Águas do rio Tapajós invadem Alter do Chão

“Ilha do Amor” está submersa, aparecendo somente a corbertura das barracas

O rio invadiu alguns trechos da orla e compromete a infraestrutura da vila balneária de Alter do Chão, em Santarém, um dos pontos turísticos mais frequentados na região Oeste do Pará. Esse cenário tem gerado muita preocupação aos moradores da vila. Essa informação foi exibida em um telejornal local.

Os relatos de especialista e da Marinha são de que a cheia continue em ritmo acelerado e possa ser maior que a de 2009. Por isso, os moradores estão em alerta. Caso seja confirmado, poderá causar grandes transtornos na vila balneária.

Mas, um agravante já é apontado na Orla de Alter do Chão. O representante do conselho comunitário, Carlos Santos, disse que a iluminação pública da orla já está submersa. “Aqui na orla tem uma rede de energia que na época da construção não foi feita a previsão dessa enchente tão grande e hoje a rede está submersa, então, nós temos rede de fios aí que a qualquer momento pode ocasionar um curto-circuito”, informou Carlos Santos. Os moradores solicitaram à Celpa o desligamento da energia submersa.

Orla da vila foi tomada pelas águas do rio Tapajós e ameaça residências

Nesse período do ano a movimentação de turistas também diminui. E como conseqüência, ocorre um saldo negativo na economia de alguns setores da região.

“Nós temos uma queda junto ao comércio. Os catraieiros ganham, mas eles acabam também não tendo muitos turistas. Não tendo turistas na pousada você tem uma queda de vendas nos comércios e no transporte coletivo, e a alimentação nas barracas da ilha e do restaurante ficam mais caras”, explica o morador Cleber. A “Ilha do Amor” está submersa, aparecendo somente a cobertura das barracas, se tornando como um atrativo.

Apesar da cheia dos rios Amazonas e Tapajós, é possível encontrar turistas que deslumbram a paisagem da ilha, como o empresário Roque Zatt, que junto com os amigos jipeiros visitam o local e elogiam o lugar.

“Isso aqui é lindo, perto do que a gente viu até agora que só tava mata e selva, isso aqui é muito lindo, vale a pena”, expressa.

Por: Alciane Ayres    Fotos: Notapajos.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *