Informe RC

LULA VIROU RÉU

Com tantos processos, de causar inveja aos companheiros do PT, o ex-presidente Lula agora virou réu numa das muitas ações que responde por corrupção em algumas instâncias da Justiça, como São Paulo, Paraná e Brasília. O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, acatou denúncia apresentada pelo Ministério Público e o transformou em réu, acusado de obstruir o trabalho da Justiça, tentando comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobrás, Nestor Cerveró, um dos delatores da Lava Jato, do esquema de corrupção que atuava na estatal, subtraindo bilhões de reais do cofre da petroleira. O juiz deu prazo de 20 dias para Lula se explicar sobre a acusação, bastante documentada em vídeos gravados, por autorização de um ministro do Supremo, por um filho de Cerveró e entregue ao Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, autor da ação.

FALTA POLICIAMENTO

No que pese a boa vontade do Superintendente Regional da Polícia Civil em Santarém, Gilberto Aguiar, a Segurança Pública, em Santarém, nunca esteve tão precária quanto agora. Talvez pela falta de delegados para suprir o afastamento dos policiais políticos (6), que se afastaram para tentar conquistar uma cadeira na Câmara Municipal, ou mesmo a Prefeitura, já que um é candidato a prefeito, todos gozando das vantagens oferecidas pela legislação eleitoral, como pagamento de salários por 90 dias para ficarem de pernas pro ar ou turbinarem suas candidaturas. Enquanto isso acontece, marginais tomam conta da cidade durante 24 horas do dia, assaltando residências, comércio e transeuntes, maioria do ramo do crime usando traje de mototaxista, foragidos da Justiça de municípios vizinhos, passando, enquanto não são pegos, como gente boa. A regional de polícia, na situação em que se encontra, sem viaturas ou material humano, o delegado Gilberto está quebrando o galho.

FALTA DE CEMITÉRIOS

Parece que a obrigação da Prefeitura com a limpeza dos cemitérios da cidade é somente nos dias das mães, pais e finados. Quem entra no Dos Mártires, fica horrorizado de ver tanto lixo, resto de materiais de construção espalhado e um matagal cobrindo caminhos, sepulturas, e a quantidade de galhos e folhas secas, impedindo a passagem de parentes e amigos dos mortos, propenso a um fogaréu de grandes proporções. A falta de um cemitério tem sido um desafio a muitos prefeitos, onde parte pobre da população não tem onde enterrar seus mortos e ficam estendendo as mãos à caridade pública a fim de levar os falecidos para campos santos das colônias e do interior do município. Quando pessoa importante, junto ao prefeito, à alta sociedade, é vapt-vupt, o lugar é conseguido no dos Mártires ou Batista. Quando é desprovido desses adjetivos, o pobre que se vire nos 30.

RESPOSTA A PESSOA ERRADA

A Celpa Equatorial diariamente continua a apoquentar a vida de seus usuários com paradas bruscas e oscilações constantes, que causam prejuízo aos consumidores da energia elétrica. Mês passado, a titular da Secretaria Municipal dos Transportes desabafou: “a Celpa é culpada pelo caos no trânsito em Santarém”. Verdade. Esta sacanagem com o consumidor causa a queima de aparelhos, onde se inclui semáforos, colocando em risco a vida de pessoas no trânsito, nos hospitais e postos de saúde. Na edição anterior deste jornal, um engenheiro da Celpa afirmou que a maioria das trombadinhas da empresa em julho, mês de férias, foi causada por pipas. Que seja, mas o funcionário não devia desmentir a secretária, já que a empresa não indeniza os prejudicados, que, cansados, não registram queixas e nem mais acreditam em explicações. A paciência do povo tem limite. Um dia a casa cai.

BOM GOVERNADOR

Para um cidadão comum, desprovido de paixão por políticos e partidos, o governador Simão Jatene (PSDB), nesses cinco anos e meio de governo de um mandato de oito anos, tem sido um bom gestor, devolvendo em obras o que o estado recebe em tributos. Recente, em pesquisa feita pelo IBGE, colocou o Pará como líder num ranking nacional de produção industrial, com crescimento de 9,6%. Semana passada, Simão Jatene esteve em Santarém, onde visitou o Hospital Regional, verificando as instalações de um tomógrafo para atendimentos ao público e da UTI, ampliada de 19 para 43 leitos, posteriormente se deslocando para Monte Alegre, indo para Santana do Tapará, onde inaugurou 85 km na PA-255 de pavimentação asfáltica, interligando o porto das balsas ao centro do município vizinho. Ainda têm desavisados com a realidade, que afirmam do governador ter abandonado a região.

NÃO LEVOU SORTE

Santarém talvez seja a única cidade que, independentemente da boa vontade da prefeita anterior, que conseguiu recursos do PAC, não tenha tido sorte com a implantação das moradias do Programa Federal Minha Casa, Minha Vida, destinadas a pessoas de baixa renda, financiadas, a perder de vista, pela Caixa Econômica Federal. No segundo trimestre do ano, a ex-presidente Dilma entregou, em precárias condições, as casas do Residencial Salvação (3.081) na rodovia Fernando Guilhon, sem condições alguma de serem habitadas devido à falta de serviços públicos para atender aos moradores e por ainda não terem encontrado como dar vazão às águas usadas e às das chuvas, em períodos invernosos, e a tendência natural é da maioria das casas se transformar em favela. Recente, fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego embargaram as construções dos blocos do Residencial Moaçara I e II, que passaram, por mais de ano, pegando água e chuva, por não oferecer segurança, e sua estrutura oferecer perigo aos pretensos compradores.

SEGURO DEFESO

Nestas eleições de outubro, no que pese o interesse do Ministro da Agricultura do governo Temer, em alguns estados, ainda vão enfrentar a existência de pescadores piratas recebendo o Seguro Defeso (4 salários mínimos por ano), implantado na administração do PT (Lula e Dilma), principalmente no Pará, que vai influenciar no resultado final em alguns municípios. A Polícia Federal, a quem cabe fazer a depuração das imoralidades de quase 1,5 milhão de registrados na antiga Secretaria da Pesca, já suspendeu o registro de 256 mil falsos pescadores e descobriu, entre eles, a existência de pedreiros, taxistas, flanelinhas, professores, vereadores e prefeitos, os quais mamavam anualmente, bilhões de reais de dinheiro da União. Pra acabar, ainda vão passar muitos anos.

MELHORANDO OS NEGÓCIOS

Como o Código de Posturas do Município não é respeitado e nem a Seminfra dispõe de fiscais necessários para dar um basta, principalmente nesta época de eleições, onde as coisas sérias da cidade não são obedecidas, o prefeito Alexandre Von deveria liberar os espaços das calçadas para a expansão de comércio informal, como lanchonetes e venda de alimentos, quando o “proprietário” constrói coberturas para agasalhar os fregueses em prejuízo dos pedestres, que, para circular no que tem direito, como manda a Constituição, é obrigado a caminhar pelas ruas, colocando suas vidas em risco. Qualquer dia vão começar a construir piscinas, o que deve dar um “aspecto bonito” à cidade, já que a Prefeitura não dispõe de uma secretaria de turismo para dar um basta nessa esculhambação.

RETORNO DA VIGARICE

Está de volta a lugares de muito movimento de pessoas, principalmente nos finais de semana e dias de pagamentos de aposentados, como em frente a bancos, supermercados e mercados públicos, carros equipados de som com músicas e falas previamente gravadas, com um falso doente coberto por lençóis deitado, com cara de defunto, no banco traseiro, pedindo aos corações bondosos uma ajuda para comprar remédios ao “enfermo” em estado terminal, desenganado da medicina, podendo falecer a qualquer momento. Nos sábados, a partir das 9 horas da manhã, um dos veículos entoando hinos religiosos e muita falação, dá reiteradas voltas em torno do Mercadão 2000, colhendo donativos. Em Itaituba a Polícia acabou, prendendo os vigaristas. Aqui em Santarém, como se não bastasse a bandidagem assaltando, levando bolsas, dinheiro e celulares, agem a vontade sem serem incomodados. O delegado Gilberto Aguiar devia acabar de vez com essa malandragem e mandar entoarem o hino noutra freguesia.

MAZELAS: CONFIRA SEU VOTO

COZINHEIROS – Projeto “Chefes”, na Orla da Cidade e na Praça da Matriz, causa polêmica em Santarém. Fumaça pra todo lado. – SUJEIRA – Mato e lixo proliferam na praia em frente à Praça Tiradentes. – COISA RUIM – Microssistema de água no bairro do Diamantino vira calamidade pública. – POVO CONTRA – Medida drástica da Arcon revolta produtores da região, com tabelamento de preços. – CLANDESTINOS – Do líder classista José Raimundo da Silva: “a Secretaria Municipal de Trânsito deixa muito a desejar no combate aos mototaxistas clandestinos”. – ABANDONARAM O BARCO – PP e PROS desistiram de apoiar a reeleição de Alexandre Von. – RECEBEM ORDENS – Do presidente do Sindicato de Professores Municipais de Santarém, Carlos Assis: “a Câmara Municipal ainda é submissa ao prefeito”. Nem todos. – INSATISFAÇÃO – Maioria dos condutores de veículos não está satisfeita com as constantes mudanças de mãos no trânsito. Em muitas artérias, podem causar transtornos. – MAIS UMA BOQUITA – Santarém ganhou mais um porto improvisado na Orla em frente aos Correios, causando danos ao patrimônio público e rebuliço no trânsito. Mais uma boquita para os barcos não pagarem impostos. Alô, Prefeitura e Capitania dos Portos. – SINAL VERMELHO – Moradores do bairro da Floresta interditaram a avenida Moaçara, uma das mais movimentadas da cidade. Reivindicam, há bastante tempo, da Prefeitura: melhora na trafegabilidade, água, luz e segurança. – CRISE – Governador Jatene, quando de sua visita a Santarém, culpou a crise financeira pelo atraso de algumas obras, mas breve vai concluir. Como goza de crédito com a população, resta esperar. – Essas deficiências da administração do município, onde o menos culpado é o prefeito, candidato à reeleição, vão votar, em outubro, nos candidatos da oposição.

ATOS E FATOS

Do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, também presidente do TSE, acerca dos partidos que viraram bom negócio: “alguns partidos deviam estar inscritos na Junta Comercial”. – SIMANCOL – Do senador Ricardo Ferraço (PMDB/ES), acerca da criação de clausulas de barreira: “a manutenção do atual sistema político é uma marcha à insensatez”. – QUEDA – O financiamento imobiliário, com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo, caiu 49,5%. Igual as paradinhas bruscas e oscilações da Celpa Equatorial no Pará. – A FONTE ESTÁ SECANDO – A esposa do ex- presidente Lula entrou na Justiça com ação de indenização de 300 mil reais contra a OAS e a Cooperativa dos Bancários (BANCOOP). Quer de volta o dinheiro que dizem ter sido furtado da Petrobrás, referente a compra de um tríplex em Guarujá, São Paulo. Parece mentira. – FICHARAM O BANDO – A Polícia Federal indiciou o ex- ministro do Planejamento e Comunicações, Paulo Bernardo, e outros 9, por corrupção passiva e por comandarem uma organização criminosa que faturou acima de 100 milhões em empréstimos consignados a funcionários do Ministério do Planejamento, parte para os cofres do PT. Falam que a parte do dinheiro que coube ao ex- ministro, chefe da quadrilha, foi investido em eleições da patroa, senadora Gleisi Hoffman, que também tem contas a prestar com a Lava Jato. – ABSURDO – A defesa do presidente Lula recorreu à ONU contra o juiz Sérgio Moro. Argumentam os advogados como violação da Convenção Internacional de Direitos Políticos e Civis e abuso de poder. A Associação dos Magistrados Brasileiros divulgou nota de repúdio a esse pedido da defesa do ex-presidente e da corte internacional ter como prioridade o combate à corrupção da qual o Lula usou e abusou por mais de 13 anos. – EFEITO PT – No Brasil, mais de 500 mil vagas de emprego com carteira assinada foram fechadas neste primeiro semestre. Em 12 meses, acima de 1,7 milhão de vagas foram eliminadas, constituindo-se na maior recessão da economia nos últimos 25 anos. – CRÍTICA – O juiz Sérgio Moro criticou a lei sobre crime de abuso de autoridade que Renan Calheiros quer colocar em votação no Senado neste início de mês. Moro declarou que, se a lei for aprovada, vai intimidar juízes, promotores, procuradores e policiais. Será que passa? – ATÉ QUE ENFIM – A Justiça do Rio Grande do Sul decidiu levar a Júri Popular os 4 acusados como responsáveis pelo incêndio da Boate Kiss, que, em janeiro de 2013, tirou a vida de 242 pessoas e deixou mais de 600 feridos. Como estão livres como passarinhos, como se ninguém tivesse morrido, e para continuar como estão, vão recorrer da decisão da Justiça. – FESTA DO ARROMBA – Prestes a ter o mandato cassado pelo Plenário da Câmara, o milionário deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), que renunciou à presidência da Câmara dos Deputados, deu um churrasco do arromba em Brasília, na residência oficial, onde residiu por um ano e meio. O deputado e a madame, enrolados na Operação Lava Jato, agradeceram, com direito a cantantes, muitas flores e muito luxo, aos funcionários que lhe prestaram ajuda quando eram reverenciados como deuses do baixo clero (deputado sem expressão política), aos quais mantinha com ajuda financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *