NEWS – ATUALIDADES Ed. 1144

PARABÉNS DRA. NENA!!!
Como diz um velho e sempre atual ditado, “a vida passa em um piscar de olhos”. Uma grande verdade que só percebem tardiamente, aqueles que não viveram, não experimentaram, não arriscaram, não tiveram a coragem de ousar mais, mesmo que fosse para levar um tombo, e levantar de novo. Ontem Mama Nena, do Serginho, do Pedro, e do Thiago, vovó do Enrico, e da Duda, minha companheira nesta viagem da vida, completou mais um ano em nossa vida terrena. – Desejo a ela, muitas alegrias e felicidades em sua vida. Que Deus a abençoe sempre com Saúde, Sabedoria, Segurança, Sorte, e Sucessos. – Que no mais, caminhemos sempre juntos e fortalecidos, Nossa Senhora conosco. – Amém!!


ORGASMOS FEMININOS…
1. Asmática…: uhh…uhhhh…uhhhh 2. Geográfica…:aqui, aqui,aqui,aqui… 3. matemática..: mais, mais, mais…4. Religiosa…: ai meu Deus, ai meu Deus 5. Suicida…eu vou morrer, eu vou morrer 6. Homicida…: se você parar agora, eu te maaatoooo 7. Sorvete….: ai Kibon , ai Kibon, ai Kibon 8. Zootecnista…..: vem, meu macho!!! Vem, meu macho!!! 9. Torcedora….. : vai,vai,vai 10. Professora de Inglês… : ohh!!! Yes!!!! Ohhhh!!! God.!!! 11. Margarina….: que delícia, que delícia 12. Negativa: ..: não… não….não 13. Positiva……: sim…sim..sim 14. pornográfica….:puta que pariu…vai filho da puta 15. serpente indiana…..: ssss……..ssss….16. professora….: sim…isso, por aí…exato…isso 17. sensitiva …: to sentido…to sentindo 18. Desinformada….: o que é isso?… o que é isso? 19. Degustadora…..: Ai gostoso…gostoso…gostoso 20. Cozinheira…..: mexe…mexe…mexe 21. Ateia……: eu não acredito, eu não acredito. 22. Casada…….: – Olha só, a empregada não limpou o lustre !


MUITAS DAS VEZES, A VIDA VALE A PENA !!!
“Corri ao mercado para comprar uns presentinhos, que eu não havia conseguido comprar antes. Quando eu vi todas aquelas pessoas no mercado, comecei a reclamar comigo mesmo: “Isto vai demorar a vida toda, e eu ainda tenho tantas coisas para fazer, outros lugares para ir. Como eu gostaria de poder apenas me deitar, dormir e só acordar após tudo isso.” Sem notar, eu fui andando até a seção de brinquedos, e lá eu comecei a bisbilhotar os preços, imaginando se as crianças realmente brincam com esses brinquedos tão caros. Enquanto eu olhava a seção de brinquedos, eu notei um garoto de mais ou menos 5 anos pressionando uma boneca contra o peito. Ele acarinhava o cabelo da boneca e olhava tão triste,e fiquei tentando imaginar para quem seria aquela boneca que ele tanto apertava. O menino virou-se para uma senhora próximo a ele e disse: “Vovó, você tem certeza que eu não tenho dinheiro suficiente para comprar esta boneca?” A senhora respondeu: “Você sabe que o seu dinheiro não é suficiente, meu querido!” E ela perguntou ao menino, se ele poderia ficar ali olhando os brinquedos por 5 minutos, enquanto ela iria olhar outra coisa. O pequeno menino estava segurando a boneca em suas mãos. Finalmente eu comecei a andar em direção ao garoto e perguntei para quem ele queria dar aquela boneca. E ele respondeu: “Esta é a boneca que a minha irmã mais adorava, e queria muito ganhar. Ela estava tão certa que o Papai daria esta boneca para ela este ano. Eu disse: “Não fique tão preocupado, eu acho que ele irá dar a boneca para sua irmã.” Mas ele triste me disse: “Não, o Papai não poderá levar a boneca onde ela está agora. Eu tenho que dar esta boneca pra minha mãe, assim ela poderá dar a boneca à minha irmã, quando ela for lá. “Seus olhos se encheram de lágrimas enquanto ele falava:” Minha irmã teve que ir embora para sempre. O papai me disse que a mamãe também irá embora para perto de dela em breve. Então eu pensei que a mamãe poderia levar a boneca com ela e entregar a minha irmã”. Meu coração parou de bater. Aquele garotinho olhou para mim e me disse: “Eu disse ao papai para dizer a mamãe não ir ainda. Eu pedi a ele que esperasse até eu voltar do mercado.” Depois ele me mostrou uma foto muito bonita dele rindo,e me disse: “Eu também quero que a mamãe leve esta foto, assim ela também não se esquecerá de mim. Eu amo a minha mãe e gostaria que ela não tivesse que partir agora, mas meu pai disse que ela tem que ir para ficar com a minha irmãzinha.” Ai ele ficou olhando para a boneca com os olhos tristes e muito quietinho. Eu rapidamente procurei minha carteira e peguei algumas notas e disse para o garoto: “E se nós contássemos novamente o seu dinheiro, só para termos certeza de que você tem o dinheiro para comprar a boneca? Coloquei as minhas notas junto ao dinheiro dele, sem que ele percebesse, e começamos a contar o dinheiro. Depois que contamos, o dinheiro iria dar para comprar a boneca e ainda sobraria um pouco. E o garotinho disse: “Obrigado Pai, por atender o meu pedido e me dar o dinheiro suficiente para compra a boneca” Aí ele olhou para mim e disse: “Ontem antes de dormir eu pedi à Deus que fizesse com que eu tivesse dinheiro suficiente para comprar a boneca, assim a mamãe poderia levar a boneca. Ele me ouviu… e eu conseguí também, um pouco mais de dinheiro para comprar uma rosa branca para minha mãe, mas eu não ousaria pedir mais nada a Deus. E ele me deu dinheiro suficiente para comprar a boneca e a rosa branca. Você sabe, a minha mãe adora rosas brancas. Uns minutos depois, a senhora voltou e eu fui embora sem ser notado. Terminei minhas compras num estado totalmente diferente do que havia começado. Entretanto não conseguia tirar aquele garotinho do meu pensamento. Então lembrei-me de uma notícia no jornal local de dois dias atrás, quando foi mencionado que um homem bêbado numa caminhonete, bateu em outro carro, e que no carro estavam uma jovem senhora e uma menininha. A criança havia falecido na mesma hora e a mãe estava em estado grave na UTI, e que a família havia decidido desligar as máquinas, uma vez ;que a jovem não sairia do estado de coma. E pensei, será que seria a família daquele garotinho? Dois dias após meu encontro com o garotinho, eu li no jornal que a jovem senhora havia falecido. Eu não pude me conter e sai para comprar rosas brancas fui ao velório daquela jovem… Ela estava segurando uma linda rosa branca em suas mãos, junto com a foto do garotinho e com a boneca em seu peito. Eu deixei o local chorando, sentindo que a minha vida havia mudado para sempre. O amor daquele garotinho por sua mãe e irmã continua gravado em minha memória até hoje. – É difícil de acreditar e imaginar que numa fração de segundos, um bêbado tenha tirado tudo daquela pequena criança.” – Preocupe-se um pouco com as outras pessoas, antes de sair dirigindo bêbado pelas ruas. – E pegue as chaves daqueles que julgar necessário, você estará salvando outras vidas e a sua também.


GRATUITAMENTE NÃO !!!
Estou vendo nos noticiários, orquestrado pelo lobby internacional, uma caça às bruxas, a todos aqueles que ousam tocar na selva amazônica, comandada espertamente pelas ONG’s. infiltradas em nossas terras. – É proibido mexer na floresta, nenhum brasileiro pode tocar na floresta, dizem as ONG’s. – Os madeireiros tornaram-se os vilões, pintados por eles, os gringos, em criminosos. – Pergunto eu, vocês sabem quanto foi a pauta de exportação de madeiras manufaturadas para o exterior, que veio nos dar condições de enriquecer nosso caixa e pagar nossas contas internas e externas. Não sabem, foi de mais de U$ 10.000.000.000 (dez bilhões de dólares), dinheiro que serviu para construir hospitais, escolas, comprar medicamentos, pagar as melhorias em segurança e saneamento. – Enfim, dinheiro que serviu a todos aqueles que xingam as madeireiras e pessoas que trabalham na floresta, de onde tiram seu sustento. – Os Estados Unidos e demais países do G-7, são muito bons para se meter em nossos assuntos internos, e em nossas riquezas, mas quando é para assinar o “Protocolo de Quioto”, onde estariam obrigados a controlar sua emissão de gás carbônico, beneficiando este pequeno planeta em que todos vivemos, aí este País, que se auto denomina senhor da boa fé, e protetor do mundo (?), diz que não vai diminuir sua emissão de gás carbônico, pois é isto que gera sua riqueza, – E perdoando a rudeza do termo, dizem a todos nós: “- DANE-SE O MUNDO!”. – Está na hora de nós brasileiros acordarmos e deixarmos de sermos servis, idiotas, pararmos de bajular os imperiais, e defender o que é nosso, nosso povo, nossos trabalhadores, nossas empresas, nossos madeireiros sim, pois em todas as categorias, existem os bons, e maus exemplos. VAMOS DAR VALOR AO QUE É NOSSO – Aqueles que trabalham por nós e ,para nós, pois não devemos nos esquecer nunca, que o interesse dos outros países, é enriquecer a eles e não a nós, com as intromissões que fazem em nossas florestas. Não nos esqueçamos nunca que acabaram com tudo que tinham para enriquecer, e agora, colocam o olho gordo e grande nas nossas riquezas. – Não se esqueçam do Iraque, e muitas outras invasões de Países que fizeram,alegando boa fé, e não petróleo. – Esta história de que a floresta é o pulmão do mundo, é idiotice, pois ela própria consome todo o oxigênio que produz, na absorção do gás carbônico gerado pelas suas plantas. – Por isso, acordem brasileiros, defendam seus irmãos que trabalham nas florestas brasileiras, e delas tiram parte do sustento desta nação, sejam eles quem forem, pois aqui nasceram, aqui vivem, e aqui morrerão. – E deixem de ser idiotas, por míseros dólares, ficarem servindo o estrangeiro!. – Não se esqueçam nunca que o mundo todo é feito de cimento, ferro, petróleo, e madeira!!!


O IDIOTA !
Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: – uma grande de 400 réis e outra menor, de 2000 réis. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos. Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos. – Eu sei, respondeu, não sou tão tolo assim. Ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda. Pode-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa. A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é. A segunda : Quais eram os verdadeiros babacas da história? Terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda. Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito. Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, o que realmente somos, que é o que Deus sabe de nós!. “O maior prazer de um homem inteligente, é bancar o idiota, diante de um idiota que banca o inteligente”


LIÇÃO !
As consequências de uma ação, sejam quais forem, não a tornam moralmente nem boa nem má: – A intenção é tudo!.- Por isso existem todo tipo de pessoas, o difícil, …é saber qual é a que presta, a boa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *