Município de Placas em situação de calamidade pública

Ônibus escolar depenado e jogado no mato

A prefeita de Placas, Raquel Brandão (PSDB), em seus primeiros dias de trabalho à frente do Executivo Municipal, encontrou uma Prefeitura totalmente abandonada.

Para se ter uma idéia, a situação é tão grave que o galpão onde é guardada a frota de carros se transformou em um verdadeiro cemitério de veículos quebrados. Além de batidos e abandonados na oficina, outros veículos pertencentes à frota oficial estão estacionados com variados defeitos mecânicos na Garagem Municipal.

O secretário de administração Maxweel Brandão esteve no local acompanhado pelo secretário de infraestrutura Orlando Messias, onde presenciaram todo esse descaso. São motos, ambulância, ônibus, caçambas e máquinas pesadas, todos totalmente destruídos. Existem veículos que estão parados há meses, na sua maioria, expostos ao sol e chuva.

Caminhão quebrado e abandonado

Não bastando os prejuízos gerados à infraestrutura do município, a nova Gestão Municipal recebeu um “presente de grego” neste natal e ano novo: Uma dívida incalculável com o INSS que, só referente ao último trimestre de 2016 já passa de R$ 1.300.000,00, sem contar com a folha de pagamento dos funcionários temporários que se encontra em atraso, comprometendo com tudo isso, os pactos e convênios que a Prefeitura tem com o Governo Estadual e Governo Federal. Além disso, a Prefeitura terá que sanar todos esses débitos até o final do mês de janeiro, podendo ter por conseqüência, o bloqueio dos recursos financeiros.

Insatisfeitos com os estragos gerados à população placaense, para encobrir os erros e falcatruas praticadas na gestão passada, recolheram todos os documentos do setor de Licitação e Contabilidade, deixando a nova gestão sem informações.

A prefeita Raquel Brandão, em sua posse, declarou que agirá em conformidade com a Lei e a Legislação vigente e, tomará as medidas cabíveis perante os descasos que encontrará no Poder Executivo.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/PMP

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta