Os perigos de Trump na presidência

 

 OS PERIGOS DE TRUMP NA PRESIDÊNCIA

Acho que o mundo inteiro reza para que o candidato Donald Trump do Partido Republicano não ganhe as eleições nos Estados Unidos. É que ele tem um espírito belicoso, prepotente, nacionalista demais e indiferente aos mais necessitados, que é capaz de, nos seus arroubos como Presidente, declarar guerra a outro país e começa a terceira guerra mundial. O candidato é desprovido de conhecimento e de preparo, assim como lhe falta postura de estadista. Estes predicados negativos não o qualificam para dirigir a maior potência do mundo. Espera-se que Hillary Clinton leve a melhor para o bem da humanidade.

EMPRESÁRIO ADINOR BATISTA DÁ SUA VERSÃO DA CONDENAÇÃO

Recebi correspondência do empresário Adinor Batista, onde ele explica os fatos que o levaram à condenação por ato de improbidade, na forma da sentença prolatada. Na sua carta, o empresário explica que tudo se gerou pela realização de atos de gestão na aquisição de móveis de escritório, com uma quantia que caiu na conta do SIRSAN, que não era público, e que com ele foram adquiridos os equipamentos para as 13 regionais da ADEPARÁ, dos quais tem notas fiscais. Informa que não se considera culpado e que a sua condenação se deve a uma interpretação errônea dos fatos, acrescentando que sempre trabalhou com honestidade para ajudar a mudar e extinguir a aftosa no Pará. Disse que está à disposição para as explicações necessárias e que não cometeu qualquer delito. Ficam as explicações, e como não conheço o teor do processo e da condenação, não farei qualquer juízo de valor.

GANHANDO PONTO: O Supremo Tribunal Federal que resolveu decidir por receber a denúncia contra a senadora do PT Gleisi Hoffmann e o marido Paulo Bernando Silva, tornando-os réus por recebimento de propina na Operação Lava Jato, em caixa 2. Com esta atitude, em que foi relator o Ministro Teori Zavascki e acompanhado pelos demais, o casal vai ter que responder mais uma acusação em processo criminal. A notícia teve repercussão positiva na sociedade brasileira, visto que, há tempos se esperava uma atitude mais enérgica do STF com referência a políticos envolvidos em escândalos e que os processos ficam cozinhando por meses e até anos sem solução.

PERDENDO PONTO: O Governo de Jatene, que resolveu, bem nas proximidades das eleições municipais de Santarém, determinar a pintura horizontal das ruas asfaltadas em Santarém pelos três últimos prefeitos: Lira Maia, Maria do Carmo e Alexandre Von. O ponto negativo da ação do Governador é que as pinturas feitas através de contratação pelo Departamento de Trânsito do Estado (DETRAN), usam materiais de qualidade inferior e que já estão apagando com o sol, o trânsito de veículos e algumas chuvas. Não fosse este fato, a medida seria de grande importância. Pena que vão durar pouco. Aliado a estas sinalizações, bem que o Governador poderia ter reiniciadas as obras do Estádio, do Ginásio Poliesportivo, e a mais importante, do sistema de abastecimento d’água de Santarém, prometida há anos e nunca realizada. A medida quis favorecer seu candidato a Prefeito, Alexandre Von, mas por ser omisso na conclusão das outras obras e pelo abandono que relegou Santarém, o eleitor não vai deixar se enganar. O voto é a resposta!

PONTUANDO: # Liberdade concedida – O juízo criminal de Santarém já expediu alvará de soltura para o elemento João D’arc Nascimento, aquele que assaltou várias e várias mulheres – algumas até com agressões – usando uma moto Brós laranja e que deu um trabalho enorme para as Polícias Civil e Militar colocá-lo atrás das grades. O pior é que voltará a assaltar de novo, até porque sua moto de uso no crime vai ser liberada. Sinceramente, atos desta natureza desestimulam a polícia, traz insegurança para a população e estimula o bandido a roubar de novo. Registre-se, que foi preso em flagrante e nem passou 10 dias preso por seus atrevidos assaltos. Muito decepcionante!  # O eleitor e o direito de fiscalizar – De olho na conectividade cada vez maior dos brasileiros, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desenvolveu 11 aplicativos para smartphones e tablets para que os eleitores participem mais ativamente do processo eleitoral deste ano. Com os apps, é possível acompanhar o resultado das eleições municipais, fazer denúncias de irregularidades e até participar da verificação do número de votos registrados nas urnas eletrônicas. # Atenção para este aplicativo do TSE. Uma das principais apostas do TSE para este ano é o aplicativo Pardal, que permite que os eleitores façam denúncias de propaganda eleitoral irregular, tanto nas ruas como na internet e em veículos de comunicação. A denúncia é feita pelo próprio aplicativo, com o envio de fotos, vídeos ou áudios. # Esquentando os batuques – Depois de amanhã estaremos nas urnas para exercer o direito universal ao voto. Por isso mesmo os ânimos já estão se exaltando e os correligionários dos candidatos puxam brasas para suas sardinhas. Alguns puxam brasas apagadas e o fogo murcha. Outros, o fogo é tão grande que nem precisa alimentá-lo mais. Logo à noite saberemos quem ganha e quem perde. # Segurança desprotegida – Santarém atravessa uma fase de total insegurança pública. São tantos os crimes que as Polícias Militar e Civil, por mais que se desdobrem não conseguem conter a bandidagem. Ultimamente, os homicídios têm sido a linha de frente dos casos na cidade e comunidade. Também pudera, o Governador Jatene não equipa nossas polícias com mais viaturas, mais combustível, mais armas e mais policiais. Ao contrário, retirou daqui o helicóptero da Polícia, que na época das eleições de 2014 circulava fazendo patrulha e dando apoio ao pessoal de terra. Isto ninguém reclama. # Estado do Tapajós – Para os que não sabem, já nas décadas de 80 e início de 90, participei ativamente em várias reuniões, quando exercia a Presidência da Subseção da OAB, pela criação do Estado do Tapajós, e nesta luta contei com a participação dos então deputados Paulo Roberto Matos e Hilário Coimbra, além de empresários e alguns servidores federais. Portanto, os que se arvoram como o pai da criança, não sabem a luta dos pioneiros. O mais importante: naquela época não se olhava a cor partidária, tampouco a posição do Governo do Estado. # Ainda sobre o Estado do Tapajós – Na internet, muitos disseram que, quem hoje está ao lado do Jatene, como o Olavo Neves e o Alexandre Von, continuam a lutar pelo Estado do Tapajós. Desafio a me mostrarem e ao povo, um ato se quer de manifestação a favor da criação (palestra, blitz de convencimento, seminários, panfletagem, etc.). Nada, absolutamente nada! Podem até ter lutado no passado, mas o interesse pessoal se sobrepôs às aspirações do povo. Só lero-lero!  # Atacadão em Santarém – A cidade recebeu de braços abertos o Atacadão do Carrefour em Santarém, o qual abastece com grande variedade de produtos e preços módicos a população. Foi um grande investimento. Aliás, as pessoas perguntam o quanto efetivamente custou o grande terreno onde foi instalado, que deve ter gerado na compra do mesmo, uma parcela significativa do Imposto de Transmissão Inter Vivos para o Município e também outra parcela para a Receita Federal pela alienação do bem no preço que chegou a milhões. # Iate Clube – Alguns associados reclamam das filas para uso da rampa de acesso aos boxes para suas lanchas e Jet Sky. A reclamação é maior, porque uma empresa do ramo de produtos náuticos tem acesso livre àquela rampa para usá-la quando vai demonstrar os seus produtos ou testar no rio, as revisões feitas em suas oficinas. Para isso, aumentam as filas pelo aumento de embarcação a serem baixadas ou recolhida, com prejuízo para quem paga para ter este direito. É justo?  # Lei Seca – A Polícia Civil baixou portaria proibindo consumo de bebidas alcoólicas na época das eleições. Não acho adequada a atuação da Polícia em baixar portaria neste sentido, até porque não é da sua alçada legislar. Antigamente era o Juiz Eleitoral quem baixava a determinação. Mas tudo bem, fica determinada a proibição de zero hora de domingo até às 18 horas do mesmo dia. É uma medida salutar.  # Suspensão das prisões – Na forma do art. 236 do Código Eleitoral estão suspensas qualquer prisão ou detenção de qualquer eleitor (lembrem-se, ELEITOR), nos cinco dias antes das eleições e 48 horas depois do encerramento desta, ou seja, iniciou-se dia 28/09 com término em às 17 horas de terça-feira, 04/10. É muito tempo para deixar bandidos soltos (isto se forem ELEITORES com o seu Título), pois não há necessidade para este salvo conduto da lei. Em outras palavras, mesmo com prisão preventiva decretada a pessoa não pode ser presa, somente em flagrante ou em caso de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo conduto. Muita moleza! # E os idosos continuam trabalhando – Mais de um terço dos idosos que já estão aposentados continuam exercendo alguma atividade profissional, é o que aponta a pesquisa realizada em todas as capitais pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). O índice é de 33,9%.  # Temer não pagará honorários de réus da Lava Jato – O Governo Federal está solicitando da Petrobras e de outras 23 empresas estatais, informações a respeito dos gastos feitos por elas na contratação de advogados para defender diretores das mesmas implicadas por corrupção na Operação Lava Jato. Como se trata de acusações criminais atribuídas aos integrantes dessas empresas, o Governo entende que as defesas não são feitas pelos advogados em caráter institucional, mas no interesse pessoal de cada diretor implicado. Provavelmente vai mandar que eles paguem os custos dos honorários que saíram dos nossos bolsos.  # Pós-eleição – Só quero ver a continuidade dos trabalhos do atual Prefeito de Santarém após as eleições, ele ganhando ou perdendo. Se perder não vai aplicar mais nenhum prego. Se ganhar (o que espero não aconteça) teremos quatro anos sem qualquer ato de gestão importante. Talvez, só o que sempre realiza o Secretário de Infraestrutura, Edilson Pimentel, o qual o tenho na conta do único Secretário que produz, mesmo com os freios de concentração de poder do Alexandre. Para ser justo, tiro para o Edilson, o chapéu. # O abraço vai para a minha amiga e colega de orações da novena de terça-feira, Rute Sá, esposa do empresário Newton Alves de Sá, que também é leitora e fá desta coluna, como já me confidenciou.

 

 

Deixe uma resposta