Meia do Atlético-PR está envolvido em homicídio, segundo jornal argentino

Luciano Cabral teria participado de uma briga que resultou na morte de um homem na cidade de General Alvear, na Argentina.

O meia Luciano Cabral, do Atlético-PR, está sendo acusado de envolvimento em uma briga de rua, que resultou na morte de um homem de 27 anos, na cidade de General Alvear, em Mendonza, na Argentina. De acordo com informações divulgadas pelo portal argentino Día del Sur, – que também foram repercutidas pelo jornal chileno, La Tercera, e Olé, da Argentina -, o homem foi espancado no último domingo após as celebrações do Ano Novo e os agressores seriam familiares de Cabral, que também estaria envolvido na briga.

Um homem de 44 anos e um adolescente de 17 estão presos e, conforme, o Día del Sur, Luciano Cabral é esperado na delegacia para esclarecer seu envolvimento.

Luciano Javier Cabral Melgarejo tem 21 anos, é natural de General Alvear, na Argentina, mas é naturalizado chileno por conta de um dos avós. Emprestado pelo Argentinos Juniors, que detém os direitos do jogador, o meia tem contrato com o Furacão até 17 de julho. Ele chegou ao Furacão em julho de 2016 com convocações para defender a seleção argentina e a seleção chilena. Em 2015, jogou o Campeonato Sul-Americano Sub-20 pela seleção do Chile. Na ocasião, o Atlético-PR pagou o valor de R$ 618 mil pelo empréstimo do jogador.

O jogador foi titular em apenas duas partidas, contra Sport e Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, mas ficou em campo os 90 minutos somente contra o time pernambucano. O meia ainda entrou em outros quatro jogos. A última vez que apareceu foi contra o São Paulo, na 26ª rodada. Chegou a ficar no banco na 35ª rodada contra o Fluminense, mas não foi escolhido pelo técnico Paulo Autuori. Em dezembro, o jornal chileno El Mercurio noticiou que o meia estava nos planos do Universidad de Chile para a temporada 2017.

Procurado pela reportagem do GloboEsporte.com, o Atlético-PR informou através de sua assessoria de imprensa que não tem conhecimento do ocorrido.

Fonte: G1

Deixe uma resposta