Hospital Regional participa da VII Jornada Cirúrgica do Rio Arapiuns‏

Equipe do Hospital Regional

Na última sexta-feira, 17, teve início a VII Jornada Cirúrgica do Rio Arapiuns. Neste ano, a base do Projeto foi montada na Comunidade do Mentai, que fica a 07 horas de barco de Santarém. A jornada foi organizada pelos Expedicionários da Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde,  8° Batalhão de Engenharia e Construção, Governo do Estado do Pará e Pró-Saúde, através do Hospital Regional do Baixo Amazonas. No total serão cinco dias de atendimentos clínicos e procedimentos cirúrgicos. A expectativa é que até o final da Expedição sejam realizadas 100 cirurgias gerais e 70 cirurgias oftalmológicas, dentre outros atendimentos.

“A programação é para atender 83 comunidades do Rio Arapiuns, que recebem acompanhamento durante o ano todo da Equipe de Saúde da Família Fluvial, que trabalham na atenção básica à saúde, em que se identifica pessoas com doenças, como Hérnias e Catarata, que são simples de tratar. Mas, que necessitam de certa estrutura que o Barco-Hospital Abaré II, que realiza a viagens para a região, não dispõe para a realização destes procedimentos. Também estão disponíveis no Navio Abaré, consultas médicas de Clínica Geral, Pediátrica, Ginecológica e procedimentos odontológicos, com média de atendimento diário de 25 pacientes por especialidade”, informou a Enfermeira Marcela Brasil, membro da equipe de Coordenadores da Jornada.

A repórter indiana, Rema Nagarajan, fez a cobertura do evento para o Jornal The Times of Índia e ficou bastante impressionada com a estrutura montada em pleno “Coração da Amazônia”, em local de difícil acesso. Rema também ressalta a qualidade do atendimento realizado e o fato de todos os profissionais envolvidos no projeto trabalharem voluntariamente. “É uma movimentação impressionante, eles vêm de diferentes cidades e regiões. São excelentes profissionais e voluntários. Os equipamentos são de alta tecnologia e a qualidade do atendimento é excelente. Não temos algo parecido em meu país. É um modelo muito interessante pra ser aplicado lá”, concluiu a jornalista.

“O trabalho para a jornada começa com um ano de antecedência, com uma equipe de enfermeiros realizando a triagem desses pacientes, avaliando os casos de cirurgias mais simples. Depois as comunidades são divididas, e deste modo, sabemos onde os pacientes estão para montar a logística de transporte destas pessoas para que sejam realizados os procedimentos. Temos um fluxo de barcos que fazem o translado destes pacientes de suas comunidades até a base onde serão realizadas as cirurgias. Duas embarcações buscam alternadamente os pacientes que vão passar pelo procedimento cirúrgico. Assim, enquanto um grupo passa por todo o processo na Comunidade do Mentai, desde o acolhimento, avaliações médicas, cirurgia e acompanhamento pós-operatório, a outra embarcação sai para o deslocamento da próxima comunidade que será atendida”, contou Dr. Fábio Tozzi, médico cirurgião geral e vascular do HRBA e um dos Coordenadores do Projeto.

A Equipe dos Expedicionários da Saúde já existe há nove anos. Nesse período, já ultrapassaram a marca de 3 mil cirurgias e mais de 20 mil atendimentos realizados em comunidades indígenas e ribeirinhas.

“Este ano a equipe é composta por 35 membros, todos voluntários. São 20 médicos cirurgiões, 05 enfermeiros e 10 profissionais de logística, responsáveis pela montagem de toda a estrutura elétrica para o funcionamento dos Centros Cirúrgicos. Contamos com a parceria dos órgãos de saúde, com doação de insumos, fornecimento de medicamentos e profissionais da área para composição da equipe de atendimento e a alimentação tanto para os pacientes, quanto para os profissionais envolvidos na ação. O apoio dos comunitários também foi bastante significativo. A partir de experiências em outras expedições, eles organizaram todo o espaço onde seriam montados, o centro cirúrgico e o espaço para o pré e o pós-operatório. A comunidade está realmente de parabéns pela organização”, ressaltou Márcia Abdala, Coordenadora dos Expedicionários da Saúde.

A lavradora Inocência Anjos da Gama, 68 anos, reside na Comunidade São José I e participa da Jornada pela primeira vez. Após avaliação do anestesiologista passará por cirurgia oftalmológica para tratamento de Catarata no olho esquerdo e avaliação do comprometimento pela doença no olho direito. Afirma que o projeto é muito importante para a melhoria da qualidade de vida de pessoas como ela, que moram em áreas muito afastadas e de difícil deslocamento e já está em idade avançada. Além disso, ela não teria condições de se manter em Santarém, caso a cirurgia fosse realizada na cidade. “Com a Jornada fica muito mais fácil. A cirurgia é marcada e os próprios enfermeiros vão até minha comunidade buscar todas as pessoas que vão ser operadas. Chegando aqui já tem um lugar onde posso permanecer depois da operação com minha filha que está me acompanhando. Temos alimentação, lugar para ficar e amanhã eles me levarão para casa”, concluiu Dona Inocência.

Dionor Figueiredo de Moraes, 38 anos, morador da Comunidade Cachoeira do Aruã, aguarda para realização do procedimento de Hérnia Inguinal. “Há três meses essa mesma cirurgia foi marcada pra mim em Santarém. Mas, não tive como chegar até lá e acabei não comparecendo para a cirurgia e agora terei a oportunidade de realizá-la”, contou Dionor, que explica que seu pai também passou por Cirurgia Oftalmológica na última Expedição, para tratamento de Catarata, e está bastante satisfeito com o resultado após um ano do procedimento realizado.

Para o Diretor Geral do HRBA, Hebert Moreschi, a parceria nessas ações é importantíssima para levar ações de saúde a localidades de difícil acesso. “O Governo do Estado do Pará, a Pró-Saúde e o Hospital Regional do Baixo Amazonas tem muito orgulho de serem parceiros dos Expedicionários da Saúde na VII Jornada Cirúrgica do Rio Arapiuns. Já participamos desse mesmo projeto em anos anteriores e o resultado é sempre excelente, pois conseguimos levar assistência de qualidade e resolutiva a Comunidades muito distantes de grandes centros em que o acesso é um grande fator dificultador. Esse projeto se adapta perfeitamente à realidade na nossa região e com certeza estaremos presentes nos próximos anos”, conclui Hebert.

Fonte: RG 15/O IMpacto e Ascom/HRBA

6 comentários em “Hospital Regional participa da VII Jornada Cirúrgica do Rio Arapiuns‏

  • 24 de agosto de 2012 em 18:39
    Permalink

    Maravilha de trabalho. Muito bom isso, levar assistência a quem precisa e não consegui se deslocar para Santarém.

    Resposta
  • 24 de agosto de 2012 em 12:52
    Permalink

    Realmente é uma excelente demonstração de como se deve fazer saúde na nossa região. É de ações desse tipo que nossa população precisa.
    O Regional tá de parabéns pelo trabalho desenvolvido e torço pra que ele se estenda a outras comunidades também.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2012 em 22:17
    Permalink

    O HRBA mostra que é possível fazer um trabalho de qualidade levando atendimento às comunidades mais distantes.
    Congratulo a equipe do HRBA pelo belo projeto.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2012 em 19:28
    Permalink

    Esse projeto é realmente sensacional e faz a diferença mesmo. O Hospital Regional é Show de Bola.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2012 em 15:16
    Permalink

    Fico muito feliz em ver iniciativas como essa.
    Nota 10 para Hospital Regional e Secretaria Municipal de Saúde.

    Resposta
  • 23 de agosto de 2012 em 09:28
    Permalink

    Que trabalho legal. Isso sim é um exemplo de que é possível realizar um trabalho de qualidade e resolutivo pra nossas comunidades mais distantes e carentes.
    Parabéns ao HRBA, a SEMSA e a todos os parceiros envolvidos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *