Informe RC

ENTREGUE ÀS TRAÇAS

No que pese os esforços do atual delegado superintendente da Polícia Civil na região, Gilberto Aguiar, a situação da Polícia, em Santarém, com delegados políticos (6) afastados do cargo para concorrerem às eleições de 02 de outubro, a segurança da população é como se não existisse. As famílias estão à mercê da bandidagem, traficantes de drogas e bandidos motorizados com traje de mototaxistas, assaltando casas residenciais, comércios, transeuntes e, de vez em quando, tirando a vida de um. Como se vivêssemos num clima de paz, a SUSIPE, a partir de quinta passada, se encerrando ontem, liberou 90 delinquentes para passar e festejar o Dia dos Pais, o que muitos não têm, a não ser a ânsia de faturar. Na edição passada deste jornal, o delegado Luís Paixão, postulante à Prefeitura, declarou que quer acabar com a corrupção. Não disse onde. Enquanto isso acontece, 1 escrivão e 1 investigador da regional local estão respondendo Processo Administrativo Disciplinar, acusados, verdadeiros, de crimes de extorsão. E aí, Paixão, onde é que fica o eleitor?

CHAPA PURO SANGUE

Petistas históricos, fundadores do partido em milhares de municípios brasileiros, reconhecem a situação difícil que atravessa a legenda. Às vésperas da saída definitiva da ex- presidente Dilma Rousseff, depois de 13 anos e 4 meses de poder do PT, lutam para que a legenda não seja extinta em alguns municípios, que não elejam prefeito ou vereadores, para dar sinal de vida. Santarém, nestas eleições de outubro, deu um bom exemplo, oficializou o nome da ex-vereadora Socorro Pena para concorrer a prefeita e do ex-deputado estadual, Carlos Martins, como vice, e 17 candidatos a vereadores. Com cabeça de chapa lutando contra a adversidade, o partido, pelo menos, pode segurar o retorno à Câmara e aumentar o número de seus atuais vereadores.

A VOZ DO PASTOR

Na última edição deste semanário, o bispo da Diocese de Santarém, líder católico na região do Tapajós, reconheceu como pessoa altamente esclarecida, que o momento em que passa o País é delicado, somado à falta de credibilidade dos partidos e da irresponsabilidade do eleitor em saber escolher o candidato a prefeito e vereadores nas municipais de outubro, por depender de seus votos, nestes 4 anos,  setores como Educação, Saúde e Segurança, e não se transforme em desgraça. Por fim, conclui que os políticos que se envolvem em gatunagem sejam julgados como cidadão comum, e não acobertados com o véu da impunidade, da excrecência do Foro Privilegiado, que deixa, na vida pública, cidadãos sem escrúpulos exercendo lideranças políticas, influenciando o resultado das eleições. O mesmo pensamento do bispo recentemente foi exposto em Londrina, numa conferência feita pelo juiz Sérgio Moro, quando declarou do Foro Privilegiado ser uma afronta ao povo e ao mundo jurídico, além de prestar um desserviço à sociedade.

CANSATIVO

Desde sua inauguração em 1987, lá se vão próximo há 30 anos que as instalações do Estádio Barbalhão, maior praça de esporte do interior do Pará, de propriedade do governo do Estado, é servido a entidades religiosas ou para exibição de cantantes famosos, sem que um só jogo não fosse realizado em função do estado do gramado. Está se tornando cansativo, mas faz parte do jogo democrático, as críticas, sem eira e nem beira, ao vereador Reginaldo Campos, presidente do poder Legislativo, vem recebendo por ter se deslocado com recursos da Câmara Municipal para o Rio de Janeiro, numa viagem vapt-vupt, munido de um ofício do Legislativo e do Executivo, pedindo à CBF que encontrasse uma maneira honrosa, sem causar prejuízos aos clubes, para que a Igreja da Paz realizasse no período de 22 a 24 de julho o seu 21º Congresso da Paz, no que logrou êxito, e o dia faz parte, por lei, do Calendário de Eventos do Município. Algum clube, torcedor ou jogador teve prejuízo com isso? Então, aleluia, aleluia… Melhor estar com Deus do que com o capeta, né?

PÉ FRIO

O candidato a político em Santarém, o empresário do ramo hoteleiro, Paulo Barrudada, com passagem por vários partidos, não tem tido sorte em suas boas intenções antes de sua meteórica passagem pelo PMDB, munido de pesquisas espirituosas, que o colocavam na condição de prefeito a ser eleito, vendo o sonho naufragar, quando tentou (segundo um interlocutor) colocar a madame como candidata a vice do ex-deputado Antônio Rocha, agora pretendente a uma cadeira de vereador na Câmara Municipal, pulando do barco gerando inquietação. Semana passada, após o pedido de registro dos candidatos às municipais de outubro, um grupo de democratas analisava se o apoio de Barrudada, com amém de seus superiores políticos ao médico Nélio Aguiar (DEM) não causam estragos a sua candidatura, por ser visto como pé frio, já que as pessoas apoiadas pelo hoteleiro perdem a eleição, como aconteceu com o hoje ministro Helder Barbalho e Maurício Corrêa em 2014. O temor dos democratas é que tenha chegado a vez do Nélio. Será? Bate na madeira!

NÂO CUMPREM O COMBINADO

A nova orla da cidade, que deveria ser entregue em abril, continua parada e o projeto, no valor de milhões de reais, de responsabilidade da empresa de engenharia Carmona Cabrera (a mesma dos conjuntos residenciais Moaçara I e II), repassada a sua irmã siamesa, a espanhola Tragsa, continua parada sem que o responsável da obra (250m de extensão), explique quando os trabalhos serão retomados, já que existe questionamento quanto à colocação de balsas e trilhos, e o rio estar em fase de vazante e não possui calado (altura) suficiente para a instalação das mesmas e a espera causa prejuízo aos proprietários das embarcações. Quando os serviços são executados pela Carmona Cabrera e sua irmã Tragsa, os prejuízos causados pela dupla vêm logo depois.

AUMENTO DA LUZ

Desde o dia 7 (domingo), já está em vigor, autorizado pela ANEEL, o novo reajuste da luz, que ficou 7,5% mais cara para o consumo residencial, o que representa da vida ficar mais difícil, os preços aumentarem e o usuário da luz não tem a quem reclamar, como ocorre com as taxas de telefonia móvel, que no Brasil são as mais caras do mundo. Nada contra a decisão da ANEEL, que não indeniza dezenas de milhões de prejuízos que causou aos usuários da região. Não adianta procurar culpados, se é do governo anterior ou do atual, embora afirme ser efeito do governo passado. Assim como o Congresso, acertadamente, se recusa a votar aumento de tributos, pedindo que busquem novas fontes, os brasileiros não mais suportam esta situação, onde o mais pobre é a maior vítima dessa sacanagem, que pela situação econômica que atravessa o país, vai custar a ter um fim.

ELEIÇÃO DE 1 MILHÃO

Muito antes das convenções partidárias, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em atendimento às normas do ano anterior, um candidato a prefeito, num município como Santarém, com mais de 600 comunidades nas regiões de colônias e ribeirinhas, não pode gastar mais de 1 milhão de reais e, se houver 2º turno, com acréscimo de 31% até a etapa final da eleição, e os postulantes a vereadores, menos de 8% do estimado para o 1% turno. Os tribunais Superior e Regional não devem ignorar que caixa dois sempre existiu e de doações em dinheiro serem entregues em espécie. Não tem inocente e nem leigo em política que acredite dessas importâncias serem o necessário para conquistar o mandato, quando a mixaria é insuficiente para mandar confeccionar santinhos com nome e número do candidato. Bom para quem concorre a reeleição e gasta o da prefeitura, mas para quem se coloca como oposição não tem como, a não ser que seja milionário e concorra com o poder público. Tão cedo, o Brasil não vai ter eleições limpas.

MAZELAS: CONFIRA SEU VOTO

ANTRO – A Serra do Índio, às proximidades do bairro do Santarenzinho, onde vivem em seu entorno aproximadamente 5.000 pessoas, é um patrimônio do Município dominado por bandidos, traficantes e empresários da propriedade alheia, com venda de terrenos. – SÓCIO OCULTO – Da vereadora Ana Elvira Alho: “o Ministério Público do Estado está administrando Santarém”. Será? – AO DEUS DARÁ – Abandono toma conta da Praça do Sairé e de ruas em Alter do Chão. – RUMO AO INFERNO – Candidatos e partidos se aliam com Deus e o Diabo para vencer. – COISA RUIM – Servidores municipais são humilhados na Caixa Econômica Federal. Não tem por que. – VERDADE OU MENTIRA? – O prefeito Alexandre Von está sendo acusado por um morador local de estar enganando comunitários da região do Ituqui. – ESQUECIDOS – Do advogado Celso Furtado: “Estado e Município abandonaram a escola do presídio do Cucurunã”. – QUER DAR UM BASTA – Do policial delegado Luís Paixão, candidato a prefeito: “quero parar com a corrupção existente em Santarém”. Será que tem? – ALÔ POLÍCIA! – Moradores denunciam assaltos na estrada que liga as praias do Maracanã e Juá. – VIROU ANTRO – A Praça Gigi Alho, na Rua do Imperador, no início da Orla da Cidade, é um esconderijo de bandidos e usuários de droga. – TODO MUNDO VÊ – Um eleitor denunciou o que todo mundo enxerga: faixas de pedestres, recém-pintadas, já estão quase todas apagadas. Dinheiro do povo jogado no ralo. – MELHOR MOTEL – O Bosque da Cidade, às proximidades da prefeitura, e próximo a muitos “dançarais”, nas madrugadas, na escuridão, vira o melhor motel da cidade. Com deficiências em todos os escalões da administração municipal, quem mais carrega a culpa, sem merecer, é o prefeito. Mas, se não corrigidas até as eleições, vão votar nos candidatos da oposição.

ATOS E FATOS

APELOU À INSTÂNCIA ERRADA – Do deputado federal Efraim Filho, do PMDB da Paraíba: “como o Lula se acha um semideus, estranhei que ele tenha procurado a ONU e não o Vaticano para reclamar do abuso de poder do juiz Sérgio Moro”. Medo de ser preso. – AVANÇOS NO BOLSA FAMÍLIA – O Ministério da Transparência do Governo Temer estuda um  meio de fiscalização que consiga estancar o fluxo de CPF falsos no Bolsa Família. O antigo Bolsa Escola, criado no governo Fernando Henrique, registrados para receber o benefício, onde dos 13 milhões de beneficiados, 5% são falsificados, ou seja, 600 mil pessoas/mês recebem o dinheiro destinado a pessoas de baixa renda, que vão para os bolsos de vereadores e empresários. – BASTA – Do jornalista e professor da Universidade de São Paulo, Gaudêncio Torquato: “a hora é propícia para moralizar a vida pública e banir da política, aventureiros oportunistas e corruptos”. – BEM PARECIDO – Do deputado Carlos Marun do PMDB-RS: “corrupto, no PT, é igual a doping na Rússia, sempre existiu”. – QUEM CAI 1º? – Como marcam e desmarcam, vamos lá. A presidente Dilma e o ex da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha, se nada mudar, serão os primeiros a serem despachados da vida pública. A presidente será cassada dia 25/08. O deputado milionário, dono de contas em paraísos fiscais, dia 12/09. Ambos são acusados de usufruírem do dinheiro do assalto da Petrobrás. – PEDIDO – O juiz Sérgio Moro pediu ao Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que o empresário, amigo de Lula, José Carlos Bunlai, condenado à prisão pela Operação Lava Jato como um dos assaltantes aos cofres da Petrobrás, em prisão domiciliar, volte a cumprir pena em regime fechado. – DÓI – Deve ser doído à presidente Dilma ver antigos parceiros, que foram ministros ou indicaram pessoas para cargos quando era presidente, votarem, no Senado, pelo seu afastamento definitivo da presidência. Injustiça dói. – SUSPEITA – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mandou investigar o PT por uso de propina, e o partido pode ter o registro cassado. A ação tem como base a Operação Lava Jato, que levantou a prova de que o Petrolão abasteceu o caixa da legenda. – LARGARAM – Neste ano, um milhão e setecentas mil famílias deixaram de pagar plano de saúde. Os altos preços e o desemprego são a motivação. – NÃO RENOVAM O MANDATO – No Senado Federal, os senadores, candidatos à reeleição em 2018, contrários ao impeachment da presidente, nenhum se reelege. – INTIMADOS – Desgraça só quer começo. A Polícia Federal intimou, compareceram e ficaram calados, a esposa e filhos do ex-presidente Lula, donos de grande fortuna, maioria não declarada à Receita Federal. A PF pediu perícia financeira pelos bens não serem compatíveis com seus rendimentos. – LIBERADOS – O juiz federal Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato, liberou o ex-marqueteiro do PT e sua mulher, Mônica Moura. Vão cumprir pena domiciliar com tornozeleiras eletrônicas e proibidos de saírem do país. Devolveram 31,5 milhões do dinheiro recebido no exterior, procedente do assalto na Petrobrás. – AUMENTOU – A Anistia Internacional afirma que casos de morte ocorridos no país, causadas por policiais, aumentaram neste primeiro semestre do ano 100%. Nada a estranhar, os PMs, no Brasil, são os que mais matam no mundo, mas a maioria das vítimas são bandidos.

QUEM PERGUNTA QUER RESPOSTA

Quando a Carmona Cabrera, ou sua irmã espanhola Tragsa, vão concluir os conjuntos residenciais Moaçara I e II? Na opinião dos “senadores” das laterais da Garapeira Ypiranga na Praça da Matriz, o risco é dos conjuntos serem abandonados pela 2ª vez. Será? E como fica o dinheiro já investido pela Caixa?

Deixe uma resposta