Bocão Ed. 1126

SISTEMA PRISIONAL FALIDO

O advogado José Ronaldo campos, em contato com a coluna, falou sobre os últimos acontecimentos envolvendo a Penitenciária de Cucurunã, com muitas fugas e mortes sem controle. “Quem administra a penitenciária é o executivo/governo estadual. Os servidores são nomeados por ingerência político-partidária, sem concurso público. O ‘Q.I.’ dos contratados é aferido pelo prestígio político do Vereador ou Deputado que o indicou etc… Sempre foi assim. Aí está o resultado! Cobrem do Governador!!! Ou do fiscal da lei!!!”, declarou José Ronaldo.

SISTEMA PRISIONAL FALIDO 2

Advogados denunciam que a situação está caótica. Um operador do direito revelou que apresentou alvará de soltura às 14 horas e o cliente e só foi liberado depois das 21h. Infelizmente a demora não foi a única situação, para surpresa da pessoa que estava presa, na sua saída da casa penal, não devolveram os objetos que estavam com ele quando chegou ao presídio. Conclusão, ele saiu descalço, pois seu par de  tênis sumiu, juntamente com todos os documentos pessoais que possuía.

LIXÃO NAS RUAS DE SANTARÉM

O final do governo Von ficará marcado na história de Santarém. Obras que não foram concluídas, contas que não foram pagas e deixadas para o próximo governo. Mas um fato que está deixando os santarenos bastantes revoltados, está relacionado à falta de coleta de lixo. As ruas estão cheias de mato e o lixo está em todos os locais. Um morador da Rua Girassol, no bairro Jardim Santarém, denunciou à coluna que há vários dias que o carro da coleta de lixo não passa por lá, fazendo com que eles disputem os espaços na rua com urubus, ratos e baratas. É muito descaso com a saúde da população santarena.

CRIADOURO DA DENGUE

Com as constantes chuvas que estão caindo em Santarém e com a falta de limpeza e manutenção dos logradouros públicos, o mosquito da dengue está se proliferando na cidade. Um dos locais com maior números de casos são os cemitérios, que não são limpos há muito tempo. Apesar da preocupação da Divisa em combater a doença, o Aedes Aegypti está se reproduzindo. Um funcionário da Divisa falou á coluna que é importante se fazer a manutenção da limpeza do local, tanto por parte da administração quanto dos responsáveis pelos túmulos, para evitar a proliferação da doença. Enquanto isso não acontece, a população fica à mercê desse mosquito.

MÁFIA DO TFD

Em uma matéria publicada pela reportagem do Jornal O Impacto em fevereiro de 2013, o vereador, naquela época, Paulo Gasolina, denunciou a máfia do TFD (Tratamento Fora do Domicílio) que tinha se instalado em Santarém. Na ocasião, Paulo Gasolina disse: “Tem uma quadrilha agindo ilegalmente, com os recursos do TFD, porque acolhem pacientes de outros municípios, usando endereços que muitas das vezes não existem e internam como se fossem de Santarém. Já denunciei o caso para a secretária de saúde Valdenira Menezes da Cunha; para o diretor do Hospital Municipal de Santarém; para o superintendente da Polícia Civil, delegado Gilberto Aguiar e; para o diretor da Seccional de Polícia Civil, Nélson Silva, para que a gente possa fazer uma investigação e posamos dar fim a essa quadrilha que usa pessoas incautas para ganhar dinheiro”.

MÁFIA DO TFD 2

Segundo Paulo Gasolina, isso é uma indústria ilegal que está sendo praticada por pessoas inescrupulosas em pessoas carentes que deixam seus municípios de origem em busca de tratamento médico no município de Santarém. Segundo o Vereador na época, muitas pessoas usam desse artifício ilegal para ficar com o dinheiro e não repassam aos doentes, muito menos ao Município que recebe os pacientes, neste caso, Santarém. Muitas dessas denúncias, são de que estão sendo usados até endereços fictícios para poder justificar as internações no Hospital Municipal. A triste realidade constatada pelo Vereador é de que em cada dez pacientes atendidos nos hospitais públicos de Santarém, seis são vindos de outros municípios. Outro detalhe é que o Censo determina que os recursos públicos da saúde venham de acordo com o número de habitantes do Município. “Então, se Santarém atende mais pessoas de outros municípios, fica impossibilitado em atender aos pacientes que moram no próprio Município. Nesse caso, os recursos não chegam para atender a saúde pública como deveria ser”, disse Paulo gasolina naquela época.

MÁFIA DO TFD 3

Agora esse mesmo escândalo foi descoberto em Belém e o Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal entraram em campo para desbaratar essa quadrilha que está usando pessoas inocentes para roubar dinheiro da saúde pública. O nome de Paulo Gasolina está sendo mencionado constantemente na mídia de Belém, como sendo um dos primeiros que havia denunciado essa máfia. Paulo não conseguiu se eleger Vereador, ficou como 1º suplente, mas é um nome muito forte para fazer parte da Câmara Municipal de Santarém.

SOS ALTER DO CHÃO

Leitor da coluna entrou em contato para relatar as condições precárias que a Vila Balneária encontra-se. “O Posto de Saúde de Alter do Chão está funcionando nestes dias de fim de ano sem as mínimas condições do atendimento básico! A Vila está cheia de turistas e naturalmente existe muito atendimento e as enfermeiras e médicos não dispõem de medicamentos e material como luvas, e etc!”, disse.

SOS ALTER DO CHÃO 2

Outra questão é a péssima situação de infraestrutura das ruas e vicinais da comunidade. Crateras por todo lado. Lixo e vegetação tomam conta dos logradouros públicos. Com certeza esse não é o cartão postal que todos querem ver nas férias.

FELIZ ANO NOVO!

Mais um ano se finda, 2016 foi um ano intenso, emocionante, cheio de surpresas boas e outras nem tanto. O jornal O Impacto, através da coluna, deseja aos seus leitores, clientes e colaboradores muita sabedoria para 2017. Sim! Sabedoria! Pois somente com ela poderemos levar as coisas boas de 2016 para o ano que se inicia, bem como aprender com as decepções e erros do ano que cessa. Que todos os nossos projetos e sonhos possam se realizar em 2017, que gozemos de plena saúde para desfrutarmos de cada dia junto à família e amigos.

Amor, compreensão, empatia e mais uma vez, Sabedoria!

E acima de tudo, que Deus esteja sempre no comando de nossas vidas! Feliz ano novo!

Por: Emanuel Rocha

12 thoughts on “Bocão Ed. 1126

  • 30 de dezembro de 2016 at 8:18 am
    Permalink

    MAS A SAFADEZA DO ALEXANDRE VON FOI GRANDE.
    NÃO PRECISA IR PRA ALTER DO CHÃO, PRA DIZER QUE NÃO TEM NADA NO POSTO DE SAÚDE, SÓ VCS OLHAREM O HOSPITAL MUNICIPAL AQUI, NÃO TEM NADA DE MEDICAÇÃO E SE QUISER FAZER UM CURATIVO, VC TEM QUE CHEGAR COM O MATERIAL

    PUTARIA É GRANDE

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 8:26 am
    Permalink

    Santarém virou um caos. A marginalidade está se alastrando. Esse final de ano parece que está pior do que os anteriores. E ninguem do poder público se mobiliza.

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 8:28 am
    Permalink

    Essa arrumação de soltar os presos final do ano, foi terrível… Muitos assaltos em Santarém, as pessaos andam sobressaltadas… mas também a sacanagem é tão grande, que presos fogem com a maior facilidade daquele tal de presídio. Cadê o diretor? cadê as autoridades que não chegam pra dar um basta na pilantragem?

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 8:29 am
    Permalink

    Esse problema do lixo é questão de saude pública. O bairro do Jardim Santarem é um bairro central e ja acontece essas coisas, agora imaginem nos bairros perifericos onde os olhos públicos nao alcançam?

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 8:32 am
    Permalink

    O poder público nao manda recolher o lixo, ou não dá condiçoes para que as empresas façam isso. Tem ruas intrafegaveis onde não se pode entrar para pegar o lixo. Que se acumula nas ruas onde se proliferam todo tipo de pestes que vem a trazer doenças para a população.

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 8:42 am
    Permalink

    Pessoal nao quer investir em Alter do Chão. Só querem saber de super faturar tudo que acontece na Vila e nao dão condições de segurança para os turistas e frequentadores locais. Uma tristeza ver nosso Caribe Amazônico tão abandonado pelo poder público.

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 8:54 am
    Permalink

    Se cada um fizer sua parte, limpar seu quintal e evitar água parada ajuda e muito a combater o mosquito. Eu mesmo não espero pelo Alexandre não, faço a capina da rua de casa por minha conta, não deixo água parada e lixo no quintal, dessa forma protejo minha família.

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 8:59 am
    Permalink

    Espero que em 2017 toda equipe do Jornal o Impacto tenha um ano novo cheio de realizações genuínas, e que continuem fazendo a diferença em nossa cidade e grande região. Desejo toda sorte de bênçãos e muitas felicidades nesse novo tempo que se aproxima.

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 9:21 am
    Permalink

    E se o prefeito cortasse as verbas de gabinetes dos vereadores vazios e improdutivos da Câmara Municipal? Porque vamos falar serio, lá ganham muito e nada produzem. Agora deixar faltar remédios nos postos de saúdes para população carente isso ele sabe fazer com uma facilidade.

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 9:22 am
    Permalink

    SOS Alter do Chão, sobre a falta de medicamentos e médicos em postos de saúde: Quem foi às ruas pedir fora Dilma, queria hospitais padrão FIFA!!! Tá aí, toma distraído!!!!!!!!

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 9:25 am
    Permalink

    O golpe destruiu o país, uma crise inventada, que com tanta propaganda, deu certo! Resultado de um povo alienado que se deixou ser enganado e ainda acredita que fez o certo.

    Reply
  • 30 de dezembro de 2016 at 3:17 pm
    Permalink

    Bocão quentíssimo! As denúncias estão gravíssimas, principalmente no que diz respeito à penitenciária de Santarém. Tanto os presos quanto seus objetos ao tempo da prisão são acautelados pelo Estado e ele é o único responsável quando acontece algo. Certamente vão chover ações de indenização. É um absurdo acontecer mortes dentro do presídio, e ainda, sumir com os objetos pessoais do preso…a situação está caótica!

    Reply

Deixe uma resposta