Bocão Ed. 1145

SONEGAÇÃO E AGIOTAGEM
Um grande esquema de agiotagem e sonegação de imposto está sendo investigado pela Justiça. O caso envolve duas pessoas bem relacionadas em Santarém (advogado e empresário), que se uniram e compram imóveis por preços pequenos e depois vendem esses mesmos imóveis com valores exorbitantes. O crime cometido é que ao comprarem esses imóveis, essas pessoas não passam para seus nomes e depois vendem para outros, deixando de pagar impostos para a Prefeitura e para a Receita Federal. O lucro dessas pessoas é total.

SONEGAÇÃO E AGIOTAGEM 2
O referido crime foi denunciado na Justiça, que já chamou os acusados nesse crime para prestarem depoimento esta semana. Os dois acusados arrumaram uma forma de não comparecer na audiência alegando estarem doentes e apresentaram atestados médicos. A audiência foi remarcada para outra data. Mas o caso é sério e a Justiça está de olho nesses sonegadores.
SONEGAÇÃO E AGIOTAGEM 3
Outro crime que essas duas pessoas estão sendo acusadas é de agiotagem, quando emprestam grandes quantias em dinheiro e cobram juros exorbitantes. Também foram denunciados e vão ter de se explicar perante a Justiça. O certo é que os dias de “benesses” dessa dupla estão pra chegar ao fim.


IRREGULARIDADE EM PRAINHA
O Procurador nomeado pelo prefeito Davi Xavier de Prainha, Dr. Adilson Corrêa da Silva, OAB/PA n°17.601, é assessor do Juiz do Município de Chaves, ou seja, está advogando para a Prefeitura de Prainha, coisa que é impedido, pois tem portaria nomeando-o como assessor do Juiz de Chaves, portaria 375/2016-GP. Para quem fala em moralidade e transparência, Davi Xavier iniciou muito mal seu mandato como Prefeito. Dr. Adilson Corrêa da Silva é irmão do Pastor Aderaldo, que foi candidato a Vereador na coligação do prefeito Davi Xavier, e também foi nomeado pelo Prefeito como chefe do setor de tributos do município de Prainha. E ainda tem mais: o sobrinho é Secretário de Saúde e a irmã é coordenadora da casa de apoio em Santarém.

IRREGULARIDADE EM PRAINHA 2
Um leitor da coluna registrou dois momentos inadequados praticados por quem deveria fazer cumprir a lei, no município de Prainha. O vereador Demétrio, que sempre primou pela honestidade, foi flagrado na garupa de uma moto carregando um quelônio (tracajá), infringindo a Lei Ambiental. Em outro momento, um caminhão (contratado pela Prefeitura) foi flagrado transportando alunos para as escolas na comunidade Boa Vista do Cuçari, infringindo o Código de Trânsito. Os dois casos são graves e o Ministério Público deve entrar em ação.


POLUIÇÃO SONORA
A poluição sonora na orla de Santarém está incontrolável. A orla é um dos locais mais movimentados durante a noite em Santarém e o som alto tem causado transtornos para moradores das imediações e aos turistas. Segundo denúncia à coluna, no local é comum, durante as madrugadas, pessoas consumirem bebidas alcoólicas e utilizarem sons automotivos em volumes fora dos padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Os moradores apontam outros prejuízos além da perturbação pública. Eles dizem que as pessoas que ingerem bebida alcoólica utilizam o trecho do Belo Centro para fazer necessidades fisiológicas. Ao amanhecer, lojistas precisam lavar as calçadas para minimizar o mau cheiro.

POLUIÇÃO SONORA 2
De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), em muitos casos não há como aplicar punições aos donos dos sons automotivos porque eles diminuem o volume dos equipamentos quando fiscais ou policiais militares se aproximam – o que não descaracteriza o flagrante. O abuso é tão grande, que em muitas ocasiões as pessoas, além de bebida alcoólica consomem outros tipos drogas, como maconha e cocaína, no local. Quando essas pessoas ficam “doidonas” fazem sexo por lá mesmo. Sou a favor da Guarda Municipal Armada para proteger esses locais públicos e punir quem infringir a Lei.


DESCASO DO ESTADO
O descaso do governador Simão Jatene com Santarém e outros municípios da região oeste do Pará é visto a olho nu e isso acontece há muito tempo. Desde que Jatene foi derrotado nas últimas eleições aqui na região. São obras inacabadas, recursos da saúde que não são repassados e outros segmentos esquecidos e abandonados. O mais recente está ligado à educação. Cerca de nove escolas da rede estadual de ensino do município de Santarém estão sem merendeiras. Em uma fiscalização do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) realizada em 17 escolas foi constatado que há alimentos estocados na dispensa, mas não tem quem os prepare. As escolas estão sem merendeiras para a função.
DESCASO DO ESTADO 2
A escola Almirante Soares Dutra está sem merendeira desde novembro do ano passado, sendo que a cozinha está fechada. Até o momento ninguém foi contratado para a vaga. As aulas seguem normalmente e o jeito é os alunos trazerem a merenda de casa. A diretora da escola conta que a demanda é muito grande, sem contar que a cozinha está repleta de mantimentos. A escola tem contado com a ajuda de duas ex-funcionárias no preparo da comida. Na escola Júlia Passarinho, há muito tempo não tem merendeira e a solução encontrada foi a divisão do trabalho. O serviço é feito pelas serventes que se revezam entre a limpeza da escola e o preparo da merenda. O coordenador da 5ª URE em Santarém, Naldo Almeida, ao ser questionado pela coluna, disse que a situação é preocupante. Naldo falou que está unindo forças junto ao Ministério Público para sensibilizar a Seduc, pois não há previsão de concurso para serventes, merendeiras e vigilantes. Esse Jatene não está nem aí para Santarém e região.


FURTOS NO HOSPITAL MUNICIPAL
A coluna tem recebido muitas denúncias em relação a pessoas inescrupulosas, que atuam dentro do Hospital Municipal de Santarém. Elas fingem que estão acompanhando pacientes, e solicitam emprestado o celular de pacientes ou acompanhantes, dizendo que é uma questão de vida ou morte. Depois que estão com celular na mão desaparecem.
FURTOS NO HOSPITAL MUNICIPAL 2
As vítimas destes desalmados ficam revoltadas, pois quando solicitam da direção do hospital, as imagens das câmeras, não obtêm retorno. A reclamação é grande, pois as vítimas não contam com o apoio da direção. Revelam que existe a maior burocracia para entrar no hospital, no entanto, essas pessoas que praticam o furto, parecem conhecer meios de romper essas barreiras impostas às pessoas normais.
FURTOS NO HOSPITAL MUNICIPAL 3
Outros objetos também são levados pelos larápios. Teve ocasião, em que um senhor de idade, que estava acompanhando sua esposa, deixou por um instante, a cadeira que levou de sua residência para o hospital. A paciente estava dormindo, quando voltou o objeto já não estava lá. O seu esposo procurou pelos corredores e salas, mas infelizmente foi em vão. Conclusão, teve que passar a noite inteira em pé, pois a unidade de saúde não disponibiliza sequer uma cadeira para os acompanhantes.
FURTOS NO HOSPITAL MUNICIPAL 4
A coluna orienta àquelas pessoas que foram vítimas, que procurem a Delegacia de Polícia, e façam o Boletim de Ocorrência. Peçam para o Delegado solicitar por ofício, as imagens das câmeras de monitoramento do PSM e HMS, para que esses malandros possam ser identificados e presos.

26 comentários em “Bocão Ed. 1145

  • 12 de maio de 2017 em 19:44
    Permalink

    MUDANDO DE ASSUNTO O BIRRO DE JADERLANDIA ESTÁ SEM ÁGUA HÁ 04 DIAS POR FALTA DE PAGAMENTO DE 03 TALÕES DA CELPA E CORTARAM A ENERGIA E OS MORADORES ESTÃO PAGANDO CARO ACONTECE QUE TEM MORADOR COM 10 TALÕES DE 25,00 E NÃO TEM CONDIÇÕES DE PAGAR, SÃO 200 FAMILIAS EM DÉBITO , EU NÃO SEI O QUE VAI ACONTECE POIS SEM ÁGUA, BOCÃO PÕE PARA CIMA ESTA NOTICIA OK

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 10:01
    Permalink

    Gente, nem o vereador da cidade respeita as leis. Aposto que grita e brada pelo fim da corrupção, mas fazer isso não é nada demais na cabeça dele. Só hipocrisia.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 09:50
    Permalink

    Jatene nunca fez nada e nem vai fazer por Santarém, ele tem abuso do povo daqui e ainda tem gente que defende e vota nesse calhorda.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 09:48
    Permalink

    Que absurdo esses furtos em hospitais, muito triste, a humanidade está perdida mesmo, como pode alguém não ter um pingo de amor ao próximo? Essas pessoas estão doentes, muitas vezes a família está em casa passando necessidade, já vi familiares tendo que ir a pé e sem comer visitar parente doente e ainda o pouquinho que tem é roubado.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:55
    Permalink

    Eita que esse tracajá, deve ter dado uma indigestão depois desse flagra, kkkkkkk

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:50
    Permalink

    Com essa crise o que tem é gente se endividando e se metendo em mais dividas ainda com empréstimos e mais empréstimos, e pior tem bandido lucrando com isso.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:40
    Permalink

    ALGUÉM COMPROMETIDO COM O TRABALHO E QUE SEJA HUMANO, TEM QUE ASSUMIR A DIREÇÃO DO HOSPITAL!
    DETALHE : AINDA TEM QUE SER PUCHA SACO DO PREFEITO E DO SECRETÁRIO DE SAÚDE, SENÃO NÃO ADIANTA BOA VONTADE

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:33
    Permalink

    Ficar com som alto na beira da orla é coisa de moleque mesmo, melhor de marginal usando roupa de marca. Bando de mauricinhos que estão acabado com o que os pais construiram. Não falo só de bens, mas também da imagem da família. Vamos ver se com implantação da Zona Azul de estacionamento isso acaba.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:26
    Permalink

    Cadê o capacete desse vereador de Prainha? Isso também é contra lei. Prainha, a cidade sem lei!!!!!!!!!

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:25
    Permalink

    Precisa acontecer isso para o público assistir o descaso da administração com funcionários e pacientes no hospital municipal! Vexame total!!!

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:24
    Permalink

    Eu estudei na Escola Almirante e posso dizer o quanto os funcionários daquele educandário são comprometidos com a escola e seus alunos. É de se aplaudir o trabalho dessas duas ex funcionárias que se voluntariam para preparar o lanche dos alunos a troco de nenhum incentivo do Estado. Somente por boa vontade.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:23
    Permalink

    Os roubos no Hospital Municipal tem acontecido frequentemente, um dia desses soube de um caso em que uma mulher falou pra recepcionista que ia visitar sua irmã, entrou no hospital e roubou as coisas de uma acompanhante que estava mais preocupada com a saúde da pessoa que estava com ela do que com sua segurança dentro de um hospital público.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:22
    Permalink

    Engraçado que pra uma pessoa de bem entrar pra visitar um parente la no hospital é um Deus nos acuda. Maior dificuldade. Mas esses delinquentes entram sem nenhum problema. Será que estao de camaradagem com os porteiros?

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:21
    Permalink

    Essas duas ex-funcionárias deveriam ter os nomes destacados aqui no jornal e receber uma homenagem para estimular a participação de voluntários e entidades no desenvolvimento de ações educacionais. Ser amigo da escola traz o fortalecimento da educação e da escola pública de educação básica por meio do envolvimento de todos. Isso sim é exemplo de humanidade.
    #jatene_nao_me_representa.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:20
    Permalink

    Essas pessoas que praticam agiotagem em Santarem estao agindo sem nenhum impedimento. Na luz do dia, bem debaixo do nariz das autoridades e eles fingem nao ver.

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:17
    Permalink

    Esse problema da orla de Stm vem acontecendo faz tempo. Colocaram uma casinha com umas fardas, sim, somente fardadas pq pra mim aquilo não é polícia, pois de nada adiantou, eles não fazem nada, apenas cumprem horário. A cidade está um caos!

    Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:15
    Permalink

    BOCÃO COLOCA O NOME DESSES SAFADOS QUE ESTÃO ATUANDO DE FORMA IRREGULAR NA CIDADE.
    DEVE SER BEM CONHECIDO PRA NÃO IREM NA AUDIÊCIA
    ESSE ATESTADO MÉDICO, VAMOS ANALISAR DE QUEM SEJA????

    Resposta
    • 12 de maio de 2017 em 08:32
      Permalink

      APOSTO QUE NÃO VAI FALAR, PQ TEM DINHEIRO

      Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:08
    Permalink

    Misericóooooordia…
    Até no hospital? onde as pessoas estão sensíveis por conta de terem pessoas queridas acamadas
    Onde esse povo pensa em chegar?
    Sinal que a segurança e fiscalização está excelente no HMS

    Resposta
    • 12 de maio de 2017 em 08:11
      Permalink

      além de estarem humilhados com aquela bagunça e nojeira que é aquele Hospital Municipal, ainda temos q assistir essa situação rindo.

      Resposta
  • 12 de maio de 2017 em 08:05
    Permalink

    MAS COMO TEM PILANTRA DESSES QUE COMPRAM A PREÇO DE BANANA E SÓ REPASSAM
    NÃO É A TOA QUE TEM MUITOS QUE VEM DE FORA E FAZEM A BARRA DA CALÇA AQUI NA CIDADE
    ALÔ ALÔ CRECI, CADÊ A FISCALIZAÇÃO?

    Resposta
  • 11 de maio de 2017 em 18:36
    Permalink

    Eeeeeita…. o vereador além de estar levando o quelônio ainda tá sem capacete, assim como o mototaxi. Um mototaxi sem capacete. É muito bagunçado mesmo. E a gente achando que aqui em Santarem que a gente via marmota no transito.

    Resposta
  • 11 de maio de 2017 em 18:30
    Permalink

    Esses mauricinhos que andam com o som la nas alturas acham que são os donos da cidade. Ficam se exibindo com seus carrões e sons de altas potências. Ridículos. Parecem aquelas aves que ficam disputando quem estufa mais o peito pra conquistar a fêmea. Mas só passam vergonha mesmo. kkkkkkkkkkkk

    Resposta
    • 16 de maio de 2017 em 15:56
      Permalink

      DONA SHIRLEY A SENHORA PRECISA ANDA NUMA TAL DE BICA DE DOMINGO É UM BALNEARIO O SOM SÓ FALTA ARREBENTA O SOLO NÃO TEM GENTE MORANDO LÁ POR PERTO MAIS CADE QUE O SETOR DA SEMA VAI LÁ VERIFICAR E TAMBÉM O CONSELHO TUTELA PORQUE TEM DE MENOR DEPOIS DAS 19:00 OK.

      Resposta
  • 11 de maio de 2017 em 18:25
    Permalink

    Esse governador Jatene já nao fazia nada por nos antes de levar uma taca nas urnas aqui na região. No segundo mandato então. Deus nos acuda. Porque no que depender do governador, estamos ferrados.

    Resposta
  • 11 de maio de 2017 em 18:22
    Permalink

    Já não bastam toda humilhação e sofrimento que pacientes e acompanhantes passam naquele hospital municipal, ainda têm que ficar de olho em bandidos que podem furtar suas coisas. Pra que servem os guardas, senão para evitar que esses indivíduos mal intencionados entrem no hospital. Sendo que nao são pacientes ou acompanhantes.

    Resposta

Deixe seu comentário aqui: