Fiscais do Ibama marcados para morrer

Fiscais do Ibama são alvos de pistoleiros contratados por madeireiros ilegais

Muitos atentados envolvendo fiscais do Ibama. Em grande parte desses, a vida dos fiscais do órgão federal de fiscalização por pouco não foi ceifada. “Mas todas essas ameaças contra os fiscais não vai nos intimidar, ao contrário, vamos fazer mais fiscalizações e mais policiamento”, enfatizou Tiago Soares, Chefe da Divisão de Controle e Fiscalização do Ibama de Santarém. Empenhados em combater o desmatamento ilegal, os fiscais vivem uma situação de risco total no trabalho que fazem nos assentamentos e na Flona Tapajós, que certamente incomoda e tira o sono de muito madeireiro que age na ilegalidade.

“Conforme o Ibama realiza suas ações de atuações e apreensões, começa a incomodar muita gente que tem interesse em manter essa comercialização e o desmatamento ilegal de madeira”, falou o Chefe de Fiscalização do Ibama. Infelizmente o trabalhador rural, mesmo sabendo que está sofrendo exploração fica a favor dos madeireiros ilegais, por falta de opção de sobrevivência. Um problema social dentre muitos que corre paralelo ao crime ambiental do desmatamento ilegal.

 Cerca de um mês atrás, fiscais do Ibama por pouco não perderam a vida, em emboscada feita por pistoleiros pagos pelos madeireiros ilegais. Foi no Distrito de Cachoeira da Serra, no município de Altamira, conforme relata o chefe da fiscalização do Ibama: “Foi na madrugada, quando uma equipe que estava em campo, teve dificuldades com transporte, por conta do atoleiros na região; no retorno de uma apreensão ilegal de madeira essa equipe de fiscalização sofreu uma emboscada”, disse Tiago Soares. Segundo o Chefe de Fiscalização, eram cerca de doze pessoas armadas. ”Conforme isso acontece, o trabalho de fiscalização do Ibama surge com mais força”, disse Tiago Doares; “até porque atentado contra o Ibama é atentado contra o governo federal”, enfatizou.

Ibama vai divulgar Dossiê Corta-Corda: Tiago Soares falou com exclusividade ao jornal O Impacto, revelando que em breve vai divulgar um dossiê explosivo contendo nomes de madeireiros ilegais na região do Corta-Corda, uma situação de extração de madeira ilegal em área de assentamento. “O dossiê foi feito e finalizado por determinação do Ministério Público Federal e da Polícia Federal”, disse Tiago Soares. O trabalho de investigação feito na área de assentamento resultou em um documento revelador que será levado ao Incra, para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e para a Polícia Federal, para as devidas providências. Muita gente graúda está com a as barbas de molho, podendo cair nas malhas da lei e acabar atrás das grades.

Por: Carlos Cruz

Um comentário em “Fiscais do Ibama marcados para morrer

  • 27 de abril de 2012 em 07:07
    Permalink

    Moro aqui em Manaus, trabalho na SEMMAS e corremos esse risco constante pois combatemos o crime ambiental e vez em quando atuamos \”atrapalhando\”os interesses de empresários inescrupulosos que sempre querem lucrar as custas da ilegalidade, o caboclo, o homem nativo da nossa região é o que ajuda a preservar a Amazonia, pois só retira da natureza o suficiente para viver… mas tenham fé em Deus e suas pistolas.que Deus os proteja

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *