Santarém volta a ser rota do tráfico de drogas

Mais de 180 quilos de drogas foram apreendidos dentro de uma embarcação

O município de Santarém voltou novamente a ser uma das principais rotas do tráfico de drogas. Os traficantes estão usando todos os meios para tentar levar a droga até o destino final, que é Belém ou Rio de Janeiro, por via marítima, terrestre ou aérea.

A Polícia Federal está trabalhando para coibir esse crime, tendo ajuda da Polícia Rodoviária Federal. Várias apreensões de drogas foram feitas nos últimos dias em Santarém, com prisões de traficantes ou das pessoas (mulas) que são contratadas para conduzir a droga até seu destino final.

A apreensão mais recente aconteceu no último sábado, dia 13, quando a Polícia Federal (PF) conseguiu interceptar e apreender mais de 180 quilos de drogas. De acordo com a PF, a droga estava no fundo falso de um navio que saiu de Manaus, no Amazonas, com destino a Santarém, no oeste do Pará. A droga (maconha) foi localizada em 158 volumes parecidos com tijolos no interior de uma embarcação, no setor de cargas.

A droga apreendida foi levada para a Delegacia da Polícia Federal em Santarém, onde foi periciada. Um inquérito foi instaurado para apurar o caso. Ninguém foi preso.

OUTRAS APREENSÕES: A Polícia Federal apreendeu 42 kg de maconha no Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, na madrugada do dia 29 de abril deste ano. Segundo a PF, quatro homens foram presos por tráfico de entorpecentes. De acordo com os policiais, o grupo fazia escala na Capital Federal quando foi surpreendido pelos agentes. Eles são de Santarém, no Pará, e seguiam para o Rio de Janeiro. A droga estava escondida dentro das bagagens dos suspeitos.

Dois homens em um carro foram abordados por policiais federais, na tarde do dia 03 deste mês, próximo ao Beco da Felicidade, em Santarém. Junto com a dupla, os policiais encontraram um pacote de aproximadamente um quilo de cocaína. Os dois foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Federal de Santarém para prestarem depoimento. Um deles foi liberado e o outro foi autuado em flagrante  delito pelo crime de tráfico ilícito de entorpecentes e conduzido ao presídio. Além da droga, o carro também foi apreendido por estar sendo usado como suporte no tráfico. A ação contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Na madrugada do dia 05 deste mês de maio, a Polícia Federal apreendeu quase 26 kg de maconha no Aeroporto Maestro Wilson Fonseca, em Santarém. Segundo a PF, dois homens foram presos e autuados em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecentes. A bagagem foi submetida ao aparelho de raio-x e mostrava pacotes em forma de tabletes. Conforme a PF, o grupo fazia escala em Santarém quando foi surpreendido pelos agentes. Eles saíram de Manaus e seguiam para o Rio de Janeiro. A droga estava escondida dentro de duas malas, com cerca de 13 kg dos entorpecente em cada uma. Ainda segundo a PF, os suspeitos disseram que iriam receber a quantia de R$ 2 mil para o transporte da maconha até o Rio. Eles foram conduzidos até a delegacia de Polícia Federal, onde prestaram depoimento e depois levados ao presídio Sílvio Hall de Moura, na vila de Cucurunã.

Na noite do dia 09 de maio também deste ano, duas mulheres foram detidas por policiais federais no aeroporto Maestro Wilson Fonseca, e junto com elas os policiais encontraram duas malas contendo cerca de 24 quilos de maconha tipo skunk. Elas disseram que residem no Rio de Janeiro e vieram até Manaus para pegar as malas que seriam levadas até São Paulo. A dupla afirmou que não sabia que havia droga no interior das malas. Elas foram detidas e levadas para a Delegacia de Polícia Federal de Santarém onde foram autuadas em flagrante delito por tráfico ilícito de entorpecentes.

Como se pode notar, Santarém virou a rota desses traficantes, que se utilizam de várias artimanhas para tentar ludibriar a Polícia e levar os entorpecentes até o ponto final.

Apesar do combate ao tráfico de drogas ser uma missão da Polícia Federal, também a Polícia Militar e Polícia Civil realizam várias ações na cidade para acabar com esse crime e quase que diariamente bocas de fumo são estouradas, traficantes presos e drogas apreendidas. Mas esse tipo de ramificação do crime é extenso e a Polícia faz o que pode para combater, mas com poucos recursos e o contingente de agentes pequeno, os traficantes tomam conta de vários pontos da cidade. Às vezes o poder desse crime é tanto, que se estende dentro das famílias. Sem falar que a briga pelo controle do tráfico de drogas já ceifou a vida de muitas pessoas e, pelo visto ainda se estenderá muito mais.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe seu comentário aqui: