Em Itaituba, cursistas do Parfor constroem ciência com cidadania

Cursistas do Parfor

A complexidade dos problemas socioambientais na Amazônia Paraense, observados pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e Índice de Desenvolvimento na Educação Básica (IDEB) baixos, exige uma abordagem interdisciplinar para a compreensão e transformação da realidade na região. E é com este objetivo de conhecer e transformar o espaço amazônico que as turmas de 2012 do Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica (Parfor) da UFOPA participaram, no período de 8 a 11 de agosto, do início do último módulo da Formação Interdisciplinar I, “Seminários Integradores e Interação na Base Real”, sob a responsabilidade do Centro de Formação Interdisciplinar (CFI) da Universidade.

Neste ano, nos sete campi da UFOPA (Alenquer, Itaituba, Juruti, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná e Santarém) os seminários foram articulados com o projeto de extensão Agenda Cidadã, projeto federal realizado em parceria com a UFRJ e que tem por objetivos: elaborar um diagnóstico da realidade socioambiental das comunidades; resgate da memória do município; construção da Agenda Cidadã e do Plano de Ação Comunitário, ambos pautados nas metas da Unesco para o milênio.

Comportamento metodológico – Na cidade de Itaituba, os alunos do Parfor/UFOPA iniciaram o Sint/BR com as orientações metodológicas para a prática da pesquisa e a noção de construção da verdade científica. Após a explicação das etapas da pesquisa científica, os alunos foram capacitados para a aplicação do questionário do projeto de extensão Agenda Cidadã.

A interligação do projeto Agenda Cidadã com o seminário integrador, explica a diretora do CFI, Profa. Fátima Matos, dá-se pelo fato de que, no seminário, os alunos, além de discutir determinadas temáticas, também elaboram um projeto de pesquisa. “No seminário integrador, o alunos discutem temas transversais e a partir deles constroem projetos de pesquisa. Neste ano, o seminário está interligado com o diagnóstico socioambiental da Agenda Cidadã, que irá possibilitar os dados necessários para o trabalho de conclusão desta etapa da Formação interdisciplinar I dos nossos alunos cursistas do PARFOR”, detalha a diretora.

Perfil das comunidades – No período de 13 de agosto a 11 de outubro, os alunos cursistas do PARFOR, nos sete campi da UFOPA, juntamente, com os estudantes da rede municipal de ensino, farão pesquisa socioambiental para elaboração de diagnóstico da realidade das comunidades onde estão inseridos.

Em Itaituba, a pesquisa ocorrerá nas zonas urbana e rural, nos distritos de Miritituba e Moraes Almeida, e também nos municípios de Trairão, Rurópolis, Placas, Aveiro e Jacareacanga. Após a coleta de dados, o projeto seguirá com as fases de tabulação, análise e elaboração do relatório individual e de grupo. O resultado final da pesquisa será apresentado durante o mês de dezembro e deverá subsidiar ações governamentais para a melhoria nos índices de desenvolvimento humano e educacional na região.

Fonte: Ascom/Ufopa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *