas deve ser vista de forma contrária das outras estatísticas, quanto mais ocorrência do tráfico de drogas, significa atuação maior da polícia.

Jornal O Impacto: Mesmo com esse quadro positivo de atuação da Polícia Civil em Santarém, o efetivo e a logística da Superintendência são suficientes para atender toda a área de jurisdição?

Gilberto Aguiar: A Superintendência atende doze municípios, incluindo Santarém. O que nós temos hoje é uma deficiência de policiais, principalmente no interior. Mas, a Secretaria Administrativa do Estado já está verificando essa questão, com a realização de concurso público, porque não temos como colocar outros policiais, se não for através de concurso público. Muita coisa já melhorou aqui em Santarém. Estaremos recebendo as viaturas, que serão entregues ainda esse mês. Já recebemos uma embarcação e transporte vai fazer missões pelo interior, em toda Superintendência. A questão das viaturas, nós estamos recebendo apoio do governo do Estado, nesse sentido, de melhorar a segurança no interior. Temos essa preocupação porque Santarém vem crescendo a cada dia. Destacamos também como positivo na pesquisa, a maioria do efetivo ser da região. Isso faz com que tenham mais preocupação em zelar pela segurança da cidade. Eles investem na carreira, temos no efetivo graduados e pós-graduados. 

Jornal O Impacto: A tendência é aumentar o fluxo de pessoas para Santarém, com a possibilidade do Novo Estado. E assegurar esse crescimento deve ser trabalhado pelo governo atual?

Gilberto Aguiar: Na possibilidade de se criar um Novo Estado, a  administração pública tem que acompanhar essa evolução também, na questão da segurança, no  apoio logístico e no aumento de policiais, para que não possamos deixar que esse crescimento, em toda região, possa trazer malefícios à própria sociedade, à própria população. Estamos preocupados, também, com a Vila de Alter do Chão, na questão turística que tem crescido bastante. A administração pública já verificou um local onde vai ser construído um o prédio da Delegacia de Alter do Chão. Policiais serão destacados logo que essa Delegacia seja construída. Em Mojuí dos Campos já está sendo construída a Delegacia, com recursos do estado e com mais efetivos no local.

Jornal O Impacto: Ocorreram mudanças em algumas delegacias da Superintendência do Baixo Amazonas? Qual o critério dessas adequações?

Gilberto Aguiar: Essas mudanças são rotinas na administração pública e são necessárias para adequar os trabalhos policiais. Essas medidas são tomadas pelo setor de Divisão de Polícia da capital Estado, feitas através da emissão de portarias, para que a própria Polícia do interior possa ter gás.  O delegado de Alenquer, Herbert Farias, foi para a delegacia Monte Alegre. O de Monte Alegre, Eduardo Campos, foi para Oriximiná. A delegada Andressa Soares, de Oriximiná, veio para Delegacia da Mulher de Santarém. E delegada Márcia Rabelo, que era da Delegacia da Mulher, foi para 16ª Seccional de Polícia de Santarém. E ocorreu também a mudança entre dois grupos com 3 policiais cada, entre duas instituições aqui da cidade.

Jornal O Impacto: Esses últimos meses vão ser bastante tumultuados, além das rotineiras festividades da padroeira e de final de ano, há o Plebiscito. Como vai ser a atuação da Superintendência, mediante esses eventos?

Gilberto Aguiar: Já foi convocada uma reunião dos Superintendentes nesse final de semana, na Delegacia Geral do Estado, em Belém. O motivo maior é para tratar do planejamento Operacional do final do ano. Temos a festa da Padroeira, Ano Novo e Natal, e ainda a questão do Plebiscito. Deveremos movimentar os policiais para dar apoio em outros locais. Haverá o remanejamento para locais mais deficientes, vamos nos mobilizar através da embarcação e entre outras atividades. Tudo para prevenir e operar nesses movimentos.

Por: Alciane Ayres

12 comentários em “Trabalho da polícia reconhecido no Brasil

  • 7 de novembro de 2011 em 10:19
    Permalink

    Essa gratidão são a todos da PC, PM, PF e PRF, espero não ter esquecido de nenhum.

    Resposta
  • 7 de novembro de 2011 em 10:13
    Permalink

    Deve ser um orgulho para toda sociedade santarena essa notícia. Por ser santarenos, no comando e no efetivo compromissados com a proteção da cidade.

    Resposta
  • 7 de novembro de 2011 em 08:17
    Permalink

    A Polícia Civil em Santarém está cada vez mais se aperfeiçoando graças ao nível intelectual de seus servidores. Parabéns PC pelo reconhecimento. A PM também vem cumrpindo seu papel com bastante ética e disciplina. Valeu PC e PM.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 21:31
    Permalink

    Meus sinceros parabéns aos Policias Civis de Santarém, dentre eles, Investigadores, Escrivães e Delegados, que com todas a sdificuldades, tiveram o trabalho reconhecido pela Revista mais importante do País.
    A POLÍCIA CIVIL tendo a frente o competente Delegado Gilberto Aguiar, está deixando sua marca de lealdade, ética e disciplina a seus subordinados.
    Sem esquecer do excelente trabalho ostensivo da Polícia Militar, que diuturnamente patrulham nossas ruas.
    Parabéns PC E PM.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 21:25
    Permalink

    Meus sinceros parabéns aos Policias Civis de Santarém, dentre eles, Investigadores, Escrivães e Delegados, que com todas a sdificuldades, tiveram o trabalho reconhecido pela Revista mais importante do País.
    A POLÍCIA CIVIL tendo a frente o competente Delegado Gilberto Aguiar, está deixansdo sua marca de lealdade, ética e disciplina a seus subordinados.
    Sem esquecer do excelente trabalho ostensivo da Polícia Militar, que diuturnamente patrulham nossas ruas.
    Parabéns PC E PM.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 15:14
    Permalink

    PARABÉNS!! Que isso sirva de estímulo!Uma das caracteristicas marcante do Delegado GILBERTO AGUIAR é q/ele valoriza o trabalho em parceria real c/ seus colegas e demais servidores da Polícia Cv; c/ a PM foi é e será sempre importante p/ o sucesso da atuação(são irmãs!) , assim como c/ as outras polícias existentes q/ são igualmente importantes no trabalho pevrentivo e repressivo contra a violência e a bandidagem.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 09:59
    Permalink

    se essa pesquisa foi feita ha 2 anos atraz então merito sejaao ao del. jardel e sua equipe e o tem.cel mafra e seus comandados, com suas respectivas estratejas de trabalho.quanto ao del. gioberto time que esta ganhando não se mexe porque dessa troca na delegacia da mulher em santarém? e outros policiais não podemos levar para o lado pessoal.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 06:26
    Permalink

    Parabens delegado Gilberto.

    Resposta
  • 5 de novembro de 2011 em 01:57
    Permalink

    Que nossas autoridades aproveite essa noticia e tragam melhorias para nossa cidade, pois merecemos

    Resposta
  • 4 de novembro de 2011 em 22:40
    Permalink

    Convém ressaltarmos que o atual mérito da Segurança Pública a nível nacional, em nossa cidade e região, não é só da Polícia Cívil, e sim das policias de uma forma em geral, em especial, da Polícia Militar, pois é Ela que esta dioturnamente nas ruas de nossa cidade combatendo corpo-a-corpo a criminalidade, mesmo com o sacrifício da própria vida, com seu árduo trabalho Preventivo e Repressivo. É a que mais trabalha, e que menos é reconhecida e valorizada perante o governo e a sociedade.

    Resposta
  • 4 de novembro de 2011 em 15:30
    Permalink

    Parabéns ao delegado Gilberto e sua equipe pelo bom trabalho desenvolvido.

    Resposta
  • 4 de novembro de 2011 em 09:01
    Permalink

    O município de Santarém concentra gente de todo canto do mundo. Conheci um Noruegês aqui na cidade. Ele trabalha como taxista e veio pela primeira vez em Santarém e não saiu mais. E disse que Santarém é a melhor cidade para viver. Claro que tem muito a melhorar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *