Cineasta Tony Scott comete suicídio em Los Angeles

Tony Scott

O cineasta britânico Tony Scott, diretor de filmes como “Top gun”, “Dias de Trovão” e “Um tira da pesada II” morreu neste domingo ao saltar de uma ponte em Los Angeles. Ele era o irmão mais novo do também diretor Ridley Scott.

A polícia investiga a morte de Tony Scott como um suicídio. Autoridades locais disseram que o diretor, de 68 anos, saltou da ponte Vincent Thomas que liga San Pedro e a Ilha Terminal de Los Angeles.

A tenente Jennifer Osburn, do serviço da guarda costeira dos Estados Unidos disse ao jornal “Daily Breeze’ que encontrou um bilhete de suicídio no carro Toyota Prius de Scott, que estava estacionado na pista sentido leste da ponte.

Testemunhas afirmam ter visto Scott escalar uma cerca no lado sul da ponte e saltar “sem hesitação” por volta de 12h30m de domingo (16h30m em Brasília).

O filme “Fome de viver” (1983), estrelado por Catherine Deneuve, David Bowie e Susan Sarandon, marcou a estreia do publicitário Anthony D. L. Scott na direção de longa-metragens. Seu maior sucesso nas telas foi “Top gun” (1986), protagonizado por Tom Cruise . Scott também dirigiu filmes como “Maré vermelha”, “Amor à queima Roupa”, “Incontrolável”, “Chamas da vingança”, “Inimigo do Estado” e o remake de “O sequestro do metrô 123”.

Tony foi parceiro de negócios do irmão Ridley na empresa Scott Free Productions. Juntos, eles produziram vários filmes e programas de televisão, como “The good wife”. Ele foi um dos produtores de “Prometeu”, o mais recente longa de Ridley.

Scott foi casado três vezes e deixa dois filhos de seu casamento com a terceira mulher, a atriz e modelo Donna Wilson.

Fonte: O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *